CARLOS SANTOS ON LINE

Blog jornalístico editado e postado no Rio Grande do Norte (Brasil)

Minha foto
Nome:
Local: Mossoró, RN, Brazil

Jornalista, atuando profissionalmente há mais de 21 anos, com experiência em jornal impresso, TV, revista, rádio, webjornalismo e mídias alternativas, além de assessorias político-empresariais. CONTATOS: herzogcarlos@gmail.com

sexta-feira, junho 30, 2006

COLUNA DO HERZOG

Capital Brasileira da Impostura

Lamentavelmente, até o momento o Instituto Cultural do Oeste Potiguar (ICOP), a Prefeitura de Mossoró e a Sociedade Brasileira de Estudos do Cangaço (SBEC) não se pronunciaram sobre o sumiço do busto do senhor Manoel Duarte, do largo que tinha seu nome entre a Avenida Rio Branco e Rua Frei Miguelinho. E olhe que o desterrado foi um dos principais combatentes no episódio da invasão do bando de Lampião a Mossoró em 1927.
Tivemos informação de fonte bastante confiável, que o busto em bronze foi vendido a um ferro-velho na periferia de Mossoró, com “passagem” garantida para uma fundição em Fortaleza (CE). Se fazem isso com um herói de verdade, sua família e a cidade como um todo, imagine com um pobre mortal e os sem-sobrenome dinástico.
Será que o professor e mecenas Vingt-un Rosado – falecido em dezembro - estaria apoiando com o silêncio cúmplice essa molecagem estatal?
Mossoró é contumaz no atentado contra sua história, agredindo famílias de bem. O prefeito Rodolfo Fernandes, líder da resistência ao grupo de Lampião, possuía busto na praça que – ainda – tem seu nome no centro da cidade, mas foi “desomenageado”. O destino do busto, conforme relatos diversos, foi o fundo do rio Mossoró. Submerso como um traste.
Há poucos meses, o Centro Administrativo da Prefeitura de Mossoró foi inaugurado – como lembrou ontem em sua coluna em O Mossoroense, o jornalista Emery Costa – com pompas. Mas retiraram do local o batismo anterior que lembrava o ex-prefeito, por duas vezes, Antônio Rodrigues de Carvalho.
Um modesto cidadão de apelido “Piano”, patrono de uma rua, é outro banido. Colocaram no local outro homenageado com a maior naturalidade. Os exemplo são numerosos e igualmente infames. Quem será a próxima vítima dessa limpeza étnico-cultural e histórica? Estamos diante de uma mentalidade ariana insultante, na “Capital Brasileira da Impostura”.

PRIMEIRA PÁGINA

CABEÇUDO – Para o deputado estadual Elias Fernandes (PMDB), o ex-senador e candidato ao Senado Geraldo Melo (PSDB) “é cabeça dura”. Ele disse hoje à FM 96 de Natal, que o ex-senador deveria ter acatado proposta do PMDB para ser candidato à Câmara Federal. “Em minha opinião, Geraldo está indo para uma aventura”.
VOTOS – Segundo previsão do economista Elviro Rebouças, aliado político do casal Carlos Augusto-Rosalba Ciarlini (PFL), o candidato a deputado estadual, médico e marido da prefeita Fafá Rosado (PFL), Leonardo da Vinci Nogueira (PFL), terá em torno de 25 mil votos somente em Mossoró. Diverge em números de Carlos, que estimou a este Blog algo da ordem de 22 mil votos para Leonardo.
DÁ GARI – Conversando com alguns interlocutores de Mossoró, o ex-prefeito de Caraúbas Luciano Cruz não tergiversa. Mesmo com o apoio do prefeito caraubense Eugênio Alves à governadora Wilma de Faria (PSB), o senador Garibaldi Filho (PMDB) “vai dar de dois por um” nas eleições ao governo em Caraúbas. Fica anotado.
PARA 2008 – Ninguém ache estranho que em 2008, nas eleições municipais de Pau dos Ferros, os adversários de 2004 estejam juntos no mesmo palanque, além de formarem a mesma chapa majoritária. O jovem prefeito Leonardo Rego (PFL) e a sua adversária Maria Rêgo (PMDB) podem fazer uma chapa inédita. No passado mais remoto, Maria foi vice-prefeita de Nilton Figueiredo (PP).
CONCORRIDO – Foi bastante concorrida a Convenção Estadualdo PSB da governadora Wilma de Faria ontem no Palácio dos Esportes em Natal. A governadora voltou a empinar o discurso de combate aos caciques e se disse vítima de uma aliança espúria entre políticos que se detestam. Para ela, o consórcio partidário entre PMDB e PFL é assentado no objetivo comum de bani-la da vida pública, sem qualquer prioridade voltada para o Estado e seu povo.
ESTRATÉGIA – O PMN do presidente da Assembléia Legislativa, deputado Robinson Faria, fez sua convenção de frente ao Palácio dos Esportes, na Escola Anísio Teixeira. A estratégia foi muito inteligente, garantindo interação com a convenção maior, a do PSB.
PRESSÁGIO – O senador Fernando Bezerra (PTB) tem motivos para se preocupar com o projeto de releição. Aliado da governadora Wilma de Faria, ele não conta com aliança fechada em torno do seu nome. O PV da vice-prefeita Micarla de Souza dá apoio a Geraldo Melo e o PMN decidiu liberar sua militância. Tem forte odor de “cristianização” no ar.
RELATÓRIO – A Câmara de Mossoró prepara uma prestação de contas para publicação na imprensa, mostrando seu ingente trabalho em favor da sociedade. Não deve entrar no relatório a aprovação de voto de solidariedade aos ex-deputados Laíre Rosado (PSB) e Múcio Sá (PSB), sem quórum; o “voto de pesar (?)” à Educação de Mossoró, aprovado à unanimidade e o fato de há vários anos não colocar uma única emenda em projetos de Orçamento e Lei de Diretrizes (LDO). É provável ainda, que não se anuncie que o comparecimento de público às sessões é o menor de sua história.

GERAIS

- O comércio mossoroense dá largada hoje ao “Liquida Mossoró”, promoção aberta ao público.
- Hoje é dia da ótima Elba Ramalho no “Mossoró Cidade Junina.
- O empresário Lauro Felipe da Visão Vídeo está migrando com seu trabalho de locação de equipamentos de sonorização e vídeo para outros centros. Está presente no concorrido período junino de Campina Grande (PB).
- O Jornal de Hoje de Natal, Primeira Edição (que é matutino), está se preparando para ser auditado pelo Instituto de Verificação de Circulação (IVC). O JH Primeira Edição está bombando com 20 mil exemplares tablóides/dia na Grande Natal. Os parabéns a Marco Aurélio (diretor), Edilson Braga (editor) e equipe em geral.
- O serviço público brasileiro precisa ser revisto. Veja-se este exemplo: na Uern está em curso uma sindicância para se desvendar o furto, digamos assim, de três cartuchos de uma impressora. O gasto com a investigação deve ser maior do que o custo dessas peças.
- A partir da próxima segunda-feira, esta coluna será postada em duas edições diárias, sendo uma matutina e outra vespertina. Acesse.
- Obrigado ao jornalista Márcio Morais (Apodi), advogado Souza Júnior, engenheiro Nilton Rêgo e escritor-jornalista Alexandro Gurgel pelo acesso diário a este Blog.

SÓ PRA CONTRARIAR

Por que a imprensa trata engravatado envolvido em crime de corrupção por "autor intelectual" e um simples mortal como "chefe de quadrilha?"

PL e PDT realizam convencões em Natal

O Partido Liberal (PL) está dando início nesta manhã à sua Convenção Estadual. O evento acontece no Hotel Barreira Roxa, Via Costeira em Natal.
O PL deve homologar uma chapa de candidatos a deputado federal e estadual, além de aliança de apoio às candidaturas ao governo da governadora Wilma de Faria (PSB) e ao Senado do senador Fernando Bezerra (PTB).
O principal nome do PL é do ex-secretário estadual do Desenvolvimento João Maia, candidato a deputado federal.
PDT
Já o PDT, faz convenção no plenário da Assembléia Legislativa, apostando numa aliança em chapa proporcional com o PTC e PHS. A expectativa é lançar em torno 46 candidatos a deputado estadual.
O presidente do PDT estadual, deputado federal Álvaro Dias, deve refluir para projeto de retorno à Assembléia Legislativa.
Em se tratando de chapa majoritária, o partido aposta em apoio "branco" a Garibaldi Alves Filho (PMDB), deixando opção ao Senado em aberto à militância e candidatos.
O PDT não marcha em alinhamento formal com a aliança oposicionista "Vontade Popular", encabeçada pelo PMDB, porque a verticalização não permite. O PDT tem candidato presidencial, o senador e professor Cristovão Buarque.
* Aguarde. Ainda esta manhã, mais novidades sobre os bastidores da política na Coluna do Herzog.

Nélter prevê Rosalba "colando" em Garibaldi

A tendência da ex-prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini (PFL), candidata ao Senado pela coligação oposicionista "Vontade Popular", é ter crescimento vertiginoso no curso da campanha. A estimativa é do deputado estadual Nélter Queiroz (PMDB), candidato à reeleição à Assembléia Legislativa.
Falando a este Blog, Nélter disse que Rosalba Ciarlini seria puxada, por gravidade, pelo candidato a governadora Garibaldi Alves Filho (PMDB).
- Rosalba vai colar nele (Garibaldi); na verdade já está colando - comentou.
O deputado oposicionista avaliou, que a importante presença político-eleitoral de Rosalba na região de Mossoró será significativa para consolidação da vitória de Garibaldi. Em contrapartida, o senador e disputante ao governo influenciará positivamente na votação da ex-prefeita.
* Aguarde! Ainda esta manhã leia as novidades da política e outros temas na Coluna do Herzog.

Deputado diz que Wilma "sabia" do "Folioduto"

O deputado estadual do PMDB, Elias Fernandes, tem uma opinião incisiva sobre o caso "Folioduto", denunciado pelo Ministério Público do Estado. Em sua ótica, "ela (governadora Wilma de Faria-PSB) sabia de tudo que estava acontecendo".
O Folioduto é o escândalo descoberto na Fundação José Augusto, órgão que cuida da política cultural do RN. Segundo denúncia do Ministério Público, até o ex-chefe de Gabinete da governadora e seu irmão, médico Carlos de Faria, estava envolvildo. Seria o mentor do desvio de cerca de R$ 2 milhões.
Entrevistado nesta manhã pela FM 96, programa "Jornal 96", Elias afirmou que teria ocorrido "delito de governo". Ponderou não acreditar em desvio de recursos em benefício próprio da governadora e de Carlos. "Eu os conheço", fez uma meia defesa.
Segundo Elias, inevitavelmente o caso Folioduto será tema de campanha, na oposição, com a candidatura ao governo do senador Garibaldi Alves Filho (PMDB).

quinta-feira, junho 29, 2006

Micarla, mesmo pressionada, apóia o PSDB

Micarla de Souza, presidente do PV e vice-prefeita de Natal, chegou a se internar devido às pressões que teria recebido da governadora Wilma de Faria (PSB) para não formalizar a aliança com o PSDB.

A informação foi dada ao blog por dois integrantes da executiva estadual do partido.

Wilma, pressionada por Fernando Bezerra, de acordo com informações chegadas ao blog, queria que o PV (leia-se Micarla) se coligasse formalmente com o PSB, como ficou anteriormente acertado entre a governadora e a dirigente verde.

O problema é que o PV, não se coligando com o PSDB na eleição proporcional, ficaria numa situação difícil, pois os demais partidos da coligação governista já estavam com suas alianças formadas para a Assembléia e Câmara Federal.

Depois de muitas conversas e escaramuças, o PV manteve a aliança com o PSDB e o apoio formal à candidatura de Geraldo Melo para o Senado.
Do Blog de Oliveira Wanderley

COLUNA DO HERZOG

Dentro de casa
E agora, governadora? A denúncia do Ministério Público do Estado que envolve o ex-chefe de gabinete da governadora Wilma de Faria (PSB) e seu irmão, Carlos de Faria (PSB), como articulador de uma quadrilha para assaltar o cofre do Estado, é bastante grave. O peso é considerável, porque não deriva de uma ação política de adversário, mas se revela como resultado de um trabalho louvável do MP. Apartidário.
A operação desenvolvida pelo MP surpreendeu a todos, quase sem exceção. Isso, talvez, em face da aura que paira em torno da classe política deste país, de imunidade e impunidade. Entretanto, a denúncia é apenas um estágio do processo a permitir amplo direito à defesa dos implicados até decisão final do Judiciário.
O que o MP levantou, conforme revelado pela imprensa, é no mínimo verossímil. Faz sentido. O que parece incomum em nível de RN é o surgimento no centro da questão de um personagem de tamanha envergadura, o irmão e ex-auxiliar da governadora.
Ninguém deve ignorar que Carlos é liderado familiar e político de Wilma de Faria, conhecida por seu papel centralizador.
A governadora fatalmente será investigada pela Procuradoria Geral da República, órgão constitucionalmente habilitado a esse papel, haja vista seu foro privilegiado. O caso do “Folioduto” tem interrogações que precisam ser respondidas:
Se houve corrupção, cadê o dinheiro?
Se houve corrupção, quem são os beneficiados finais do desvio?
Se houve corrupção, qual o papel da governadora no episódio?
Se houve corrupção, o Folioduto é um fato isolado ou está generalizado na administração?
Se houve corrupção, como o Estado será ressarcido?
Se houve corrupção, teremos finalmente alguém pagando pelo crime no topo da pirâmide corruptora, ou será alcançada apenas a “arraia-miúda”?
É triste ligar a TV e identificar o RN em circuito nacional outra vez por casos de corrupção na alta esfera do poder.
A última vez que testemunhei algo análogo foi no governo Garibaldi Filho. Bem, mas aí são outros quinhentos.
PRIMEIRA PÁGINA
CONVENÇÃO – A governadora Wilma de Faria (PSB) promove Convenção Estadual do seu partido hoje a partir das 14h. Será no Palácio dos Esportes em Natal, bairro Petrópolis. Homologará as candidaturas de Wilma ao governo, deputado federal Iberê Ferreira (PFL) a vice, senador Fernando Bezerra (PTB) à reeleição e chapas à Câmara Federal e à Assembléia Legislativa. Chamar-se-á coligação “A vitória da gente”. Esse “da gente” enseja raciocínio de duplo sentido.
DUÍTE – Indissociável a governadora Wilma de Faria do seu irmão Carlos Faria, seu ex-chefe de Gabinete. Os laços são políticos, afetivos e familiares. Wilma deverá ser investigada adiante pela Procuradoria Geral da República, um foro privilegiado, em face da denúncia do “Folioduto”. A linha de defesa da governadora está estabelecida: vai se amparar na máxima do ex-juiz de futebol mossoroense, “Duíte”. Vai de “não sei, não vi e bola pra frente”. O presidente Lula abraçou essa tese com bastante sucesso. Faz escola.
LAMA – O termo criado por Carlos Lacerda em pleno governo de Getúlio Vargas, o “mar de lama”, está atualíssimo. O “folioduto” é fichinha diante do que vem por aí. Definitivamente, está aberta a temporada de caça à patifaria, com grupos de lado a lado esgotando os podres – ou parte deles – do adversário. Talvez, ao final, nada chegue a uma resposta judicial compatível com as aspirações do povo, mas será o suficiente para mostrar as vísceras de nossa classe política. Poucos podem atirar a primeira pedra em se tratando de ética e moral na política do RN.
DORIAN – A família do falecido jornalista Dorian Jorge Freire deve se acautelar. A Prefeitura de Mossoró organiza evento para inaugurar uma estátua sua na Praça da Independência, área onde morou durante décadas e próximo à Biblioteca Ney Pontes, prédio da antiga União Caixeiral. Corre o perigo de que adiante outro governante resolva banir a homenagem, da forma mais infame possível. Isso ocorreu com o busto do senhor Manoel Duarte, na Avenida Rio Branco com Rua Frei Miguelinho, no bairro Doze Anos.
MANOEL – Até ontem à tarde, ninguém na Prefeitura de Mossoró sabia dizer o destino do busto de Manoel Duarte, um dos principais combatentes no épico confronto de homens de coragem da cidade, contra o bando do cangaceiro Lampião. O interessante é que o busto foi posto e pago pela própria família do homenageado, a partir de decreto do então prefeito Dix-huit Rosado (um homem culto). Na montagem do canteiro de obras para reformulação da praça, desterraram o busto e ninguém sabe seu destino. Deve ter ido parar numa fundição. Mais desrespeito, impossível.
DIX-SEPT ROSADO - Já imaginou se alguém arrancasse a cabeça da estátua de Dix-sept Rosado, estranhamente afixada na Praça Vigário Antônio Joaquim? Certamente teríamos até a eficiente Swat (polícia especial norte-americana) no rastro dos criminosos. Uma CPI funcionaria na Câmara Municipal e a imprensa, em coro, realçaria o atentado como só comparável ao do Word Trade Center. Movimentos populares “espontâneos” fariam romaria ao local, pedindo punição contra a barbárie, e por aí vai. Mossoró, se não existisse, precisaria ser inventada.
CÂMARA – Os caríssimos vereadores mossoroense andaram se reunindo esta semana, para preparar uma lição contra este jornalista. Motivo: conteúdo do artigo assinado neste Blog e republicado no semanário Página Certa (http://www.jornalpaginacerta.com.br/) no domingo passado, dissecando – politicamente – o perfil do legislativo. Tinha gente exaltada. Acostumados a elogios remunerados, não entenderam que o objetivo do texto foi esclarecer e não satanizar a Câmara de Vereadores. Os laboriosos parlamentares adoram democracia e liberdade de imprensa, desde que seja para a produção de lisonja. Faz parte da nossa “mediocracia”.
EU – Com a maior naturalidade do mundo, um candidato oriundo da Igreja Universal do RN propagava às 6h de hoje, em programa veiculado na TV Tropical, sua condição política. “Eu sou candidato a deputado federal”. O.K., bispo. Captei vossa mensagem.
TREVISAN – Alguém lembra aí do “Relatório Trevisan?” Deixe-me refrescar sua memória, webleitor. Trata-se do resultado de uma auditoria que a governadora Wilma de Faria encomendou sobre o período de governo Garibaldi Filho/Fernando Freire (PMDB). Fez um barulho danado no início de sua gestão sobre o que tinha descoberto, de escabroso, mas depois fez questão de silenciar. A estratégia era utilizar o material como carta de seguro, objeto de pressão velada. Talvez tenha que retira-lo da gaveta para se contrapor à sujeira denunciada pelo MP.
ANOTE – Em termos de denúncia, Mossoró não vai ficar de fora do leque de sujeiras. Há, de lado a lado, um amontoado de questões que fazem qualquer individuo rosar a face de perplexidade. Saúde, para começar, é o cerne da questão. Anote, por favor.
TÁ MELHOR – A inserção no todo-poderoso Jornal Nacional de matéria sobre o caso “Folioduto”, ontem à noite, é emblemático. Revela que não foi totalmente ruim a venda do controle da então TV Cabugi, hoje Intertv Cabugi, pelo majoritário grupo Alves. Quando tinham o controle da concessão no RN, dificilmente conseguiam algo dessa natureza, fustigando politicamente o adversário. O clã Alves hoje é minoritário e possui apenas uma diretoria, com Aluízio Alves Neto. Tá melhor.
GERAIS
- O médico Luiz Mendonça viaja hoje para Goiânia (GO). A missão no Brasil Central é participar de casamento de sua filha, estudante de Medicina no Rio, com colega de faculdade.
- Já o jovem médico Rommel Vitalino, filho do empresário Antônio Vitalino e Jussara Porcino, que faz especialização em Campinas (SP), deverá migrar para Fortaleza (CE), onde pretende atuar profissionalmente.
- Uma beleza a iniciativa da Prefeitura de Mossoró de utilizar os tapumes de obras públicas como espaço à arte. Vários artistas plásticos estão produzindo expressões maravilhosas do seu talento. Acertou em cheio o governo Fafá Rosado.
- Um dia a nossa valorosa imprensa vai descobrir que é até fácil o cálculo para se estimar presença de público num ambiente. Não se sabe o que é mais estapafúrdio, se o quantitativo apontado em comemorações na Presidente Dutra ou gente no Mossoró Cidade Junina. As contas estão longe da realidade.
- Mais uma vez a competência da professora Isaura Amélia Rosado (presidente da Fundação José Augusto) ficou em relevo. O seminário “Sertões” realizado ontem no Teatro Lauro Monte Filho (Mossoró) foi um sucesso. Acompanhei o último bloco.
- A Câmara de Mossoró encerrou o primeiro semestre do atual período legislativo com uma boa ação. Decreto assegura plano de saúde para seus funcionários.
- Obrigado ao deputado federal Ney Lopes (PFL), publicitário-jornalista Phabiano Santos (Agência Modus), empresário Bebé Rosado (Harabello Turismo) e consultor Alcimar de Almeida pela leitura deste Blog.
SÓ PRA CONTRARIAR
Os líderes de quadrilhas juninas estão revoltados com a concorrência desleal, produzida por grupos políticos do RN.

"Governo Wilma andou para trás", avalia Edivan

Para o vereador do PV em Natal, jornalista Edivan Martins, só há um jeito de se definir a administração Wilma de Faria (PSB). Seu testemunho é que existe "um governo que andou para trás."
Edivan, que historicamente nasceu no PMDB, afirmou agora há pouco ao "Jornal 96" da FM 96 de Natal, ter "dificuldade" para embarcar no projeto de reeleição de Wilma, apoiado em convenção pelo PV, dirigido pela jornalista e vice-prefeita de Natal Micarla de Sousa.
Ele não disse claramente, mas há inclinação sua à candidatura do senador Garibaldi Filho (PMDB) ao governo. "A hora é de refletir. Vou conversar com Micarla", adiantou. "Na próxima semana", acentuou, tomará uma posição oficial.
O vereador chegou a ensaiar uma candidatura a deputado estadual, mas desistiu. Seu nome também figurou como possível primeiro suplente ao Senado, na chapa da ex-prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PFL), que está alinhada com Garibaldi Filho.
* Saiba mais sobre a política do RN daqui a pouco, na postagem da Coluna do Herzog.

Álvaro Dias deixa apoio ao Senado em aberto

Em depoimento a este Blog, o deputado federal Álvaro Dias (PDT) assegura que mesmo não podendo ser oficial, em face de barreiras da verticalização, o partido apóia explicitamente a candidatura ao governo do senador Garibaldi Filho (PMDB).
- É um apoio branco? - digo.
- Não, branco não! É claro, um apoio claro, - afirma o deputado federal que será candidato a deputado estadual.
Quanto ao Senado, ele assinala que o partido deixa em aberto a opção que cada um dos militantes e candidatos fizer.
O PDT promove convenção amanhã na Assembléia Legislativa. Deverá apresentar cerca de 15 candidatos a deputado estadual, além de confirmar aliança na proporcional com o PAN e o PTC do ex-candidato a prefeito de Natal Miguel Mossoró.

quarta-feira, junho 28, 2006

Irmão de governadora liderava quadrilha, diz MP


Peculato, despesas não autorizadas, falsidade ideológica, dispensa indevida de licitação e formação de quadrilha. Esses são os cinco crimes atribuídos ao irmão da governadora Wilma de Faria (PSB), Carlos Faria (PSB), em denúncia apresentada hoje pela manhã à Justiça, pelo Ministério Público Estadual no denominado caso "Folioduto".
Para melhor entendimento do webleitor, conforme investigação procedida pelo MP, Carlos Faria - ex-chefe de Gabinete da governadora, era o líder da quadrilha que promovia operação que teria drenado cerca de R$ 2 milhões dos cofres públicos.
O sorvedouro ocorria na Fundação José Augusto, onde havia contratação de artistas e bandas musicais, para eventos diversos. Comprovou-se que muitos desses grupos sequer apareceram no Estado. Há caso até de banda extinta que teria "tocado" no RN às expensas do governo.
Além de Carlos Faria, entraram no rol de denunciados algumas arraias-miúdas: Ítalo Gurgel, Haroldo Menezes, Jefferson Pessoa Tavares, José Antônio Pinheiro, Cícero Duarte Costa, Fabiano Motta e Sumaya Abi Faraj, secretária de Ítalo.

* Acesse este Blog e continue informado sobre este caso, que deve ter profundo reflexo também no campo político-sucessório estadual.

Ney é destaque entre melhores do Congresso


Desde que o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) começou a preparar o ranking dos 100 parlamentares mais influentes, há 13 anos, apenas oito estiveram sempre na lista. São deputados e senadores que se destacaram por sua importância histórica, ocuparam cargos estratégicos na estrutura do Congresso ou ganharam importância como responsáveis por temas fundamentais no trabalho do Legislativo.
São eles os senadores Eduardo Suplicy (PT-SP), José Sarney (PMDB-AP), Paulo Paim (PT-RS) e Pedro Simon (PMDB-RS) e os deputados Alberto Goldman (PSDB-SP), Delfim Netto (PMDB-SP), Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) e Ney Lopes (PFL-RN) .
O estudo revela ainda um segredo para quem disputará a reeleição para o Legislativo e para os que concorrem pela primeira vez a uma cadeira no Senado ou na Câmara: se quiser ser um parlamentar influente, deve, antes, ganhar espaço político e importância dentro do seu próprio partido.
Do Correio Braziliense, 28/06/2006

COLUNA DO HERZOG

A grande família
A nota não é sobre o programa da rede Globo de televisão. É da política norte-rio-grandense. Mais precisamente de candidaturas em família. Começando por Mossoró. Rosalba Ciarlini, candidata ao Senado, tem a irmã Ruth Ciarlini na disputa à reeleição à Assembléia Legislativa e o cunhado (não é parente?) Betinho Rosado à Câmara Federal. Na oposição, as primas Sandra (deputada federal) e Larissa (estadual).
O senador José Agripino tem como candidato a deputado federal, o filho Felipe Maia. Garibaldi Filho, candidato a governador terá o filho Walter Alves concorrendo a Assembléia Legislativa, ao lado do tio afim José Dias (reeleição), o pai Garibaldi Alves suplente ao Senado, e os primos Henrique Eduardo e Ana Catarina são candidatos à Câmara Federal.
O deputado estadual Robson Faria, candidato à reeleição, patrocina o filho Fábio Faria a Câmara Federal. As deputadas Sandra (federal) e Larissa Rosado (estadual), mãe e filha, fazem dobradinha em busca da reeleição. Governadora Wilma de Faria tem a filha Márcia Maia concorrendo a mais um mandato na Assembléia e a candidatura do ex-marido Lavoisier Maia também lhe é simpática.
Se houve alguma omissão involuntária nos registros, o internauta atento pode colaborar mandando informação que possa ampliar as notas sob esse tópico. A coluna agradecerá.
(Do saite Mossoró Notícias, coluna do jornalista Nilo Santos)
PRIMEIRA PÁGINA
INCÔMODO - A promessa da dirigente estadual do PV, jornalista Micarla de Sousa, de que não seria candidata a deputado estadual, não se confirmou. Não é por acaso que entre outros "verdes", não é bem vista a sua candidatura. O partido tem focos de incompatibilidades e marcha para a campanha estadual com consideráveis fissuras.
ONDA - É cada dia mais crescente o eco apontando que o deputado estadual Francisco José (PSB) não sustenta sua candidatura à reeleição. Com consideráveis dificuldades para tocar a campanha adiante, ele poderia abrir em favor de apoio a outros nome. O certo é que o cenário para o deputado é extremamente difícil, a partir do seu principal reduto, Mossoró.
NOME - O advogado Mauro Rebouças (PSB), sobrinho do ex-prefeito de Areia Branca e médico Alfredo Rebouças (PSB), é pré-candidato a deputado estadual. Tem uma missão difícil pela frente, visto que não possui apoios marcantes no próprio município. Seu desempenho, se for pífio, pode asfixiar ainda mais a imagem do seu sistema político-familiar.
BESTA - Lugar onde cabe de tudo, através da Internet circula texto garantindo que o presidente Lula foi previsto pelo místico Nostradamus, no século XVI. Ele estaria codificado no livro "Visão das Trevas, Grandes Catástrofes da Humanidade".
BESTA II - "E, próximo do 3º ano do 3º milênio, uma besta barbuda (sic) descerá triunfante sobre um condado do hemisfério sul (sic), espalhando desgraça e miséria. Será reconhecido por não possuir seus membros superiores totalmente completos (sic). Trará com ele uma corja (sic) que dominará e exterminará as aves bicudas (sic) e implantará a barbárie por muitas datas sobre o povo tolo e leviano".
ÁLVARO - Em conversa com este Blog, o deputado federal Álvaro Dias (PDT) assinala como será a estratégia do seu partido quanto à campanha deste ano. O parlamentar, que tentará voltar à Assembléia Legislativa em vez de procurar se manter em Brasília, demonstra muito otimismo às eleições deste ano. Ainda hoje acesse este Blog e confira na íntegra uma entrevista com o deputado.
JINGLE - Quem ouviu, aprovou. O novo jingle para a candidata ao Senado, Rosalba Ciarlini (PFL), é realmente muito envolvente e bonito. Não poderia ser diferente, visto que a origem é a mesma de trabalhos anteriores para a política. A produção é de Jorginho Abikhalil, um ás do jingle no Brasil, postado no Rio de Janeiro.
GERAL - Através de adesivos, o candidato ao Senado e ex-governador Geraldo Melo (PSDB) procura inocular no eleitor a idéia de que sua postulação tem dinâmica crescente. "É geral, é Geraldo!" diz a mensagem que é simples, direta e muito bem aplicada.
"FOLIODUTO" - O Ministério Público do Estado apresenta hoje denúncia-crime contra envolvidos no caso do "Folioduto". Para quem não lembra ou não quer que ninguém memorize, se trata dos quadrilheiros encrustrados no governo do Estado, precisamente na Fundação José Augusto, desviando cerca de R$ 2 milhões. A mutreta chegou ao ponto de aprontar processos sobre contratação de bandas que sequer existiam ou chegaram a se apresentar.
"FOLIODUTO" II - Du-vi-d-ó-dó que apareça algum peixe grande no leque de denunciados. De novo, outra vez, para a não-estranheza de todos, teremos apenas arraia-miúda. O complemento dessa ópera-bufa é que o dinheiro sorvido do erário não será reposto.
GERAIS
- Muito interessante a idéia do seminário promovido hoje pela Fundação José Augusto, com o tema "Os sertões", no Teatro Lauro Monte Filho, em Mossoró. Das 8h30 às 19h, temos uma série de mesas-redondas, palestras, documentário, poesia, música etc.
- Pelos relatos em boletins policiais e de plantão hospitalar, as comemorações pela vitória de 3 x 0 do Brasil sobre Gana tiveram nível menos drástico em Mossoró. No desdobramento do jogo anterior, só o Hospital Tarcísio Maia fez mais de 20 cirurgias; ocorreram tiroteios, várias agressões físicas e esfaqueamento. Ontem tivemos apenas cerca de 40 atendimentos, decorrentes de acidentes de trânsito, alcoolismo etc. Coisa pouca.
- Resumo do jogo Brasil 3 x 0 Gana: somos realmente favoritos, visto que não jogamos nada e ainda fizemos este placar, apesar das teimosias do Parreira e o delírio da imprensa esportiva.
- A Prefeitura de Mossoró deu sumiço ao busto de Manoel Duarte, num largo que fica entre a Rua Frei Miguelinho e a Avenida Rio Branco, sem o menor respeito ao homenageado e à sua família, além de ultrajar a própria história de Mossoró. Para quem não sabe, foi o senhor Manoel Duarte quem alvejou "Colchete" e "Jararaca" no dia 13 de junho de 1927, no cerco do bando de Lampião a Mossoró. Esta é a cidade que lutava para ser a Capital Brasileira da Cultura. Brincadeira de mau gosto!
- Chama a atenção em Mossoró, a agilidade com que se noticia a prisão de paupérrimos e esquálidos vendedores de crack e a omissão quando se prende traficante de cocaína, que fornece o produto à nossa elite. Nem uma linhazinha na imprensa, foto etc. Nada.
- No Blog do Erasmo Carlos (www.erasmojur.blog.uol.com.br) existe uma postagem de farto material fotográfico, sobre a tentativa de assalto ocorrida sábado, 24, em Mossoró, que resultou em três mortes.
- Obrigado à leitura diária deste Blog ao repórter social Paulo Pinto (O Mossoroense), advogado Hérbat Spencer, ex-governador Lavoisier Maia (PDT), jornalista Oliveira Wanderley (www.oliveirawanderley.zip.net) e diretor de Programação da Rádio Difusora, Emerson Linhares.
SÓ PRA CONTRARIAR
Quando, afinal, teremos uma versão menos surreal ou incompleta sobre a tentativa de assalto que resultou em três mortes no sábado passado em Mossoró?
* Aguarde novas postagens ainda hoje neste Blog, focalizando temas como a política do RN.

PV e PSDB fazem convenções hoje em Natal

O Partido Verde realiza sua convenção estadual no Salão de Eventos Deputado Álvaro Dias, na Assembléia Legislativa, a partir das 9 horas de hoje. Já o PSDB fará a sua na Zona Norte da capital, no às 13h, na casa Kintal II. É um reduto do deputado estadual Luiz Almir (PSDB).

O PV homologa candidaturas às chapas proporcionais - Assembléia Legislativa e Câmara Federal - e aliança com o PSDB do ex-senador Geraldo Melo. Os "verdes" irão apoiar a candidatura de Geraldo a senador. Quanto à disputa ao governo, o PV dará endosso à candidatura da governadora Wilma de Faria (PSB), mas sem oficialização. Será o que se denomina de "apoio branco".

Já o PSDB, partido do ex-senador Geraldo Melo, aposta em aliança na proporcional com o PV, lançando Geraldo ao Senado e ficando sem nome ao governo.

terça-feira, junho 27, 2006

PM's rejeitam Sargento Siqueira, diz vereador

Se depender do Sargento Osnildo, vereador pelo PSL em Mossoró e em primeiro mandato, o Sargento Siqueira (PV), vereador em Natal e candidato a deputado estadual, não terá votação a contento no município.
Para Osnildo, "Siqueira não está sendo bem aceito pela categoria". O alinhamento do PV e do próprio Siqueira com a governadora Wilma de Faria (PSB), não ajuda ao candidato. Num tempo em que os policiais militares estão em litígio e greve, se confrontando com o governo, a posição do vereador natalense é a pior possível, avalia Osnildo.
"Eu ficarei apoiando a deputado estadual o doutor Leonardo da Vinci (PFL) - marido da prefeita Fafá Rosado (PFL) -, além de Rogério Marinho (PSB) a deputado federal", adianta o vereador mossoroense em contato com este Blog. Ele garante seguir ainda a chapa majoritária Garibaldi Filho (PMDB) ao governo e Rosalba Ciarlini (PFL) ao Senado.

Sertão é tema para seminário em Mossoró


A Fundação José Augusto promove nesta quarta, 28, em Mossoró, mais um evento cultural. É o "Bom-dia, sertões", dirigido ao público em geral, mas especialmente visando estudantes, pesquisadores e estudiosos das manifestações culturais.
O seminário acontece a partir das 8h30, no Teatro Lauro Monte Filho, com a participação direta na abertura da governadora Wilma de Faria (PSB) e prefeita Fafá Rosado (PFL).
Na programação que vai se desenvolver até às 19h, há três mesas-redondas abordandos os temas "Os sertões de Oswaldo Lamartine (foto)", "Os sertões na obra de Othoniel Menezes" e "Os sertões nas artes", alem de exibição de documentário, música ao vivo e a poesia de Antônio Francisco, membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel.

COLUNA DO HERZOG

Incultura e desrespeito

Os poderes Executivo e Legislativo de Mossoró precisam rever o comportamento que adotam há anos, bem antes dos atuais ocupantes destas instituições públicas, em relação à memória da cidade. A política cultural obtusa e a insanidade de homenagens baseadas no compadrio, pequenez política e influências abjetas, desconstroem a história e agridem até os mortos e suas famílias.
Desde o projeto de “Corredor Cultural” encetado pelo prefeito Dix-huit Rosado nos anos 80, que não se verifica um aprofundamento no estudo e na preservação da memória do município. Assistimos perplexos que a prioridade é a edificação de projetos faraônicos que exaltam muito mais os donos do poder, do que a civilização mossoroenses e seus supostos feitos.
Mitifica-se o ocupante transitório de um cargo, como se ele fosse um agente heróico, quando apenas cumpre com sua obrigação constitucional e moral.
O complemento da agressão é a facilidade com que se muda nome de homenageados em logradouros públicos, equipamentos comunitários e prédios que servem à sociedade. Faz-se uma patética e burlesca inversão de valores. O que é bem coletivo vira patrimônio particular. Temos uma inusitada privatização do que é do povo. Numa democracia representativa como a que tentamos pincelar, as aspirações da comuna devem ser uma meta permanente.
Quem tiver pai, mãe ou qualquer outro parente lembrado em nome de escola, praça etc deve ter consciência de que a qualquer momento pode vê-lo desterrado. E qual a principal motivação para isso? A vontade de quem está administrando o município, numa partilha rude e atentatória contra a sociedade, atingindo sobretudo famílias indefesas e sem influência política.
Se precisam divinizar mais um Rosado, ou os mesmos, que pelo menos observem critérios de civilidade, respeito e bom senso. A repetição desse hábito criminoso se assemelha a costume de bárbaros da antiguidade, como os Assírios, que tinham na pilhagem e banimento da identidade de um povo conquistado, suas metas iniciais e obrigatórias em qualquer campanha militar-expansionista.

PRIMEIRA PÁGINA

PATRÍCIO – Antes de prestigiar a convenção do PFL em Mossoró no sábado, 24, o ex-deputado estadual Patrício Júnior reencontrou-se casualmente com o ex-prefeito e ex-deputado João Newton da Escóssia. O bate-papo relembrando os tempos de Assembléia Legislativa foi no restaurante Flávio’s.
FRIO – Ontem à tarde, o presidente estadual do PDT e deputado federal Álvaro Dias localizou por telefone o empresário Rútilo Coelho, presidente de honra do pedetismo em Mossoró. Pela frieza com que Rútilo o tratou, deu para sentir que seu sumiço durante vários meses não repercutiu bem.
ACERTO – Acerta em cheio o governo da prefeita Fafá Rosado (PFL) no aproveitamento de trabalhadores locais em obras nos bairros. A orientação tem sido para que as empresas contratem pessoal nas próprias cercanias do empreendimento na periferia.
MIGUEL – Ex-candidato a prefeito de Natal e fenômeno de votos na eleição municipal de 2004, Miguel Mossoró (que é mossoroense) ensaia novo vôo de ousadia. Movimento de estudantes universitários em Natal, da UNP à UFRN, com adesivos e outras motivações em seu favor, deixa claro que Miguel poderá surpreender na corrida à Assembléia Legislativa pelo PTC. O voto de protesto outra vez pode bombar.
ROGÉRIO – O vereador natalense e pré-candidato a deputado federal Rogério Marinho promete aportar hoje em Mossoró. Tem encontro com nomes que o apóiam na cidade e região, além de contatos com outros possíveis apoiadores.
CUNHADA – Quem ler a matéria postada abaixo desta coluna, focalizando pontos de vista do ex-deputado estadual Carlos Augusto (PFL) sobre a disputa à Assembléia Legislativa, pode logo traçar analogia com um episódio da história política do país. Ao deixar claro que não poderá dar ajuda superlativa à cunhada Ruth Ciarlini (PFL), deputada estadual, ele repete a frase “cunhado não é parente”. Os personagens do pré-1964 eram presidente João Goulart e o cunhado Leonel Brizola.
EXTRA – Será dia 3 em Natal e dia 5 de julho em Mossoró, jantares de adesão à chapa majoritária da coligação Vontade Popular, que reúne os candidatos a governador, vice e Senado da oposição, respectivamente senador Garibaldi Filho (PMDB), deputado federal Ney Lopes (PFL) e ex-prefeita Rosalba Ciarlini (PFL). Segundo noticia Paulo Tarcísio Cavalcanti em seu Blog (http://www.jornaldoptc.zip.net/), o de Natal acontecerá no Boulevard e custa R$ 100 pratas per capita.
FIRME – Liderança política em Macau, Afonso Lemos está firme e forte no apoio à chapa majoritária da Vontade Popular. Para que não restasse dúvida, ele prestigiou a convenção do PFL em Mossoró, no sábado.
HISTÓRICOS – Os ex-vereadores J. Belmont (ex-deputado também) e Almeida Sobrinho não largaram o deputado federal Henrique Alves em sua recente estada em Mossoró. Os dois acreditam que na nova fase do PMDB em Mossoró, depois de mais de 20 anos alugado ao rosadismo, ambos terão oportunidades de valorização. É possível. Mas cá para nós: a “Lei do Inquilinato” é a mesma de outrora. Deverá mudar apenas o nome do inquilino. Anote, por favor.

GERAIS

- Para instalar um canteiro de obras, a Prefeitura de Mossoró providenciou o sumiço do busto de um homenageado e mudança do nome desse logradouro. A vítima dessa barbárie faz parte da história heróica, de verdade, do município. E Mossoró queria ganhar o prêmio de Capital Brasileira da Cultura? Voltaremos ao tema com mais detalhes. Alguns, absolutamente sórdidos e vis.
- A ex-Rádio Gazeta de Areia Branca, hoje Rádio Ivipanim, levará certo tempo para voltar a ter programação local. Por enquanto retransmite o som da RPC de Mossoró, da rede do ex-deputado estadual Carlos Augusto (PFL). O grupo de Carlos investiu R$ 80 mil na compra de 50% da emissora ao ex-prefeito José Alfredo Rebouças e aplicou por volta de R$ 120 na recuperação de antena e outros serviços.
- O tenente-coronel Elias Cândido, comandante do Segundo Batalhão de Polícia Militar de Mossoró, promete que em eventual vitória do Brasil sobre Gana, haverá policiamento e disciplina nas festas tradicionais da Avenida Presidente Dutra. Nos jogos anteriores, tudo ocorreu à revelia e ao arrepio da lei. Normal, tudo normal em Mossoró.
- O titular do Instituto de Previdência do Estado (IPE), advogado Paulo Linhares, chegou de viagem ao Norte do país, Roraima. Esteve fazendo palestra sobre questões da atividade previdenciária.
- Novos precatórios assegurados na Justiça, em última instância, garantem a liberação de mais de R$ 50 mihões para servidores da Ufersa (antiga Esam), incluindo vários aposentados. O meio circulante mossoroense agradece.
- O Hotel Termas organizou e montou um camarote bastante concorrido no Mossoró Cidade Junina, que inicialmente seria para cerca de 400 pessoas. Ganhou autorização do Corpo de Bombeiros para socar 600 por noite e no último final de semana, uma rádio anunciava a presença de mais de 900. Em caso de acidente, quem se responsabiliza pelo abuso?
- O bom humor, negro, do mossoroense, revela que no centro de Mossoró existem dois lugares de forte apelo cultural, mas estranhamente com sonoridade à violência. Na Capela de São Vicente temos o espetáculo “Chuva de Balas” e a pouco mais de 300 metros, a “Estação das Facas”, ou seja, “Estação das Artes Eliseu Ventania.
- Quem está de volta ao rádio, fazendo um sempre movimentado programa político, é o jornalista de longo curso Jurandy da Nóbrega, na 94 FM de Natal. Andou um pouco adoentado, mas as baterias estão recarregadas à nova jornada. Saúde, meu caro.
- Obrigado à professora Isaura Amélia (presidente da Fundação José Augusto), advogado Nilton Fábio, empresário da comunicação Manoel Ramalho (TV União) e jornalista Aclecivam Soares pela leitura diária deste Blog.

SÓ PRA CONTRARIAR

Apesar do país possuir 29 partidos com registro oficial perante o TSE, por que temos tantos candidatos avulsos?

* Leia ainda hoje matérias sobre a política do RN. Aguarde; acesse.

segunda-feira, junho 26, 2006

Henrique costura reforço para PMDB de Mossoró

O deputado federal Henrique Alves (PMDB) quer contar com o suplente de vereador Jório Nogueira (PDT) no seu partido, Diretório Municipal de Mossoró. Os dois conversaram no sábado, 24, durante a Convenção Estadual do PFL em Mossoró.
"Nós voltaremos a conversar na próxima sexta-feira", comentou com este Blog o suplente, que à semana passada, na quarta-feira, 21, foi tentado a ser candidato a deputado estadual pelo pedetismo. O deputado federal Álvaro Dias (PDT) espera uma resposta de Jório. Mas ele deverá mesmo se filiar ao PMDB.
No sábado, 24, Henrique definiu em reunião com a comissão provisória do PMDB mossoroense o ingresso da vereadora Izabel Montenegro no PMDB. Ela está sem partido, depois de se desapontar com o PSB, para onde migrou no ano passado, saindo justamente do PMDB. à Ocasião, Izabel seguia orientação política da deputada federal Sandra Rosado (PSB).
* Aguarde mais postagens de novidades da política do RN. Saiba mais, também, através da Coluna do Herzog, neste Blog, a ser postada nesta terça, 27.

Carlos Augusto diz que Leonardo superará Ruth


"Rosalba não pode fazer campanha para Ruth; ela tem que cuidar de sua candidatura ao Senado". A observação foi feita a este Blog pelo ex-deputado estadual Carlos Augusto (PFL), durante a Convenção Estadual do PFL no sábado, 24, em Mossoró, no Ginásio do Colégio Pequeno Príncipe.
Marido da ex-prefeita Rosalba Ciarlini (PFL), que é candidata ao Senado pela aliança PMDB/PFL, a "Vontade Popular", Carlos comentou a necessidade de cada um construir sua própria vitória. A participação de Rosalba nas duas primeiras eleições a deputado estadual de Ruth Ciarlini (PFL), sua irmã, não pode ser repetida por questões políticas.
Carlos avaliou que puxando Ruth a tiracolo por onde for fazer campanha, ou seja, os 167 municípios do RN, Rosalba acabaria criando dificuldades à própria postulação ao Senado. "Existem outros candidatos a deputado estadual na coligação", frisou.
Quanto à candidatura a deputado estadual do médico Leonardo da Vinci Nogueira (PFL), marido da aliada e prefeita mossoroense Fafá Rosado (PFL), ele fez uma estimativa. Na sua ótica, "será o mais votado" no município, mas não terá cerca de 25 mil votos ou mais, como chegou a especular este repórter, o fustigando. "Não, não deve dar isso".
Ainda conforme previu Carlos, Ruth Ciarlini terminará a campanha atrás de Leonardo da Vinci Nogueira, mas ambos com claras chances de êxito eleitoral.

COLUNA DO HERZOG

O papel de Betinho e os Sanguessugas

Em matéria que postamos neste Blog, datada de quinta, 22, focalizamos entrevista com o deputado federal Betinho Rosado (PFL), recém-escolhido para integrar a comissão mista do Senado e Câmara Federal, que apurará a “Máfia dos Sanguessugas”. Sinteticamente, o deputado explicou como funciona uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) e qual papel que se propõe a cumprir.
Sobre o assunto há uma distorção quase que generalizada, em face de motivações emocionais comuns da política mossoroense. Política, a propósito, é força de expressão. Essa atividade em nível local ainda está presa a picuinhas, interesses menores e sob uma aura localista primitiva.
Num ambiente onde as pessoas continuam sendo julgadas pela cor da camisa que usam (se é “encarnada” ou “verde”), lideranças brigam para tirar delegado de polícia da cidade e discordar é uma suprema subversão, não poderia ser diferente a pequenez nesse episódio. A CPI que investigará até os ex-deputados Múcio Sá (PSB) e Laíre Rosado (PSB), primo e adversário de Betinho, tem um papel político. Irá a reboque das apurações do Ministério Público Federal e Polícia Federal, iniciadas por Mato Grosso há dois anos.
Múcio e Laíre foram denunciados por participação direta no esquema que proveria emendas em valores consideráveis, para compra de ambulâncias superfaturadas. Acreditar que Betinho será verdugo do primo ou mesmo lhe protegerá com uma blindagem em nome de negócios escusos – ou pelo sangue familiar – é raciocinar de modo menor, por má-fé ou desconhecimento de causa.
Nos bastidores, a própria família de Betinho, veja-se aí o irmão e líder político Carlos Augusto (PFL), não ficou satisfeita com sua convocação pelo líder do PFL, deputado federal José Carlos Aleluia (PFL-BA). O papel de Betinho tende a ser protocolar. Burocrático mesmo. Se for o caso, não apimentará pessoalmente o caso.
O falecido prefeito Dix-huit Rosado cunhou uma frase que se mantém atualizada: “Os Rosados só brigam no palanque”. Ou fazem de conta que arengam. Para esse clã que se profissionalizou em política, é mais sensato continuar disputando o campeonato politiqueiro municipalista Rosados x Rosados.
Um racha maior abriria espaço para ressurgimento do Aluizismo ou eclosão de outra corrente alternativa. Os Rosados dividem-se para somar. E não é por acaso.

PRIMEIRA PÁGINA

PRIMEIRO EU – Primeiro suplente do senador Garibaldi Filho (PMDB), o ex-deputado federal João Faustino (PSDB) não tem dúvidas quanto ao lado em que está na atual campanha. Apareceu na convenção estadual do PFL em Mossoró, no sábado, apoiando a chapa Garibaldi Filho (PMDB)-Ney Lopes (PFL). A eleição de Garibaldi significará a sua posse. Por isso que o candidato ao Senado, ex-senador e dirigente estadual do PSDB, Geraldo Melo, tem que se virar sem Faustino.
MUDA, LÉO – O médico Leonardo da Vinci (PFL), candidato a deputado estadual, fez o discurso mais arrumado da convenção do PFL no sábado. Agora, dois senões: dispensável a música “La bamba” do repertório do seu grupo musical “Os tremendões”, além do próprio slogan de campanha. “Gente em primeiro lugar” é uma cópia. O senador José Agripino utilizou-o há alguns anos
MUDA, LÉO II – Já imaginou se antes do termo “gente” alguém colocar o artigo “a” num banner, faixa ou pintura em parede? Ficaria assim: “A gente em primeiro lugar”. Ou seja, a família, seu grupo. O conceito de povo desaparece. Fica o da própria família, de oligarquia. Na ânsia de associá-lo à mulher e prefeita Fafá Rosado (PFL), que andou usando o “governo da gente (deles?)”, se abre margem para enxerto de interpretação inversa. Mas é menos ruim do que um adotado até bem pouco tempo: “Esse é o cara”. Ou outro de gosto também duvidoso: “O tremendão”.
CONTATOS – De passagem por Mossoró no sábado, o deputado Nélter Queiroz (PMDB) acompanhou parte da convenção do PFL, com presença de lideranças peemedebistas, sem subir ao palanque. Ficou de longe na quadra do Ginásio do Colégio Pequeno Príncipe. Mas antes esteve reunido com pessoas que o apóiam em municípios próximos, como Baraúna.
ILUSTRE – Uma presença ilustre e discreta na convenção do PFL foi da ex-primeira-dama do Estado, dona Adalgiza de Souza Rosado, viúva do governador Dix-sept Rosado. Ela é mãe do ex-deputado estadual Carlos Augusto (PFL), marido da candidata ao Senado Rosalba Ciarlini (PFL).
LITURGIA – Com todo respeito, mas são incompatíveis com a liturgia do cargo, os pinotes e evoluções que a prefeita Fafá Rosado protagonizou na convenção do PFL. Não cabem. Exige-se mais sobriedade da governante, mesmo com o atenuante de sua visível alegria pela festa política da qual participava. Afinal de contas, a enfermeira-prefeita não faz parte de torcida organizada de equipe de basquete do Chicago Bull’s na NBA, não integra as “Certinhas do Lalau” de Stanislaw Ponte Preta, nem muito menos é líder da “ala moça” da Cruzada da Esperança.
SALGADA – A Convenção do PFL em Mossoró no sábado (veja matéria postada clicando nas manchetes ao lado ou rolando a barra de cursor para baixo) saiu um pouco salgada. São R$ 120 mil, fora numerário disperso e não contabilizado ainda. Procurou-se dar um estilo de convenção norte-americana, com uso de muitos estandartes, balões coloridos, banner’s, faixas etc. Contudo, a mobilização de massa falhou claramente, apesar da soma aplicada.
INTERMUNICIPAL – Num único dia do final da semana passada, o líder pefelista Carlos Augusto teve reuniões intensas no Sítio Canto em Mossoró. Por lá passaram e se acertaram, o prefeito de Upanema, Jorge Luiz (PMDB); o de Areia Branca, Manoel Cunha Neto, o “Souza” (PP); ex-vice-prefeita de Governador Dix-sept Rosado Lanice Ferreira (PMDB) e Francisco Izete, prefeito de Serra do Mel.
ANARRIÊ - Durante a passagem da governadora Vilma de Faria por Assu na sexta, 23, para acompanhar o "Auto de S. João Batista", ela enfrentou uma saia justa. Ao ser anunciada pelo puxador de quadrilha, junina (que fique claro), que se apresentava, aliados do prefeito Ronaldo Soares (PP) ensaiaram uma vaia. Porém a maioria dos presentes a aplaudiu. O prefeito estava reunido a poucos metros na prefeitura com pessoas ligadas a campanha do senador Garibaldi Filho.
PROPOSITIVA – Em reunião política organizada pelo prefeito Carlos Eduardo ontem em Natal, para anunciar apoio a Wilma de Faria (PSB), senador Fernando Bezerra (PTB) e a deputado federal Henrique Alves (PMDB), o clima entre os militantes era de euforia. Wilma avisou que fará “uma campanha propositiva”. Entretanto, alertou que não ficará calada diante de agressões ou provocações.

GERAIS

- É bastante delicada a saúde de Paulo Gomes, funcionário da Ufersa (antiga Esam) e pessoa de ótimo relacionamento interpessoal na cidade de Mossoró.
- Não me tomem como chato os cantores do grupo Inala, mas é urgente uma reciclagem profissional, estudando intensivamente para domínio da voz. A desafinação é irritante, mesmo se levando em conta um repertório sem grandes exigências.
- Em visita a um filho que estuda na Uern em Mossoró, determinado circunstante paulista exclamou abismado no sábado, vendo três cadáveres e um carro abalroado no centro de Mossoró, após tentativa frustrada de assalto: “E me disseram que aqui era tão pacato!”
- No show que fizeram na Estação das Artes Eliseu Ventania em Mossoró, na sexta, Zezé de Camargo e Luciano sofreram com falhas no som. Só não apelaram por um pequeno detalhe: eles é que trouxeram as duas mesas digitais de sonorização.
- A propósito, na noite do show que superlotou a Estação das Artes, podia ser vista uma Kombi da Prefeitura de Maxaranguape, “desovando” pessoas no evento. Devia ser para algum trabalho de pesquisa cultural.
- Na pressa de noticiar – e na corrida para fechamento de edições impressas – os jornais locais deram, cada um, narrativas diferentes ao frustrado assalto ocorrido sábado, no centro de Mossoró. Só se assemelharam na quantidade de mortes: três. A história mais verossímil foi assinada por Cézar Alves, do Jornal de Fato.
- O ex-jogador Moura, que atualmente trabalha nas divisões de base do América, foi lembrado pelo meia Juninho Pernambucano ontem, em entrevista ao Fantástico da Rede Globo. Segundo Juninho, as cobranças de falta que executa hoje - sempre com perigo -, começaram a se desenhar quando ele atuava no Sport de Recife, observando como Moura batia na bola.
- A Polícia Rodoviária Federal registrou 12 acidentes nas estradas federais no final de semana no RN. Uma vítima fatal foi na 226, em São Gonçalo do Amarante.
- Natal amanheceu hoje com greve no setor de ônibus urbano. Um caos. Apenas 30% dos coletivos da frota estão circulando: 225 ônibus. Os rodoviários querem 16% de reajuste salarial.
- Obrigado pela leitura diária a Francisco Nóbrega (INSS), advogado Francisco Honório, deputado estadual Fernando Mineiro (PT), engenheiro Alysson Uchoa (Frankfurt-Alemanha) e Cleodon Bezerra, secretário municipal de Areia Branca.

SÓ PRA CONTRARIAR

Em se tratando de convênios com prefeituras, momentos antes do início de campanhas eleitorais, quantos podem atirar a pedra no adversário?


* Leia ainda hoje outros destaques como estes:

- Entrevista com o ex-deputado Carlos Augusto, em que ele fala sobre as candidaturas de Ruth Ciarlini e Leonardo da Vinci à Assembléia Legislastiva.
- Henrique Alves tenta reforçar Diretório do PMDB de Mossoró.

PMDB faz convenção bastante concorrida

Ao contrário do que ocorreu no sábado 24, em Mossoró, em relação à Convenção Estadual do PFL, seu parceiro da aliança Vontade Popular, o PMDB superlotou o Ginásio da Cidade da Esperança nesse domingo, 25, em Natal. A Convenção Estadual do PMDB foi bastante concorrida, quando homologou a coligação com o PFL e as chapas majoritária e proporcional.
"Somos diferente do governo que está aí", destacou o senador e candidato a governador Garibaldi Alves Filho (PMDB). Deixou patente que a campanha será de comparações entre o governo atual de Wilma de Faria (PSB) e o seu - duas gestões (95/2002).
Henrique Alves, candidato a deputado federal e filho do falecido líder Aluízio Alves, lembrou o pai. Comentou que Aluízio afirmava ser o entendimento entre antigos adversários, "o coroamento da vida pública de Garibaldi e do senador José Agripino (PFL)".
Os convencionais do PMDB e militantes receberam consideráveis representações do PFL e até mesmo de outras legendas. Foi o caso do PDT. O deputado federal Álvaro Dias, dirigente estadual da legenda, que tentará voltar à Assembléia Legislativa, prestigiou a convenção ao lado da deputada estadual Gesane Marinho (PDT) e outros aliados. O pedetismo, em face da verticalização, não poderá apoiar abertamente a Vontade Popular. Dará apoio branco.
Do PFL compareceram candidatos como a ex-prefeita Rosalba Ciarlini, candidata ao Senado; senador José Agripino, deputado federal e candidato a vice-governador Ney Lopes e vários candidatos a deputado estadual e federal. Um dos oradores, por exemplo, foi o advogado Felipe Maia, filho do senador José Agripino.
A convenção homologou a chapa ao governo com Garibaldi Filho e Ney Lopes, Rosalba Ciarlini ao Senado e a primeira suplência com Garibaldi Alves (pai). Já na segunda suplência houve homologação de Ivonete Dantas, ex-deputada estadual e mulher do deputado Vidalvo Costa (PDT).
* Aguarde! Ainda nesta manhã a postagem da Coluna do Herzog, focalizando estes destaques:
- Líder do PSDB de Geraldo Melo prestigia convenção do PFL em Mossoró.
- Wilma de Faria manda recado aos adversários.
- Doze acidentes e um morto no RN em estradas federais.
- Candidato faz escolha confusa de slogan para campanha e outros registros.

domingo, junho 25, 2006

SÓ RINDO

Câncer no reto
Caminhando no trajeto entre a sede da Assembléia Legislativa e o então Palácio do Governo, o Potengi, os deputados Getúlio Rego e Onésimo Maia alimentam uma divergência longe dos temas políticos. O primeiro, médico, tenta resgatar Onésimo à vida, visto ser ele um fumante inveterado.
- Onésimo, largue esse vício. Cigarro causa câncer.
Não se convencendo dos males provocados pelo tabagismo, Onésimo contra-argumenta:
- Ô Getúlio, cu fuma?
Embaraçado com a indagação estabanada, Getúlio é econômico na resposta: “Não”.
- Então por que é que existe câncer de reto? Vou continuar fumando – decide Onésimo na tréplica impiedosa.
* Crônicas do folclore político são postadas todos os domingos neste Blog.

POESIA

O que eu desejo pra você

Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.
Desejo também que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
E porque a vida é assim,
Desejo ainda que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito
De suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.
Desejo depois que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.
Desejo ainda que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.
Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.
Desejo por sinal que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
Que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
Desejo que você descubra ,
Com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.
Desejo ainda que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.
Desejo também que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.
Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga "Isso é meu",
Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.
Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você,
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.
Desejo por fim que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher,
Tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a te desejar.

(Original de Victor Hugo adaptado por Vinícius de Morais)

sábado, junho 24, 2006

PFL faz convenção aquém do esperado e cansativa

Iniciada por volta das 15 horas e encerrada às 20h40, a Convenção Estadual do PFL realizada em Mossoró neste sábado, 24, ficou bem aquém do esperado pelos seus organizadores. O evento que marcou a formalização inédita de aliança com o PMDB, com oficialização de candidaturas ao Senado, vice-governador e deputados estadual e federal, foi cansativa e de presença de público modesta para o espaço e união dos dois mais tradicionais grupos políticos do Estado.
Com mais de 12 oradores, incluindo o pré-candidato a governador, senador Garibaldi Filho (PMDB) e deputado federal Henrique Alves (PMDB), a convenção mobilizou militantes de diversos candidatos e de municípios diversos. Os principais oradores, além de Garibaldi e Henrique foram a ex-prefeita de Mossoró e candidada ao Senado Rosalba Ciarlini (PFL), candidato a vice-governador Ney Lopes (PFL), prefeita Fafá Rosado e senador José Agripino.
Mas também discursaram nomes como do advogado Felipe Maia (PFL), filho de José Agripino e candidato a deputado federal, deputado federal Betinho Rosado, deputado estadual Getúlio Rêgo (PFL), médico e candidato a deputado estadual Leonardo da Vinci Nogueira (PFL) - marido de Fafá Rosado - e deputada estadual Ruth Ciarlini (PFL).
Diversas lideranças políticas do PMDB e PFL de outros municípios ajudaram a preencher os espaços do ginásio. Mas com o avançar do tempo e longevidade dos discursos, os últimos oradores como Rosalba Ciarlini, José Agripino e Garibaldi Filho falaram para uma quadra quase vazia.
A tônica dos discursos foi a idéia de projeto de união, entre os ex-adversários históricos, em nome de um projeto de desenvolvimento para o RN. Faixas, bandeiras, estandartes e botons deram colorido múltiplo à convenção dos "bicudos" (seguidores do PFL), recebendo os "bacuraus" (do PMDB).
Neste domingo, em Natal, a convenção do PMDB acontece no Ginásio da Cidade da Esperança a partir de 13h.

Garibaldi e Rosalba aparecem em evento festivo

O senador Garibaldi Filho (PMDB) e a ex-prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini (PFL), respectivamente pré-candidatos a governador e ao Senado em aliança inédita no RN entre PMDB e PFL, passaram na madrugada de hoje pela "Estação das Artes Eliseu Ventania", em Mossoró.
Os dois políticos, acompanhados de assessores e correligonários, visitaram vários camarotes durante festa em que o principal destaque era a dupla de cantores Zezé de Camargo e Luciano.
"Estamos lhe aguardando", era a frase mais usual da ex-prefeita aos interlocutores, se referindo à convenção da tarde de hoje no Ginásio do Colégio Pequeno Príncipe, do PFL. À ocasião estará sendo homologada a aliança com o PMDB e as candidaturas majoritária e proporcionais do partido às eleições de hoje.

Chico da Prefeitura garante legenda para disputa

O vereador Francisco Dantas da Rocha, o "Chico da Prefeitura" (PFL), no exercício do quinto mandato consecutivo como parlamentar em Mossoró, está confirmado como candidato a deputado estadual.
Na Convenção Estadual do PFL em Mossoró à tarde desse sábado, 24, no Ginásio do Colégio Pequeno Príncipe, o vereador terá confirmada sua pretensão à disputa à Assembléia Legislativa.
Chico da Prefeitura, no campo de concorrência interna, enfrentará dois gigantes e nomes tidos como favoritos à eleição: a deputada estadual em segundo mandato e irmã da ex-prefeita Rosalba Ciarlini (PFL), Ruth Ciarlini, além do médico e marido da prefeita Fafá Rosado (PFL), Leonardo da Vinci Nogueira.
Duarante meses, Chico conviveu com o fantasma do veto de lideranças pefelistas ao seu projeto. Entretanto, ouviu do ex-deputado estadual e presidente local do PFL, Carlos Augusto Rosado, que o partido lhe garante legenda.

sexta-feira, junho 23, 2006

Henrique Alves se reúne neste sábado em Mossoró


Ficou para esse sábado, 24, a estada do deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB) em Mossoró. "Ele ainda não definiu onde será a reunião conosco, mas vamos decidir detalhes sobre a formação do Diretório Municipal do partido", afirma Rose Cantídio, nome histórico do peemedebismo em Mossoró, atual presidente da Comissão Provisória da legenda.
Henrique Alves deve chegar a Mossoró às 10h. A vereadora Izabel Montenegro (sem partido), que durante muitos anos integrou a sigla, saindo ano passado para o PSB, está refluindo para a sigla. Ela será escolhida como presidente do novo Diretório Municipal do PMDB.
A princípio, Henrique tinha anunciado a reunião com dirigentes e militantes do PMDB para a quinta-feira, 22, na casa de Izabel Montenegro.

PTB caminha para o desmonte em Mossoró

O PTB de Mossoró, que é maciçamente ligado ao grupo da ex-prefeita Rosalba Ciarlini (PFL), pré-candidata ao Senado, está em vias de desmonte quase generalizado. O motivo dessa inclinação é a tendência de apoio ao projeto de eleição da ex-prefeita ao Senado. Do outro lado, como adversário, está justamente o senador e candidato à reeleição Fernando Bezerra (PTB), presidente estadual do petebismo.
Um dos poucos a permanecerem na legenda, pelo que é possível ser sondado até aqui, é o vereador Benjamim Machado. Apesar de continuar alinhado com o governo da prefeita Fafá Rosado (PFL), que integra o grupo de Rosalba Ciarlini, Benjamim tem ligação muito mais forte com o presidente estadual do PTB.
O presidente local do PTB, professor Gonzaga Chimbinho, que é presidente da Fundação Municipal de Cultura, não pensou duas vezes. Em conversa com representante do PTB no Estado há dois dias, avisou que não ficaria no partido em face da preferência pró-Rosalba.

Deputado passa bem após cirurgia na Alemanha

O deputado Alexandre Cavalcanti (PP) saiu hoje do hospital, em Colônia, na Alemanha, e passa bem.

Alexandre teve uma crise causada por cálculo renal e foi submetido a uma cirurgia, num hospital da cidade de Colônia, na Alemanha.

Ele foi para a Alemanha a convite da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na condição de presidente da Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF).

Segundo Thiago Cavalcanti, filho do deputado, é bem provável que Alexandre volte a Natal antes do final da Copa do Mundo.

Do Blog de Oliveira Wanderley

Assessor explica ausência de Geraldo Melo da 93

Anunciado pela FM 93 de Mossoró como entrevistado do programa "O observador político" ao meio-dia de quarta, 21, o pré-candidato ao Senado Geraldo Melo (PSDB) não compareceu. Nem informou o porquê. Entretanto, o jornalista Max Fonsêca, da assessoria do ex-senador, em contato com este Blog dá explicações para o episódio.
A seguir, eis o e-mail enviado por Max Fonsêca:
"Carlos, li no blog que GM havia "furado" uma entrevista no Observador. Realmente houve uma conversa entre GM e Laíre (Rosado, um dos sócios da FM 93 e criador d'O observador político), quando ambos falaram sobre uma participação no programa. Mas não definiram data. Daí, GM não faltou, pois nem mesmo marcou uma data. Na próxima segunda, dia 26, marquei de conversar com Edmundo Torres (um dos apresentadores do programa), para definirmos uma data."
O mesmo Max Fonsêca adianta que "quando estiver fechado, te aviso. Se puderes fazer o registro, ficarei extremamente grato. Um abraço."
* Nota sobre o episódio foi postada na Coluna do Herzog, na quinta, 22. Acesse rolando o cursor para baixo ou clicando nos registros ao lado.

Agripino quer que o PSDB "facilite" apoio


"O PMDB não tem obrigação de apoiar a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB)". A afirmação foi feita hoje à RPC (Rede Potiguar de Comunicação) pelo senador José Agripino (PFL). Ele ratificou que o seu partido no RN endossa a postulação presidencial do ex-governador paulista, mas deixou implícito o desejo de ter uma contrapartida.
"Que o PSDB facilite esse apoio no RN", detonou o senador e presidente estadual d PFL, com direção certa quanto ao alvo, não obstante não ter entrado em detalhe. O termo "facilite" significa a retirada da postulação do ex-senador Geraldo Melo (PSDB) ao Senado.
A inusitada aliança da política do RN entre PMDB/PFL optou pelo nome da ex-prefeita Rosalba Ciarlini (PFL) ao Senado. Literalmente, Geraldo foi escanteado pelo PMDB, resolvendo ser candidato numa faixa própria. Agripino sabe que a decisão do ex-senador pode prejudicar o nome de Rosalba Ciarlini.
* Leia mais sobre a política do RN na Coluna do Herzog de hoje, já postada abaixo.

PM decide por retorno à greve mais uma vez

A Polícia Militar do RN está novamente em greve. É a terceira paralisacão em menos de 15 dias. Ontem, após audiência com a governadora Wilma de Faria (PSB) e outros auxiliares, o comando da paralisação resolveu definir pelo retorno ao trabalho. Entretanto, há poucos minutos em assembléia em Natal, chegou-se à outra posição: retorno à greve.
A assembléia foi acrescida da presença de policiais civis e do Itep, que também estão parados. A sargento Mary Regina Costa é quem comanda o movimento.
Além de representantes da PM, estiveram presentes representações do Ministério Público e parte do secretariado do governo do Estado na reunião de ontem com a governadora. A promessa que ficou em evidência seria de garantia do governo na apresentação de proposta para melhoria na remuneração dos policiais e nas condições de trabalho.

Betinho garante que haverá "justiça" em CPI


Para o deputado federal Betinho Rosado (PFL), "minha presença na CPI tem uma garantia: a justiça será feita". O parlamentar mossoroense faz parte da comissão mista - Senado e Câmara - que foi instalada esta semana para investigar a "Máfia dos Sanguessugas".
Falando agora há pouco à RPC (Rede Potiguar de Comunicação) em Mossoró, no programa Show da Manhã, Betinho esclareceu qual seria o papel da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). O deputado adiantou que não se promoverá uma apuração de implicações penais, pois não é essa a função de uma CPI.
Secretários estaduais do governo Wilma de Faria (PSB), os ex-deputados federais mossoroenses Laíre Rosado (PSB) e Múcio Sá (PSB) estão sendo denunciados pelo Ministério Público Federal no caso da Máfia dos Sanguessugas. Entretanto, Betinho assegurou que não ocorrerá uma 'caça às bruxas'. Haverá amplo direito a defesa e quem for inocente terá como atestar essa condição.
Segundo ele, "a CPI dá um tratamento político a algo que vem sendo investigado há mais de dois anos". Documentos e depoimentos serão analisados, sendo a base dos trabalhos.

COLUNA DO HERZOG

A mágica não é quadrada

Pronto! Somos novamente os melhores do mundo, mágicos, invencíveis, alquimistas da bola, gênios, recordistas, fábrica de talentos e ainda por cima Ronaldo é um fenômeno, outra vez. E quem disse que ele estava gordo?
Impressiona como uma vitória muda tudo ou quase tudo na cabeça da massa. Nem os chamados analistas-comentaristas esportivos escapam ao delírio. Claro, que com honrosas ressalvas. O futebol é um ópio, como dizia Marx em relação a outro celeiro de polêmicas: a religião. Exagero, talvez.
Mas vendo o jogo com olhar menos apaixonante, dá para enxergar Brasil 4 x 1 Japão sob outro prisma. O gélido treinador Parreira, que apesar de muito criticado continua sendo uma voz moderada, foi quem melhor descreveu o momento da Seleção na Copa do Mundo da Alemanha: “O futebol não é uma ciência exata”.
Ele segue um planejamento para ver seu time evoluir dentro da competição. A princípio, isso vem ocorrendo. Porém, acreditar que o modesto time japonês foi um teste e comprovação desse crescimento, é não conhecer o futebol e suas nuances. O Japão foi obrigado a jogar no ataque, algo que raros selecionados fazem contra o Brasil.
Com a vitória, quase ninguém percebeu a falta que o censurado Emérson fez ao time. Não é por acaso que grandes treinadores de mundo o vêem como indispensável. É assim em seu clube atual, o Juventus da Itália, onde sobram craques, mas ele fica lá atrás dando segurança à frente da zaga.
O substituto Gilberto não fez Parreira esquecer Émerson. O velhinho não aparece, mas é de considerável utilidade. Apaga-se para outros brilharem.
Provado que sem boa forma física, Ronaldo não é fenômeno. Melhorou em face da determinação em perder peso, para ficar mais leve. Melhorou porque teve ao seu lado gente mais ágil e integrada à movimentação, ao contrário do robusto Adriano. Mas a defesa de time de várzea do país nipônico não chega a ser um desafio que comprove sua ascensão.
Nomes como Juninho Pernambucano e Cicinho seriam titulares. Basta Parreira querer. Contudo, Émerson, Zé Roberto e o ainda útil Roberto Carlos continuam com lugar no time.
O mais coerente seria a entrada de Juninho como terceiro homem do meio-de-campo, liberando mais Ronaldinho Gaúcho e mantendo à frente Kaká e Ronaldo Fenômeno mais soltos. Ronaldinho, Kaká e Juninho podem ser atacantes em rodízio devastador.
Robinho é ótimo, mas a princípio como uma opção para abrir grupos adversários mais fechados. Um reserva de luxo. Em certos jogos poderia até figurar como titular direto. A verdade é que temos uma constelação de craques. Vencer não é apenas contingência. É quase obrigação.
Estamos mais pertos do hexa? Sim. Sobretudo porque não observamos na equipe brasileira a soberba e parece existir um enorme espírito de grupo. O próprio sacrifício em vitórias modestas e o êxito contra um Japão pífio, ajudam na construção do bom senso como ponto de equilíbrio.
Vale o sentido de equipe, o sincronismo entre defesa, meio campo e ataque. Não há quadrado mágico. Até porque o futebol desliza sob a forma de uma esfera lúdica, que costuma castigar quem a desdenha ou a maltrata.

PRIMEIRA PÁGINA

OBSCUROS – O colunista Ancelmo Góis de O Globo escreveu ontem uma nova definição para a chapa presidencial PSDB/PFL, com o ex-governador paulista Geraldo Alckmin e o senador pernambucano José Jorge. O senador era o ministro do “apagão” no governo FHC, e Geraldo é o “apagado”.
POR AQUI – A governadora Wilma de Faria (PSB) aporta em Mossoró hoje à tarde para cumprir agenda administrativa. Corre para aproveitar ao máximo o bônus do cargo, antes do início do período de proibição de inserções pessoais em eventos do governo. À noite, a governadora ainda vai até Assu, prestigiar o São João.
NANICOS – O PTC, partido que abriga o folclórico Miguel Mossoró, pré-candidato a deputado estadual, também terá candidato a governador. Será o empresário Augusto Maranhão. A convenção partidária acontece nesse sábado pela manhã no plenário da Assembléia Legislativa. Além de Maranhão, o PSOL também terá seu candidato, em aliança com o PSTU. Trata-se de Sandro Pimentel.
GERALDO – De ótimo conteúdo o programa nacional do PSDB apresentado ontem em rede nacional de TV. O foco específico, e não poderia ser diferente, foi na apresentação ao país do ex-governador paulista e candidato a presidente, Geraldo Alckmin. A produção caprichada mostrou um perfil mais leve de Alckmin, tratado pelo prenome mais simples e popular, ou seja, “Geraldo”.
GERALDO II – Foi visível a intenção de popularizá-lo através de títulos importantes socialmente, como de “médico” e “professor”, em contraponto à pouca disposição do presidente Lula para os estudos. Além disso, se destacou com relevo e suavidade a sua origem. É provável que o programa acrescente algo à campanha de Alckmin, o Geraldo, mesmo se levando em conta que o país àquela noite estava entorpecido pelos 4 x 1 do Brasil no Japão.
FECHANDO – Vários apoios importantes que o médico Leonardo da Vinci (PFL) vêm recebendo, como pré-candidato a deputado estadual, estão ocorrendo sob articulação e beneplácito dos irmãos ex-deputado Carlos Augusto-deputado federal Betinho Rosado (PFL). Marido da prefeita Fafá Rosado (PFL), Leonardo tem coordenação própria de campanha, dentro da família, mas sabe que não pode prescindir da visão de águia e astúcia dos primos de sua mulher. E os dois precisam estimular Leonardo, para que a prefeita Fafá integre-se o máximo possível - com o governo - na campanha do grupo. Elementar.
OPOSIÇÃO – Ser oposição neste país é realmente uma graça. Sem exceções, todos que ocupam este espaço – a contragosto, é bom que se diga – não inovam na crítica ou mesmo no modus operandi. Agora, sejamos coerentes: quem ocupa o topo do poder também não foge à regra de copiar quem antes censurava, fazendo justamente o pior em termos de costumes administrativos e políticos. Tudo isso graças à nossa cultura política multissecular, umectada pela impunidade.
OPOSIÇÃO II – Vejamos os exemplos dos tucanos e pefelistas em relação ao governo Lula. Estão revoltados com a distribuição de esmolas e visitas presidenciais a obras ou supostas obras. Tudo exatamente igual ao que fizeram na era FHC. No RN, peemedebistas e pefelistas se revoltam com a chuva de convênios de última hora feitos pelo governo Wilma de Faria com prefeituras. No final da gestão Garibaldi Filho/Fernando Freire ocorreu algo parecido? Essa gente insulta nossa inteligência com tanto embuste. Quem reclama queria estar no lugar de quem é denunciado. É ótimo usar os bens da "viúva" em benefício próprio.

GERAIS

- A moda entre os delinqüentes juvenis da cidade é o apelido com prenome “Boy”. Hoje pela madrugada, como é comum, deram sumiço a outro membro dessa faúna, o “Boy” Caio, que levou cinco tiros na periferia. Um boy a menos.
- O jornalista pernambucano Fabiano Morais, que trabalha na sucursal de Mossoró da InterTV Cabugi, lavou a alma na terça passada. Cobriu a apresentação na cidade do ótimo Quinteto Violado de Recife (PE). A propósito, um alívio aos tímpanos.
- A Apae de Mossoró realiza sua festa junina hoje no final da tarde, em sua sede no Abolição I. Merece o apoio da comunidade, por seu relevante trabalho.
- A Polícia Militar encerrou sua greve ontem, mas a Civil e a Federal continuam paralisadas. Um complemento disso, é que a Unidade de Mossoró do Itep está funcionando precariamente. Faltam luvas, as geladeiras têm problemas quanto ao funcionamento e com a paralisação, não está ocorrendo necropsia. Um caos.
- Mossoró está prestes a entrar na era do “Big Brother”. Hoje, um grupo empresarial apresenta projeto de monitoramento público, como ocorre em diversas cidades espalhadas pelo país e mundo, através de sistema de câmeras. O encontro será às 18h no Hotel Villa Oeste.
- No Mossoró Cidade Junina, hoje, tem a dupla Zezé de Carmargo e Luciano. Promessa de superlotação. Mas uma atração à parte e supimpa é o festival de repentistas.

SÓ PRA CONTRARIAR

Acostumados a saudar lutadores de sumô, os japoneses não perceberam que Ronaldo Fenômeno não estava tão gordo assim ontem.

quinta-feira, junho 22, 2006

COLUNA DO HERZOG

Estratégia pragmática

O Partido dos Trabalhadores (PT) no Rio Grande do Norte caiu na real. Decidiu que além de fechar apoio à reeleição da governadora Wilma de Faria (PSB) e indicar o ex-secretário estadual da Saúde Ruy Pereira como suplente ao Senado do senador Fernando Bezerra (PTB), terá caminhos distintos na chapa proporcional.
O partido joga conforme a dança, com base na colcha de retalhos em que se transformou o sistema partidário brasileiro e sob a égide de amarras da legislação eleitoral. Porém, o mais importante, é que está sendo racional, pragmático, óbvio. Partido vivo é partido com mandatos.
Na disputa à Câmara Federal, o PT aposta na candidatura à reeleição de Fátima Bezerra, na esteira de uma aliança com PSB, PL e PMN. Se fosse marchar em faixa própria, o petismo dificilmente poderia pensar em nova eleição consagradora para a professora e sindicalista Fátima Bezerra, campeã de votos àquele ano.
Já na luta à Assembléia Legislativa, a mentalidade é a mesma, mas o estratagema é outro. O PT prefere fazer coligação como os nanicos PHR, PAN e PC do B. Com isso, em vez de ser esteira, os fará assim para ampliar sua presença na Assembléia Legislativa, onde colocou dois deputados em 2002. Hoje, só conta com um, o atuante Fernando Mineiro.
O PT sabe que o mar, partidário, não está para peixe, mesmo se levando em conta a supremacia em tendência de votos para o presidenciável Lula.

PRIMEIRA PÁGINA

BOLO – O ex-senador Geraldo Melo (PSDB) agendou entrevista ontem ao meio-dia na FM 93 do grupo da deputada federal Sandra Rosado (PSB) e do seu marido, secretário estadual da Agricultura Laíre Rosado. É, mas Geraldo não apareceu, nem mandou dizer o porquê. Bolo feíssimo. Se na hora de firmar compromissos políticos ele for usar o mesmo expediente, tadinho do povo.
PARENTE – O deputado federal Betinho Rosado (PFL) é um dos integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigará a “Máfia dos Sanguessugas”. Tudo estaria muito normal, se não fosse por uns pequenos detalhes. Betinho estará investigando entre outros acusados, o primo e adversário político Laíre Rosado (PSB), ex-deputado federal e atual secretário da Agricultura do Estado. Outro investigado é o ex-deputado federal – também mossoroense – Múcio Sá (PSB), atual secretário especial do governo Wilma de Faria (PSB).
FAMÍLIA – Só para lembrar: o falecido prefeito Dix-huit Rosado costumava afirmar que “os Rosados só brigam no palanque”. Até hoje a frase continua atualíssima. Não é por acaso que em nível de política paroquial, Rosados nunca fazem oposição “de vera” a Rosados. Ficam só no entorno, nas quinquilharias, no faz-de-conta. Tudo muito compreensível, visto que ao se acertar a nuca de um, se respinga na calda de outro.
DO CONTRA – O secretário de Esportes de Natal e ex-prefeito de Pau dos Ferros, médico Nilton Rego, até ontem trabalhava detidamente no projeto de reeleição da vereadora Tércia Bartalha à presidência da Câmara pauferrense. Na embolada política do RN, Nilton é do PP, que dá apoio ao prefeito Carlos Eduardo (PSB) em Natal, mas é oposição no Estado. Em Pau dos Ferros, Nilton é oposicionista ao prefeito Leonardo Rego (PSB) e por isso quer Batalha reeleita. Ufa! Às vezes fica difícil explicar todo o emaranhado oposição-situação na política do RN.
ALUGUEL – Sigla de grande densidade, o PMDB do Rio Grande do Norte – sucedâneo do histórico MDB – continua andando em círculos em Mossoró. Depois de passar mais de 20 anos alojando o grupo do casal Laíre-deputada Sandra Rosado, está sendo amaciado para servir à outra banda rosadista. Hoje, o deputado federal Henrique Alves (PMDB) aporta em Mossoró para cuidar de mudanças no partido.
ALUGUEL II – Henrique Alves trata de reorganizar o PMDB mossoroense, assegurando o retorno da vereadora Izabel Montenegro, após passagem fugaz pelo PSB, seguindo a deputada Sandra Rosado. Mas é difícil que o partido não fique com penduricalho do PFL do ex-deputado estadual Carlos Augusto. Em 1985, em sua entrada no PMDB, os Rosados aportaram sob regime de força, com destituição de diretório, banimento de militantes do antigo MDB etc. Na hora da migração para o PSB, deixaram para trás só os trapos peemedebistas.
CASA CHEIA – A reunião de ontem à noite no Sítio Canto, casa em Mossoró do casal Carlos Augusto-Rosalba Ciarlini, “bombou” em comparecimento. Nem poderia ser diferente. Afinal de contas, só DAS (cargos de confiança) na Prefeitura, os números superam a casa dos 1.360 postos. Bem, mas isso é apenas um detalhe. O encontro mexeu com a militância para a convenção estadual do PFL em Mossoró no sábado, a partir das 9h. À ocasião, a ex-prefeita terá seu nome homologado para o Senado, além do deputado federal Ney Lopes para vice do senador Garibaldi Filho, nome ao governo da aliança PMDB/PFL, bem como candidaturas a deputado estadual e federal.
TRISTE – A Câmara Municipal de Mossoró continua seu papel degradante de sala contígua do Palácio da Resistência, sede da prefeitura. Ontem, pela enésima vez, votou sem colocar sequer uma emendazinha, o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias do Município (LDO). O legislativo mossoroense não se dá ao respeito, nem se leva a sério. Do seu papel constitucional, só cumpre o princípio da “harmonia entre os poderes”, que significa em seu caso “subserviência cega ao executivo”.
OUTRO – Além do ex-vereador Tomaz Neto (PDT), outro suplente de vereador em Mossoró poderá ser candidato a deputado estadual. Jório Nogueira (PDT) estuda essa hipótese. Como noticiamos hoje, em matéria postada nesta manhã(veja nesta página), Tomaz apresenta-se como candidato a deputado estadual.
PSOL – O partido da combativa senadora alagoana Heloísa Helena terá candidato a governador no RN. Vai com o nome de Sandro Pimentel, além de Valério Fonseca do PSTU a vice e Simone Dutra ao Senado. Não me pergunte: desconheço quem sejam esses valorosos militantes, mas o Estado terá oportunidade de identificá-los durante a campanha.

GERAIS

- Hoje, no adro da Capela de São Vicente, temos outra apresentação do espetáculo Chuva de Balas no País de Mossoró, sob direção de João Marcelino, às 21h. Antes da peça teatral ao ar livre, o Chuva de Balas, haverá apresentação do ótimo cantor-compositor Reynaldo Bessa às 19h.
- Impecável a apresentação da Sinfônica do RN e do Quinteto Violado, ontem à noite no adro da Capela de São Vicente. A iniciativa da Fundação José Augusto purificou os tímpanos deste repórter.
- O professor-escritor Wilson Bezerra de Moura lançou seu oitavo livro ontem, na TCM (TV Cabo Mossoró), com presença numerosa e qualificada de pessoas, a exceção de representante da Fundação de Cultura de Mossoró, que não tinha representante. “Umas tantas lembranças da velha Mossoró e sua gente” é o título do trabalho editorial.
- Para quem acha pouco, além da Polícia Militar e Polícia Federal, a Civil também entra em greve a partir de hoje. A bandidagem penhoradamente agradece. Mas ao contrário dos policiais, eles não vão cruzar os braços.
- Quem aportou ontem em Mossoró foi a professora Isaura Amélia Rosado, presidente da Fundação José Augusto. Ela, para não fugir à regra, está imprimindo sua digital de ousadia, talento e conhecimento ao governo Wilma de Faria.

SÓ PRA CONTRARIAR

Até o final do ano, a Câmara Municipal de Mossoró deverá votar o Projeto de Orçamento Geral do Município (OGM). Vai aqui uma apostazinha: a matéria será aprovada sem qualquer emenda.

STF decidirá se diploma é necessário a jornalista

O desembargador Baptista Pereira, vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, com sede em São Paulo, admitiu recurso do Ministério Público Federal contra a obrigatoriedade do diploma para jornalistas profissionais.
O processo agora vai subir para o Supremo Tribunal Federal decidir se a exigência do diploma é "incompatível" com a Constituição, como entende o Ministério Público Federal.Em 2001, a juíza Carla Rister, da 16ª Vara Cível, suspendera a obrigatoriedade. Em outubro de 2005, o TRF restituiu a exigência.
O juiz federal convocado Manoel Álvares, relator do processo, entendera que são "incalculáveis" os danos "pelo exercício da profissão por pessoa desqualificada". Em março, a procuradora-regional da República Luiza Fonseca Frischeisen ofereceu recurso, sob a alegação que a Constituição garante o direito do livre trabalho.
A procuradora argumentou que o jornalismo "constitui uma atividade intelectual, desprovida de especificidade que exija diploma para seu exercício".
* Da Folha de São Paulo

PDT terá ex-vereador de Mossoró como candidato

Vereador em Mossoró em duas legislaturas consecutivas, o advogado e professor Tomaz Neto (PDT) será candidato novamente a deputado estadual. "Estou decidido", avisa ele a este Blog.
Tomaz Neto obteve quase 5 mil votos quando concorreu à Assembléia Legislativa em 1994. A nova candidatura foi definida na quarta, 20, em reunião em Natal com o deputado federal e dirigente estadual do PDT, Álvaro Dias.
O ex-vereador integra estratégia adotada pelo PDT no RN de marchar em faixa própria, para tentar viabilizar a eleição de pelo menos dois deputados estaduais. Álvaro decidiu que não tentará reeleição à Câmara. Seu projeto é de retorno à Assembléia Legislativa, onde o partido só possui Gesane Marinho atualmente.
"Com a oficialização da candidatura presidencial do senador Cristovão Buarque (PDT), o partido não pode se coligar no RN ao PMDB como era o desejo nosso. Por isso, teremos que marchar numa faixa própria", comenta Tomaz Neto. Segundo ele, o PDT deve apoiar o senador Garibaldi Filho (PMDB) ao governo do Estado e lançar chapa isolada para deputado estadual.

Alckmin apóia candidatura de Geraldo Melo


“Geraldo Melo é companheiro de partido; claro que vou ficar com ele”. A frase é do ex-governador de São Paulo e candidato a presidente da República, Geraldo Alckmin (PSDB). Em entrevista – por telefone – ao noticioso “Jornal 96”, da FM 96 de Natal, há poucos minutos, Alckmin procurou se esquivar ao máximo de interpretações mais incisivas quanto à política local. “Vamos aguardar. Cada Estado sabe como resolver essas questões”, complementou.

Entrevistado pelo jornalista Diógenes Dantas, Geraldo Alckmin raciocinou que não poderia se imiscuir nas conversas políticas no RN, que envolvem delicadamente PFL, PMDB e o próprio PSDB. A princípio, o seu desejo seria de que a aliança no plano nacional envolvendo PSDB e PFL se confirmasse no RN. Contudo, adiantou, que “o natural é nós apoiarmos ao governo o senador Garibaldi Filho (PMDB)”.

“Política estadual tem lógica própria”, comentou Alckmin. O candidato presidencial que continua em segundo lugar nas pesquisas eleitorais, garantiu que o cenário mudará quando a campanha for efetivamente detonada.

Mas voltando a falar sobre a política local, que deixou nas entrelinhas que não usará de qualquer artifício para impedir candidatura própria do ex-senador Geraldo Melo ao Senado. PFL e PMDB ainda trabalham nos bastidores querendo que o PSDB retire a postulação de Geraldo, apoiando o nome da ex-prefeita mossoroense Rosalba Ciarlini (PFL) ao Senado da República.

Pelo visto, Alckmin terá dois palanques no Rio Grande do Norte na campanha presidencial: um com Geraldo concorrendo ao Senado e outro com Garibaldi Filho disputando o governo.

* Aguarde! Ainda nesta manhã, postagem da Coluna do Herzog, com estes destaques:
- Betinho Rosado investigará Laíre Rosado
- Grupo de Rosalba Ciarlini reúne militância para ações de campanha
- Geraldo Melo dá "bolo" em Sandra e Laíre Rosado