CARLOS SANTOS ON LINE

Blog jornalístico editado e postado no Rio Grande do Norte (Brasil)

Minha foto
Nome:
Local: Mossoró, RN, Brazil

Jornalista, atuando profissionalmente há mais de 21 anos, com experiência em jornal impresso, TV, revista, rádio, webjornalismo e mídias alternativas, além de assessorias político-empresariais. CONTATOS: herzogcarlos@gmail.com

quinta-feira, novembro 30, 2006

Mineiro evita Carnatal, mas o vê importante

Apesar de confessar aptidão para passista, em carnaval, o deputado estadual Fernando Mineiro (PT) não se empolga com o carnaval fora de época de Natal, o Carnatal.

"Acho que é uma boa para o turismo; prefiro o carnaval", comentou o deputado em entrevista agora à tarde.

Mineiro pode até levar falta, mas os camarotes e até alguns blocos estarão recheados de deputados e outros políticos dessa grande fauna potiguar, sempre sorridentes e acenando para o povo. Afinal de contas, é Carnatal!

Eleição na Femurn

"Consenso" deixa wilmismo com bomba para o futuro

O prefeito de Currais Novos, José Lins (PSB), será o candidato a presidente da Federação dos Municípios do RN (FEMURN). Até aí, nenhuma surpresa. A novidade é que seu "concorrente" direto, Robenilson Ferreira (PMN), prefeito de Bento Fernandes, deixa de ser candidato para ser vice de José Lins. Acertada, então, uma chapa de "consenso".

A chapa foi fechada hoje, apesar do clima festivo na capital em torno do Carnatal. As reuniões e ligações telefônicas foram intensas, no sentido de se amarrar a o entendimento. O presidente da Assembléia Legislativa do RN, deputado estadual Robinson Faria, a própria governadora Wilma de Faria (PSB) e outras lideranças governistas trabalharam na costura.

"Não é interessante um duelo que só desgastaria o grupo da governadora, num momento em que se coleciona vitórias e é fundamental mantê-lo unido e forte", pondera uma fonte governista, em depoimento a este Blog.

Nem tudo são flores nesse episódio. O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PSB), ligado ao wilmismo, não endossa o consenso. Há poucos dias, em entrevista à imprensa da capital, tratou Zé Lins por "cínico". E avisou que votaria em branco.

Carlos teve o nome engatilhado pelo pai e atual presidente da Femurn, Agnelo Alves, para sucedê-lo. Não vingou. Pra evitar confronto, nem avançou na idéia.

O futuro dirá até onde vão as fissuras decorrentes desse episódio, em que Carlos aparece escanteado.

Água contaminada é um problema delicado

Em face da incidência alta de casos de hepatite na cidade de Janduís, técnicos da Caern realizaram testes e constataram que a água distribuída na cidade está contaminada.

A imprensa do Estado vem noticiando o caso e várias hipóteses estão sendo levantadas sobre a contaminação das águas da barragem Armando Ribeiro, em Assu, donde o líquido é captado pela adutora Arnóbio Abreu e distribuída para Janduis e outras cidades da região. Proliferação de algas no leito da barragem e partículas de poeira da mina de ferro do Bonito, em Jucurutu, são as suposições apontadas.

O que ninguém ponderou ainda é que a contaminação pode ser proveniente dos lixões situados à beira do rio Piranha e seus afluentes. O caso mais dramático é o do lixão de Caicó, criado no início desta década no delta dos rios Sabugi e Seridó. Os dois deságuam no Piranhas e, consequentemente, na barragem de Assu.

O problema é muito delicado e o jornalista Josenildo Carlos, de Caicó, há anos vem escrevendo e abordando o assunto em órgãos de imprensa no Seridó.

Saiba mais detalhes acessando aqui:

http://www.agorasei.com.br/

COLUNA DO HERZOG (Primeira Edição)

Comunicação e a balela do quarto poder

O presidente Lula da Silva já tem em mãos um anteprojeto minucioso, que objetiva democratizar a mídia nacional. Mas, embutido nele, o interesse ingente de quebrar o oligopólio da informação. Os números levantados pela equipe de estudiosos é revelador de que o quarto poder, na verdade, não passa de instrumento de mando plutocrata e da elite política do Brasil, que há decênios pontifica neste berço Guarani.

Apenas seis redes privadas nacionais de televisão aberta e seus 138 grupos regionais afiliados controlam 667 veículos de comunicação.

O campo de influência dessas emissoras se capilariza por 294 canais de televisão VHF, que abrangem mais de 90% das emissoras nacionais. Somam-se a elas mais 15 emissoras UHF, 122 emissoras de rádio AM, 184 emissoras FM e 50 jornais diários.

Ainda hoje, uma única empresa – as Organizações Globo, com seus diversos veículos – concentra 60% da audiência televisiva e 75% da verba publicitária do país.

Não existe quarto poder, termo que nascido há mais de um século, glamourizou a imprensa, lhe atribuindo um status irreal. Pelo menos em se tratando de Brasil, a expressão é pura balela maniqueísta. A mídia nacional, com raríssimas exceções (sim, elas existem), é mero instrumento de dominação, cavilosa, pronta para manter um modelo opressor concentrado nas mãos de uma minoria fria e expropriadora dos sonhos da maioria.

O que está proposto, já apresentado ao presidente, oferece meios para surgimento de uma rede mais diversificada e democrática, além de enfrentar a concentração do oligopólio. Claro que a matéria tem tudo para ser derrotada no Congresso Nacional, que em essência é representante dessa malta, que abocanha concessões públicas, as transformando em corporações privadas, a serviço de um Brasil menor.

A sociedade precisa conhecer melhor as proposta do governo e discuti-la, pressionando os parlamentares à aprovação de algo que ponha fim às milícias da comunicação social do país. Do contrário, este pindorama ainda pagará muito caro. Mais ainda.

Rádios e TV´s comunitárias devem deixar de ser questão política, se transformando em objetivos sociais. A internet popularizada, também servirá de apoio aos movimentos populares, em defesa de uma cidadania de verdade e não de retórica. O caminho do governo é coerente, mas enfrenta o poder que ele mesmo já identificou como incomensurável, mas vulnerável. A reeleição do presidente Lula mostrou isso. Eles não podem tudo. Graças a Deus e a nós, POVO!

PRIMEIRA PÁGINA

NA OPOSIÇÃO - Há uma corrente - até em âmbito familiar - defendendo que o deputado federal Nélio Dias (PP) migre para o governismo estadual, se aliando à governadora Wilma de Faria (PSB). Entretanto, outra ala lembra que sua reeleição teve uma pitada de renúncia do deputado federal Henrique Alves (PMDB), com a destinação de importantes colégios eleitorais para Nélio. Na verdade, durante a campanha, Nélio Dias andou resmungando bastante, observando falta de apoio da cúpula da Vontade Popular.

FIM - No agripinismo, a ordem é silêncio total quanto ao vereador em Natal e ex-aliado Salatiel de Souza. A fratura no relacionamento entre ele e o grupo do senador José Agripino (PFL), entendem os líderes agripinistas, só o valorizará perante o novo sistema do qual começa a fazer parte. Nada de bate-boca pela imprensa. Então, agora, boca fechada.

PROBLEMA - O presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Júnior Escóssia (PFL), arranjou um grosso problema daqui para frente. O hábito sistemático de aprovar tudo e qualquer coisa originária do governo municipal, sem questionamento ou emendas, chamou a atenção de vez do Ministério Público. Sei, de fonte muito confiável, que há considerável inclinação desse órgão para realizar uma devassa na gestão de Júnior.

PASSARELA Como nada é por acaso na política, o Carnatal se transforma em vitrine auspiciosa para uma boa leva de políticos. Nos camarotes e até no leito do trajeto dos blocos, as câmeras focalizarão políticos de todos os matizes. Os mais organizados na auto-promoção até divulgam agenda de circulação, como blocos fossem. Tudo é Carnatal, sem dúvidas.

GERAIS

- Um dos mais concorridos espaços no Carnatal é a sacada de apartamentos ao longo do trajeto dos blocos. Muitos são bem mais animados do que os camarotes pagos.
- A diretora de Jornalismo da TV Cabo Mossoró (TCM), Regina Cunha, tem uma razão a mais para continuar no torrão mossoroense - que eu adoro de graça. Segundo me conta, seu filho "Rico" apaixonou-se pelo lugar, não obstante ter residido até no exterior, como Inglaterra. Isso, Rico. Somos dois gladiadores dessa cidadela ainda medieval.
- Obrigado à leitura deste Blog a Márcio Rodrigues (Fortaleza-CE), Juscelino Rodrigues (Teresina-PI) e advogado Daniel Victor (Mossoró-RN)

SÓ PRA CONTRARIAR

A mídia não é quarto poder e, sim, o quarto do poder, onde o povo é sistematicamente sodomizado.

Cabugi do Seridó aumentará sua potência

O Ministério das Comunicações acaba de aprovar a concessão de aumento de potência para a Rádio Cabugi do Seridó AM. A emissora líder de audiência, com sede em Jardim do Seridó e abrangência na região seridoense e sertão paraibano passará a funcionar com cinco quilowatts no seu transmissor.

Segundo informações de seu diretor e proprietário Ângelo Augusto Fernandes, com a localização geográfica do município, o som da emissora deverá ser ouvido em quase todo o Estado.

O processo para conclusão da ampliação já foi remetido para o escritório da Agencia Nacional de Telecomunicações em Natal, e a emissora já aguarda o parecer para iniciar a comprar dos equipamentos necessários.

Além do aumento de potência, Ângelo Fernandes também anuncia investimentos e a renovação dos equipamentos da emissora, como microfone de alta sensibilidade, válvulas novas para o transmissor, reforma e pinturas do prédio.

Saiba mais acessando este endereço:

http://marcosdantas.zip.net/index.html

quarta-feira, novembro 29, 2006

COLUNA DO HERZOG (Segunda Edição)

BIG BLOG

UNICEF - O selo Unicef anunciado nessa quarta, 29, em Brasília, reconhecendo qualidade no atendimento às crianças e que consagrou 15 municípios do RN, é um tapa na propaganda desenfreada e surreal das prefeituras de Natal e Mossoró. Nenhuma das duas veio de Brasília com o documento, não obstante a montanha de dinheiro à disposição em políticas públicas de apoio à infância.

CULPA - O mal-estar testemunhado por poucas pessoas na inauguração de um equipamento público em Mossoró, ontem, quando a ex-prefeita Rosalba Ciarlini (PFL) resmungou por terem concedido a palavra ao advogado Paulo Linhares, tem razão de ser. Mesmo que extemporâneo. Paulo, na ótica do rosalbismo, é quem teria fomentado a representação que questiona judicialmente a eleição pelo voto da senadora eleita, em 1o de outubro passado. Para quem não lembra, o carro Fiat que envolve Rosalba em suposta compra de apoio de uma liderança, em Felipe Guerra, pertencia à emissora de rádio dirigida por Paulo, a Difusora. Na solenidade, nos bastidores, Rosalba questionou perante o cerimonial da Prefeitura mossoroense, a cessão da palavra a Paulo representando a governadora Wilma de Faria (PSB).

SEM PARTIDO - Não há pressa na escolha do partido em que ficará o presidente da Assembléia Legislativa - Robinson Faria - e mais uma legião de deputados e aliados fora desse poder. É possível, inclusive, que atravesse o tempo para 2007, sem essa definição. E não há pressa. As acomodações, ouço de fonte credenciada, passam por um amplo estudo do cenário político-partidário do país e sobretudo na relação de forças no RN.

MAIS - Quando a gente pensa que já viu tudo, eis que aparece algo a mais. Leio no ótimo blog de Marcos Dantas, abrigado no saite (http://www.agorasei.com.br/) que um vereador em Jardim do Seridó projeta pecúnia adicional: 13o salário para si e os colegas de plenário, visto que não é mesquinho e individualista. Porém, ainda não satisfeito, o vereador Dedé do Consórcio aspira uma "Verba indenizatória por deslocamento". Em síntese, mais uma graninha para custear o movimento de cada um dos parlamentares nas ruas e zona rural do município. Aconselho, a cada um, aquisição de GPS (equipamento de localização por satélite). Assim, nessas expedições em favor do povo, não perderão o caminho da volta. Resta saber se o povo, sem GPS, garantirá o retorno deles em novo mandato nas eleições de 2008. Este país se não existisse, precisaria ser inventado.

DA REDAÇÂO

- Essa quinta, 30, é de rufar de tambores (é o novo!). Começa o Carnatal, prometendo ser novamente um grande sucesso na capital - belíssima - do RN. O primeiro bloco sai às 18h30.
- O Bloco "Burro Elétrico", que abriga jornalistas e congêneres, além de muitos convidados de todos os matizes, segundo noticia Thaísa Galvão, sairá homenageando o América e o mítico cabaré de Maria Boa, nessa quinta.
- Resolvo perscrutar a noite de Natal. Fitando-a noto que a cidade às margens do Potengi e sob a vigilância do Forte dos Reis Magos está ainda mais bela, vestida para seu tempo. A ornamentação de fim de ano é simples, mas cintilante. Acertou em cheio a prefeitura.

PENSANDO BEM...

"Quem passar pela vida sem um horizonte, um ideal, está condenado à mediocridade". (Apolônio de Carvalho)

Unicef premia 15 municípios do Estado

O projeto Município Aprovado 2006, selo Unicef, anunciado hoje à tarde em Brasília, deixou em evidência um rol de 15 municípios do RIo Grande do Norte. Segundo esse órgão das Nações Unidas de apoio à criança, nesses municípios a infância ganhou consideráveis condições de vida.

Apesar de terem os maiores orçamentos do Estado, Natal e Mossoró ficaram de fora das experiências vencedoras.

Veja detalhes sobre o assunto clicando no saite Agora Sei (http://www.agorasei.com.br/)

Pauferrense cobra zelo a símbolo municipal

O webleitor pauferrense Otávio Freire Diógenes envia correspondência eletrônica se queixando do prefeito municipal Leonardo Rêgo (PFL). Em sua avaliação, um importante símbolo do civismo municipal foi ultrajada.

Veja abaixo a denúncia de Otávio Diógenes:

"É com pesar que vejo mais um símbolo de nossa cidade ser desfigurado, desta vez o ataque não foi a um prédio que lembra a nossa historia, rua, meio ambiente ou qualquer pessoa (...), identifica-o em qualquer lugar do mundo; estou falando da Bandeira do município de Pau dos Ferros-RN, que foi instituída em decreto no ano 1967 pelo então prefeito municipal Dr. Pedro Diógenes Fernandes, meu pai. Na época a nossa bandeira foi desenhada com os símbolos que representavam a fundação do município. Como disse é com pesar que a vejo hoje desfigurada, tiraram da bandeira o que enaltecia a fundação da cidade e trocaram pelo obelisco, que também é uma obra de suma importância para nos pauferrense, mas ele não representa a criação do município, e sim a comemoração do 100 de emancipação política do município.

É, parece-me que quem não de nossa cidade, não tem compromissos com a nossa historia, destrói os nossos patrimônios e quem tem competência para barra esses abusos se calam mediante tamanha afronta, que posso nominar, entre eles a câmara dos vereadores, o ministério publico e porque não a sociedade civil.

Fica aqui o meu mais veemente repudio a desfiguração de nossa bandeira e o apelo para que Vossa Excelência o prefeito, que não modifique as nossa historia, se ele não sabe, um homem não vive sem preservar suas raízes, o povo pauferrense ficaria muito agradecido se sua historia fosse preservada.

Deixo também uma alerta ao Sr prefeito, que consulte a população quando for fazer uma mudança na historia do município, afinal ele é um forasteiro em nossa cidade, chegou aqui há menos de 04 anos e não sabe o valor que tem a nossa historia".

José Otávio Freire Diógenes - Pau dos Ferros/RN - otaviodiogenes@oi.com.br

Comentarista mostra força pró-Agripino

Para o analista político da TV Cultura, Alexandre Machado, a candidatura do senador norte-rio-grandense José Agripino (PFL), à presidência do Senado, é plenamente viável. " É possível", afirmou incisivamente.

Durante o noticioso da Cultura, agora à noite, Alexandre comentou que o movimento pró-Agripino está se fortalecendo dentro do PFL, com a ajuda do PSDB e em cima de dissidentes do PMDB que não querem alinhamento com o governo Lula, via atual presidente, senador Renan Calheiros (PMDB-AL).

Entretanto, o comentarista ponderou que qualquer prognóstico agora "é precipitado".

Agripino é lançado à presidência do Senado

O PFL lançou o senador José Agripino Maia (RN) para disputar a Presidência do Senado. O partido informa que terá a maior bancada na próxima legislatura, o que lhe garante o direito de assumir o comando da Casa. Agripino terá como adversário o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que tenta a reeleição.

O pefelista disse que vai buscar o apoio da oposição e dos dissidentes no PMDB que somam seis senadores para a sua candidatura.

"O PFL definiu que a prioridade número um da bancada é a eleição do presidente do Senado. À medida em que esta candidatura se consolidar, a oposição terá mostrado ao país que este não é um país de um lado só, onde aquele que venceu a eleição detém a maioria do poder Executivo e impõe a maioria no poder Legislativo. O Legislativo dará uma demonstração rara de independência", disse.

A notícia é do portal UOL.

COLUNA DO HERZOG (Primeira Edição)

A Sudene e Fernando

Em vias de renascimento, a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE) pode retomar sua essência inicial, como concebida pelo economista Celso Furtado há mais de 40 anos.

Noutro vertente de observação, também pode se transformar na brecha que convém ao presidente Lula, para acomodar alguém de seu interesse direto, no governo a se instalar a partir de janeiro de 2007. O senador não-reeleito Fernando Bezerra (PTB) é essa pessoa.

O senador Fernando Bezerra está na iminência de concluir seu mandato. Ao mesmo tempo, revela vigor para continuar na vida pública. Aos olhos do presidente Lula, é alguém a ser aproveitado.

A Sudene, então, cai como uma luva a essa convergência de interesses. A instituição precisa voltar à vida sem dúvidas, que funcionando plenamente, mantém vivo o senador potiguar.

PRIMEIRA PÁGINA

REFORMA – O deputado estadual Luiz Almir está se preparando para os novos tempos da vida e da política. Deverá reaparecer na telinha durante o Carnatal com rosto de bebê sarado, graças às maravilhas da estética numa conceituada clínica da capital.

SIMILITUDE – O jornalista Ticiano Duarte assina artigo hoje no Jornal Tribuna do Norte, colocando em destaque Eloy de Souza, jornalista e político, que merece ser lido por todos que gostam de verdade do RN e acompanham com atenção o jogo do poder que se produz por aqui. “Tempos parecidos” é o título do seu texto, onde revela que o desapontamento de Eloy com a elite política de sua época, se parece muito com o que é possível enxergarmos hoje.

PLANO – Mossoró vai pagar um preço alto pela forma com que permitiu aos poderes executivo e legislativo tratarem algo sério, como o Plano Diretor, sem a devida profundidade. A Câmara de Vereadores chegou a formar uma comissão para estudar o projeto, mas acho difícil qualquer um de seus componentes ter condições de debater o que viu – e viu? – de forma consistente. E a imprensa, com raríssimas exceções, por sua vez, ficou na turma do “gargarejo”, só aplaudindo.

PROFESSOR – O deputado federal não-reeleito, Betinho Rosado (PFL), comunicou à Ufersa, onde é professor lotado há vários anos, sua disponibilidade a partir de janeiro de 2007, para retorno à sala de aulas.

GERAIS

- A imprensa estrangeira descobre de vez o Carnatal. Não são poucas as credenciais solicitadas para jornalistas de Portugal, Espanha, Holanda e diversos outros países.
- No Clube América, onde são entregues abadás para o Carnatal, hoje pela manhã a fila fazia curva no quarteirão da Rodrigues Alves.
- Há tempos não conversava com um dos nomes mais lúcidos do jornalismo do RN, Edílson Braga, o “Braguinha”. Ele edita o Jornal de Hoje Primeira Edição. Colocamos o papo em dia, sobretudo quanto à mídia e política.
- “A Peleja do Amor no Coração de Severino de Mossoró”, com o Pessoal do Tarará, às 21h, no Teatro Municipal Dix-huit Rosado, é um espetáculo que merece público numeroso. Essa companhia tem em sua história um leque de trabalhos bonitos.
- A Companhia de Dança do Complexo Contemporâneo é uma das atrações da “Assembléia Cultural”, às 16h, na Assembléia Legislativa.
- Obrigado à leitura deste Blog a Ronaldo Padilha (Fortaleza-CE), Antônio Júnior (Brasília) e César Rocha (Rio de Janeiro).

SÓ PRA CONTRARIAR

Nem tudo é carnatal nesses tempos!

Rogério Marinho diz estar nas mãos do grupo

Ser candidato a prefeito de Natal em 2008 não faz parte do projeto do vereador e deputado federal eleito Rogério Marinho (PSB). Pelo menos é isso que me confessa, com aquela voz mansa, como se medisse cada sílaba.

- A gente faz parte de um grupo e às vezes é levado a outros projetos, mas eu quero mesmo é exercer meu mandato de deputado federal - relata.

Nem mesmo uma secretaria de Estado, algo que a imprensa da capital chega a cogitar para o segundo governo Wilma de Faria (PSB), sua líder política, parece revelar no semblante de Rogério o ânimo necessário.

Seu avô foi um dos mais destacados parlamentares que o RN doou ao país, mas sem sorte nas disputas majoritárias. Advogado, intelectual, Dalma Marinho tentou o governo estadual em 1960 e o Senado em 1974, sem êxito. Rogério quer viver o ambiente da Baixa Câmara, Brasília, mas admite que sua vontade política passa pelas aspirações do próprio grupo.

- Não penso em secretaria ou disputa a prefeitura, mas isso fica muito com definição do grupo do qual faço parte...

terça-feira, novembro 28, 2006

COLUNA DO HERZOG (Segunda Edição)

BIG BLOG

DE NOVO - Num ótimo bate-papo com este blogueiro, ouço do ex-vereador em Mossoró Carlinhos Silveira que em 2008 estará novamente nas ruas, pedindo votos à comunidade mossoroense. Um dado interessante: ele e o pai, enfermeiro Milton Silveira, já alcançaram juntos nove mandatos consecutivos de vereador. Sucesso, Carlinhos.

ESPUMANDO - Apesar de assinalar em seu discurso o zelo que tinha, além do sentido de gratidão, ao senador José Agripino (PFL), o vereador Salatiel de Souza não tirou o pé do acelerador hoje na Câmara de Natal. Falou grosso e desafiou a cúpula do partido em diversos trechos do pronunciamento. Deixou implícito que era vítima de uma perseguição interna, ao contrário de outros nomes - a maioria prefeitos - que apoiaram a governadora Wilma de Faria (PSB) ao governo, deixando a orientação pefelista no acostamento. Salatiel sai do PFL literalmente chutando o balde.

OUVIR - Ainda não foi nessa terça, 28, que o deputado estadual Luiz Almir (PSDB) conseguiu falar num tete-a-tete com a governadora Wilma de Faria. A audiência que ela agendou para ele foi novamente adiada. A governadora teve que agilizar viagem, a impedindo de ouvir o deputado. Nessa quarta, 29, Wilma estará no encontro nacional do PSB e outros compromissos em Brasília. Mas taí uma coisa que gostaria de acompanhar de perto, escondido entre as cortinas da Governadoria: Wilma e Luiz Almir frente a frente. Recordo, há pouco tempo, o deputado na TV Potengi comparando-a como "Nazaré", uma personagem de novela que era o diabo em pessoa e a uma "rainha" demoníaca. Bem, mas isso é passado. A política é dinâmica.

BEM - Segundo dados publicados hoje nos portais Globo e Uol, mais de 3 mil pessoas com atuação no judiciário nos 27 estados da federação faturam acima do teto legal para salários no setor, ou seja, R$ 22,111. No Rio Grande do Norte, o Tribunal de Justiça abrigaria 30 pessoas com rendas que até ultrapassam os R$ 33 mil/mês.

DA REDAÇÃO

- Impressiona-me o avanço em escala geométrica do Jornal de Hoje, Primeira Edição. Está alcançando uma tiragem diária de 15 mil exemplares.
- Este Blog tem mais um suporte em termos de endereço. O saite http://www.empauta.net/ administrado pela jornalista Kalianne Santos, nos coloca como link e coluna. Ao todo, no momento, são mais de 16 endereços na Internet que fixaram este Blog como opção a mais de leitura. Isso é estimulante. A todos, muito obrigado.
- Leio em Aclecivam Soares (http://www.aclecivam.blog-se.com.br/) que a Lojas Riachuelo de Mossoró vai colocar 140 funcionários para fora nos próximos meses. A automação e auto-atendimento vão expurgando o emprego em massa. O eterno duelo entre o proletário e a máquina, desde o advento da revolução industrial, continua fazendo o primeiro de vítima regularmente.

SÓ PRA CONTRARIAR

"Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho." (Gandhi)

Novo nome para o TCE tem votação adiada

Por falta de quorum a Assembléia Legislativa não aprovou na sessão desta terça-feira o nome de Maria Adélia Arruda Sales para o Tribunal de Contas do Estado (TCE), informa o jornalista Oliveira Wanderley (www.oliveirawanderley.zip.net)

Era necessário o quorum mínimo de 13 deputados. Só estavam em plenário 12 parlamentares.

Também foi adiada para a sessão de amanhã a votação do projeto de lei de autoria do deputado José Dias, que institui a data de 03 de outubro como o Dia Estadual à Memória dos Protomártires de Uruaçu e Cunhaú.

Larissa espera secretaria para seu grupo

Encontrei a deputada estadual Larissa Rosado (PSB) casualmente hoje à noite em Natal. Não a deixo escapar: falamos sobre política, sob o testemunho de centenas de títulos da Livraria Siciliano no Midway Mall.

- Não temos nenhuma definição sobre secretaria no futuro governo da governadora Wilma de Faria (PSB) - garante Larissa.

Mas há preferência, deduzo.

- A gente quer aquela com boa disponibilidade de recursos e que facilite o nosso trabalho - traduz a parlamentar.

Segundo Larissa, não está descartada que a Secretaria da Agricultura permaneça com um representante do seu grupo. Atualmente, é administrada por Elpídio Carvalho. Não ignora também que outro nome entre como opção ao secretariado. "Pedro Almeida (ex-secretário de Educação no governo Garibaldi Filho-PMDB) é um bom nome", mede.

A deputada assegurou-me que o recente encontro com a governadora Wilma de Faria não versou sobre nomes, nem quanto a pastas especificamente. O rosadismo será lembrado na hora de montagem da equipe, eis uma certeza.

Candinha Bezerra cotada à equipe wilmista

O senador não-reeleito Fernando Bezerra (PTB) não está com prestígio em baixa, em face de ter perdido as eleições para a ex-prefeita de Mossoró Rosalba Ciarlini (PFL).

Ouço de fonte credenciadíssima, que em nível de governo estadual o ainda senador está sendo ouvido. Pelo menos dois importantes postos na administração Wilma de Faria (PSB), para a segunda gestão, deverão contemplar o grupo de Fernando Bezerra.

A mulher do senador, Candinha Bezerra tem nome posto à mesa da governadora para aproveitamento na equipe da governante, a partir de 1o de janeiro de 2007.

COLUNA DO HERZOG (Primeira Edição)

Betinho na Câmara

O deputado federal Betinho Rosado (PFL), que não conseguiu se reeleger, poderá ser convocado interinamente para compor o elenco de parlamentares federais do Rio Grande do Norte.

Como o deputado federal reeleito para o décimo mandato, Henrique Alves (PMDB), está cotado para ser ministro do governo do presidente Lula, Betinho automaticamente seria convocado para seu lugar. Betinho é o primeiro suplente da coligação “Vontade Popular”.

Pelo que tenho ouvido no círculo político no âmbito de Natal, onde me encontro, além de rastrear informações na chamada Grande Imprensa, há considerável possibilidade de Henrique se transformar em ministro. O PMDB afivelou as malas para apoiar o segundo governo do presidente Lula.

Henrique Alves é um dos principais interlocutores do pemedebismo em nível de Palácio do Planalto. Sendo ministro, naturalmente Betinho vai retornar à Câmara Federal. O que é ótimo para o RN.

PRIMEIRA PÁGINA

PARA RIR – Um dos mais “envolventes” debates que a imprensa de Mossoró alimenta há alguns dias é digno de piada. O finado “Espanta” se esborracharia de felicidade com um lengalenga tão risível. Uns e outros afirmam e desmentem que tenha ocorrido jantar entre os casais de parentes e políticos adversários, Sandra-Laíre Rosado (PSB) e Rosalba-Carlos Augusto Rosado. A verdade dos fatos é que não ocorreu esse encontro e nada impede que aconteça. Todos são civilizados, parentes e têm um interesse comum que é impedir o surgimento de qualquer força alternativa a ambos os grupos. Simples e óbvio.

REALIDADE – Ainda durante o período de campanha, no segundo turno, anunciamos aqui em primeira mão que o rosalbismo tinha aberto, com aprovação do rosadismo, canal de conversa política elevada. Acrescentamos mais informações e ouvimos de fontes diretamente ligadas aos dois lados, que não podia ser descartado um grande acordo para 2010, que passaria pelas eleições municipais de 2008. Não anuncio quem se pronunciou sobre o assunto, por respeito às fontes e não ter sido autorizado. Eis a realidade dos fatos.

NÃO ENTENDO - Em entrevista à TV Câmara ontem, o deputado federal e candidato a vice-governador, não eleito, Ney Lopes (PFL), afirmou que a campanha deste ano foi “a mais corrupta de todos os tempos”. Homem qualificado no universo do Direito, parlamentar experimentadíssimo, Ney não ofereceu sequer uma denúncia ao que ele constatou no curso da campanha no RN. Por quê? Morro e não entendo.

FORÇA – O vereador Toinho do Frutilândia (PSDB), de Assu, está em alta cotação no sistema wilmista. Toinho, que até o inicio do ano era da base governista municipal, apoiou a candidatura da governadora Wilma de Faria, passando a ser oposição ao prefeito. Ele hoje ocupa o lugar que antes era do vereador Everaldo Marques(PFL). No sítio governista do prefeito Ronaldo Soares (PP), Toinho é visto de outra forma. O título mais leve que ganhou é de “traidor”. Coisas da política.

GERAIS

- Começa a circular em Mossoró e já tem ótima expansão em nível de Natal e cercanias, uma das mais importantes revistas dirigidas ao setor imobiliário. Trata-se da “Mercado Imobiliário”, com dez anos de estrada e com sede em Fortaleza. Conversei com um de seus dirigentes, Rodrigo Duarte, que se mostrou entusiasmado com Mossoró e o próprio RN.
- A jornalista Lúcia Rocha dirige clip com o qual o cantor Bartô Galeno passa a fazer divulgação em TV’s, Brasil afora, do seu trabalho. Na assistência de direção, o concluinte de jornalismo na UFRN, Danilo Tázio, bisneto do jornalista Martins de Vasconcelos e filho do médico José Hélio, heranças que recomendam. Sucesso.
- O corre-corre na FM 98 em Natal é intenso. Conta-me seu diretor, Felinto Filho, que o Carnatal consome tempo e neurônios para a emissora novamente bombar na cobertura do evento.
- O bom caráter Emerson Linhares, diretor da Rádio Difusora de Mossoró, está dinamizando a informação com um blog de variedades. Anote aí o endereço e acesse: http://emersonlinhares.zip.net/ .
- Obrigado à leitura deste Blog a Roberto Salvador (Brasília), Gustavo Normando (Lisboa-Portugal) e Felipe Fernandes (Barueri-SP).

SÓ PRA CONTRARIAR

Não interessa se houve jantar ou não entre casais de políticos. O que importa é quem vai pagar a conta.

segunda-feira, novembro 27, 2006

Disputa ao Senado põe Agripino como opção

O senador José Agripino afirmou, consistentemente, que é candidato à presidência do Senado, à disposição dos maiores partidos de oposição ao governo Lula, seu PFL e PSDB.

Querendo mais um mandato, o atual presidente Renan Calheiros (PSDB) defendeu "o consenso". Em torno do próprio nome, claro. A reportagem mostrando esses dois ângulos da disputa interno no Congresso Nacional foi destaque na edição de hoje à noite do Jornal Nacional, da Rede Globo de Televisão.

PMDB/RN marca duplo na política com Lula

O PMDB do RN está dividido. Em reunião hoje aqui em Natal (onde estou), em sua sede na Candelária, o partido tomou a posição de apoiar o governo do presidente Lula. Ocorre, que não se trata de uma posição fechada. A maior expressão eleitoral do partido no RN, senador Garibaldi Filho (PMDB), está justamente em postura oposta.

O deputado federal Henrique Alves, que participou à semana passada de reunião no Palácio do Planalto com o presidente Lula, ao lado de outras lideranças do partido, conduziu a reunião e pontificou quanto à sua preferência. Como nada é por acaso, Henrique está sendo cotado para ser ministro na nova gestão Lula.

O senador Garibaldi Filho sequer compareceu à reunião. Mas ninguém tome isso como uma intriga pessoal e política entre os primos e líderes partidários. Trata-se de um censurável duplo em se tratando de política, que não combina com a história do combativo MDB, legenda originária que deu origem ao PMDB.

Rosalba garante afinação de senadores

Ouvida pela TV Ponta Negra no Jornal do Dia, hoje à tarde, a a senadora eleita Rosalba Ciarlini (PFL) comentou que haverá pleno "entendimento entre os senadores do Estado".

Segundo a senadora, ela, José Agripino (PFL) e Garibaldi Filho (PMDB) estarão afinados no Senado a partir da próxima legislatura, da qual ela fará parte, estreando no Congresso Nacional.

No plano da política estadual, PFL e PMDB continuam a aliança firmada para a campanha deste ano, assinalou a senadora.

COLUNA DO HERZOG (Primeira Edição)

Após o Rubicão

O deputado estadual Robinson Faria, que caminha para ser reeleito ao terceiro mandado como presidente da Assembléia Legislativa, está se fortalecendo enormemente para essa e outras batalhas políticas.

O partido que ele articula deverá ter uma força considerável no jogo do poder no Estado nos próximos anos. Sua influência já transpôs o Agreste onde montou seu ´bunker` há mais de duas décadas e seus olhos estão fitando outra meta.

Com a própria reeleição à Assembléia Legislativa este ano em votação consagradora, além de eleger o filho Fábio como campeão de votos a deputado federal, Robinson assinala que quer mais. Mais ainda. E pode avançar, num cenário onde há desgaste e obsolescência de muitas lideranças e surge espaço para outras.

Nessa costura lenta, metódica e expansionista, Robinson deixa claro - subliminarmente, que está se preparando para um salto mais ousado: governo do Estado em 2010. No grupo da governadora Wilma de Faria (PSB), mas muito respeitado na oposição, da mesma forma que ocorreu este ano, é um nome em movimento pendular. Se for o caso, credencia-se à disputa em qualquer frente.

Cônscio de que a política é atividade de exigência diuturna, o deputado pavimenta caminho para o futuro. Na prática, ele atravessou o Rubicão. Não há mais volta.

PRIMEIRA PÁGINA

ASSU - O vice-prefeito assuense, Zeca Abreu, levou a melhor na convenção municipal do PMDB realizada no último sábado. O ex-secretário municipal de Saúde, Carlos Machado, ficou na presidência e o até então presidente, empresário Hélder Alves, foi acomodado como vice. Zeca quer ser o candidato a prefeito à sucessão de Ronaldo Soares (PP), mas não tem um partido fechado em torno de si. O próprio diretório está apenas aparentemente unido.

FECHANDO - A investigação à "Máfia dos Homens de Branco", que a imprensa da capital preferiu ignorar e a de Mossoró só teve o semanário Página Certa explorando, num forte e denso material investigativo há mais de dois anos, vai fechando o cerco. Esta semana, uma força-tarefa composta por mais de 12 auditores federais estará passando por hospitais, clínicas e Gerência Executiva da Saúde da Prefeitura de Mossoró. Para quem não sabe - ou não lembra em face de amnésia seletiva, a Máfia possui em seu elenco vários médicos, políticos e instituições ´acima de qualquer suspeita´. A determinada Polícia Federal está apurando o leque de problemas, com milhões de reais desviados para enriquecimento de poucos e mal de muitos contribuintes, à maioria gente humilde.

VÔO - O PMDB ensaia nova ´dança do acasalamento` com o governo Lula. O deputado federal Henrique Alves, inclusive, é cotado para ocupar um ministério. Pelo sim e pelo não, Henrique iniciou contatos com suas bases e setores influentes do partido no RN, para preparar o ânimo à migração. Na verdade, as bases não colocam óbice. Dificuldade mesmo é com o PFL, irmão siamês de ocasião na campanha eleitoral recém-encerrada. No plano nacional, o partido do senador José Agripino exorcisa o presidente Lula. É mais um problema, entre muitos, dessa frágil união.

NUMA BOA - Quem esteve os últimos dias com o ex-deputado estadual Carlos Augusto (PFL), marido da senadora eleita Rosalba Ciarlini (PFL), relata que o homem transpira confiança. Aposta que a mulher será diplomada e empossada, sem dificuldade para cumprir o mandato ganho nas urnas. A representação que questiona suposta compra de apoio, em tramitação na Justiça Eleitoral, seria derrubada com louvor.

GERAIS

- Natal, onde estou, vive o clima do Carnatal. A torcida do América antecipou tudo ocupando a cidade efusivamente entre sábado e ontem, depois de seu time se classificar para a Série A do Brasileirão de futebol em 2007.
- O jornalista e escritor Franklin Jorge faz planos para escalar a serra de Martins e passar a residir naquele paraíso a partir de 2007. Com as maravilhas da tecnologia, estará onipresente com seu talento e verve ácida.
- O advogado Humberto Fernandes, eleito presidente da Sub-seccional da OAB em Mossoró na sexta, 24, é sobrinho do ex-vereador (e bom caráter) Tomaz Neto. Será que traz nas veias também o sangue da política? Está começando bem.
- Obrigado à leitura deste Blog a Eneas Félix (Aracati), Rodrigo Duarte (Revista Imobiliária de Fortaleza-CE) e Rogério Prado (Recife-PE).

SÓ PRA CONTRARIAR

Em pouco tempo, quem não tiver cuidado, vai perceber que fundação rima com complicação.

CGU bloqueia verba de fundação de Múcio Sá

A Controladoria Geral da União (CGU) determinou o bloqueio do repasse de recursos públicos para a Fundação Aproniano Sá que teria recebido R$ 800 mil do Ministério da Saúde sem prestar os serviços médicos e odontológicos previstos. A CGU constatou que FAS – que é presidida por Aldaniza R. Pereira de Sá, esposa de Múcio – não prestou nenhum tipo de atendimento, de acordo com a reportagem da Folha.

Saiba mais detalhes sobre o assunto, que é explorado em primeira mão há mais de um ano pelo semanário Página Certa, clicando neste endereço abaixo:

http://www.jornalpaginacerta.com.br/?pagina=noticias&idnot=6435

Saiba mais sobre o envolvimento de Múcio noutro caso delicado, lendo a Coluna do Herzog, Primeira Edição, ainda esta manhã, neste Blog.

"Sanguessugas"

Múcio Sá e Laíre Rosado serão ouvidos sobre escândalo

Os ex-deputados estaduais e ex-secretários estaduais dos governos Garibaldi Filho (PMDB) e Wilma de Faria (PSB), Múcio Sá (PSB) e Laíre Rosado (PSB), também ambos mossoroenses, foram citados para serem ouvidos quanto ao caso do escândalo dos "Sanguessugas".

A investigação que se arrasta há vários meses, a partir do Mato Grosso, tendo se transformado numa CPI em nível de Congresso Nacional, avança na direção dos ex-deputados. Eles são acusados de facilitação de emendas ao Orçamento Geral da União (OGU) e recebimento de propinas na venda de ambulâncias.

Ainda hoje o assunto volta a ser detalhado neste Blog.

domingo, novembro 26, 2006

Agripino tem sinal de apoio para presidente

Lula ainda nem tomou posse em seu segundo mandato e já começa a ter problemas com a ala dissidente do PMDB no Senado. Sob a liderança do senador eleito Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), o grupo se articula para construir uma alternativa capaz de deter a reeleição de Renan Calheiros (PMDB-AL) à presidência do Senado.

Candidato do PFL à cadeira de Renan, o senador José Agripino Maia (RN) procurou Jarbas. Sondou-o sobre a possibilidade de os dissidentes peemedebistas o apoiarem. Jarbas disse a Agripino que considera factível o entendimento. Não quer, porém, envolver-se no que chama de "aventura juvenil". Deseja que Agripino demonstre que dispõe do apoio fechado de seu próprio partido, o PFL, e do PSDB.

Para saber mais detalhes clique abaixo:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u87093.shtml

"Espanta" será sepultado nesta manhã

O sepultamento do humorista David Cunha, o "Espanta", que morreu na sexta-feira ao final da tarde, no trajeto Natal-Mossoró, BR-304, trecho próximo a Assu, estará ocorrendo dentro de pouco mais de meia hora no Morada da Paz, Natal. Seu corpo foi embalsamado e ficou sendo velado no Palácio da Cultura na capital.

Espanta pilotava seu carro em alta velocidade, ao lado de um filho de 22 anos, quando perdeu o controle do veículo e capotou diversas vezes. O rapaz teve escoriações simples. Ele morreu no local.

Fiz o trajeto inteirinho de carro nesse sábado, 25, inclusive passando no local onde Espanta acidentou-se. Particularmente, acho pouco provável que um laudo técnico aponte que a causa do acidente tenha sido problemas na pista.

O leito da 304 tem alguns pontos com buracos, mas nenhuma cratera. Houve considerável recuperação e ela oferece bom nível de segurança. Meu maior temor, mesmo, é em relação à imprudência alheia, como alta velocidade e ultrapassagem perigosa.

Heloísa Helena apóia José Agripino

Na prestigiada coluna do jornalista Cláudio Humberto, hoje, veiculada em dezenas de jornais país afora, como Tribuna do Norte, ele fala de um apoio inusitado para o senador José Agripino (PFL) ser eleito presidente do Senado: Heloísa Helena. Veja o teor do registro abaixo:

Cabresto - Heloisa Helena (PSOL-AL) já não terá mandato na eleição do presidente do Senado, mas prometeu dois votos a Agripino Maia (PFL-RN): Patrícia Saboya (PSB-CE) e José Nery Azevedo (PSOL-PA), suplente de Ana Júlia.

Poesia

Ofício poético

Sentado sobre a cama, a luz da vela
duplica a solidão que o penaliza.
Escreve num papel, que se amarela
ao foco dessa luz tão imprecisa.

Levanta e vai fumar junto à janela
— o peito aberto à esmola de uma brisa.
Recorda com desgosto o beijo dela,
ainda no batom preso à camisa.

Apóia os cotovelos no batente.
Inclina-se um bocado, espreita a rua,
e cospe na roseira à sua frente.

É tarde. Um galo canta no vizinho.
Então ele retorna e continua
os versos que deixou pelo caminho.

Marcos Ferreira, poeta e contista

Entrevista

Jornalista Luís Nassif traça radiografia da imprensa brasileira

“Aquela diversidade que os jornais ainda tinham e perderam, o pessoal foi buscar na internet. E uma coisa a gente aprende com os blogs: se houver 20 blogs falando ''A'', basta um blog falando ''B'' de forma consistente, que ele inverte e desmascara. Há a interação entre os blogs e seus leitores."

Por André Cintra e Priscila Lobregatte, do saite Vermelho.

Ao adotar um pensamento único, elitista e anti-Lula, a mídia entrou numa rota suicida. Esse estilo, ''inédito em termos de grande imprensa'', criou ''um clima muito pesado de patrulhamento, ataques, macarthismo''. O diagnóstico é de Luis Nassif, jornalista há mais de três décadas e ex-membro do conselho editorial da Folha de S.Paulo.

Nassif se tornou uma das vozes mais avessas aos descalabros que tomaram conta do jornalismo. Em sua opinião, a mídia sequer se esforçou para entender um fenômeno como o Bolsa Família - e sai dessa eleição desiludida com a reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na entrevista que concedeu ao Vermelho - e que abre a série ''Mídia x Mídia'', o jornalista mineiro atacou o presidenciável tucano Geraldo Alckmin. ''A gestão dele em São Paulo, do ponto de vista administrativo, foi absolutamente medíocre e nunca foi avaliada''. De acordo com Nassif, ''Alckmin não tem discernimento'' e sofre de ''incompetência gerencial''.

As declarações de Nassif foram tomadas nesta quarta, 25/10, num escritório da Avenida Paulista, em São Paulo, onde o jornalista coordena a Agência Dinheiro Vivo. Confira os principais trechos dessa entrevista exclusiva.

Por que essa onda anti-Lula e anti-PT ficou cada vez mais forte na grande mídia?

No começo do ano passado, alguns colunistas - não oriundos da imprensa propriamente dita -, intelectuais e pessoas do showbussines, basicamente o (Arnaldo) Jabor e o Jô (Soares), começaram uma crítica mais pesada ao Lula e ao PT. Essa crítica, num determinado momento, resvalou para uma posição de intolerância e teve eco na classe média. Quando teve eco, aconteceu algo que, para mim, é o mais inacreditável que eu já vi em mais de 30 anos de jornalismo: a Veja entra na parada e começa a usar aquele estilo escabroso. É inédito em termos de grande imprensa - e é um suicídio editorial.

Agora, aquele estilo acabou batendo aqui, em São Paulo, em alguns círculos do Rio de Janeiro, induzindo a mídia a apostar na queda do Lula. Quando não conseguiu derrubar Lula, a mídia enlouqueceu. E então todos os jornais caminhavam na mesma direção. Isso não existe. Todo mundo endoidou.

Criou-se um clima muito pesado de patrulhamento, ataques, macarthismo. Os colunistas, de uma maneira quase unânime, entraram nesse clima - até por constrangimento. Aquela posição relativamente diversificada que existia nos jornais, através de seus colunistas, acabou. Os colunistas foram inibidos. Há jornalistas aí, com 40 anos de carreira, que escreveram 365 artigos, um por dia, sobre o mesmo assunto, todo dia pedindo a cabeça do Lula. Não dá. Criou-se uma guerra santa que é incompatível com o papel da mídia. Isso era para os jornais dos anos 50. Partiu-se para um festival de ficção, de arrogância, de agressividade e falta de civilidade que é veneno puro na veia na imagem dos jornais e das revistas que entraram nessa.

E, mesmo assim, o Lula não caiu... Porque, no começo dos anos 90, tivemos um fenômeno: começou a surgir a ''banda B'' da opinião pública. As classes D e E começaram a ter voz. É a história dos descamisados - e Collor percebeu muito bem isso. Começa a haver nessas classes um novo campo. À medida que o país vai evoluindo, aquela mediação feita pelos coronéis tende a se diluir. Este foi um primeiro ponto. Quando Lula lança o Bolsa Família - que é um programa muito bem-feito e que tem, sim, contrapartida -, ele pega esse fenômeno, que ganha corpo. O Fernando Henrique, que é sociólogo e tal, por conta de sua postura imperial, não percebeu esse novo cidadão emergente.

Outro ponto é que, na medida em que se criou essa unanimidade na mídia, você descartou públicos: o público engajado, que tem seu pensamento - a favor do Lula e do governo -, e que de repente percebeu que não havia nenhum veículo que fosse justo; e o segundo é um público menor, mas muito influente, que é o público dos formadores de opinião bem informados. Com aquela simplificação com que veio a cobertura, estes setores acabaram se desiludindo com a imprensa. Tudo isso surge num momento em que a internet já tinha massa crítica aí, com os blogs e tudo, para fazer contraponto. E entre os blogs tem de tudo.

Aquela diversidade que os jornais ainda tinham e perderam, o pessoal foi buscar na internet. E uma coisa a gente aprende com os blogs: se houver 20 blogs falando ''A'', basta um blog falando ''B'' de forma consistente, que ele inverte e desmascara. Há a interação entre os blogs e seus leitores.

Os blogs emergiram como uma alternativa. E isso culminou com a matéria do Raimundo Pereira na Carta Capital. Em outros momentos, a Carta teria feito a matéria e ninguém falaria nada. Agora a matéria teve um alarido infernal, de tudo quanto é blog discutindo. E o tema não morreu. A ponto de a Globo ter de se explicar... É, tentou, tentou, mas não conseguiu responder. (Ali Kamel) é um rapaz inteligente, mas há coisas que, se você não consegue explicar, é melhor não tentar. Se você precisa de mais de uma lauda para explicar, não tente. Ele tentou e ficou chato, porque estava claro que era uma armação do delegado visando a Globo. E aí se entra em outro aspecto: qual o interesse jornalístico de uma foto?

Uma foto de dinheiro é igual a uma foto de dinheiro. Não há informação nisso. Essa foto ainda foi maquiada para dar maior fotogenia. O único interesse era como ela ia repercutir nas eleições, como no caso da Roseana Sarney. A gente sabia que esse dinheiro existia há semanas. O fato de aparecer a foto não tem significado nenhum.

Mas os jornais e TVs queriam dar a imagem para saber o efeito eleitoral da foto. Se o único interesse sobre a foto era esse, é evidente que a parte mais relevante do ponto de vista da notícia era saber como vazou a foto. E não deram isso. Manipularam e protegeram o delegado (Edmilson Bruno Pereira). Isso é um episódio marcante. Um golpe como esse, não temos paralelo em nossa história.

A mídia, cumprindo esse papel, é suicida. Ela não tem como ganhar. Se ela derruba o Lula, ela fica com a pecha de golpista para o resto da vida. Todo problema que surgisse seria imputado à mídia. Ou seja, se ela ganha, ela perde.

Se não derruba o Lula - que foi o que aconteceu -, ela mostra que perdeu o poder que ela tinha.

Existe nisso um preconceito de classe?

Houve um claro preconceito de classe. No momento da internacionalização da economia brasileira, o Fernando Henrique passa a se cercar de uma corte que é minoritária em São Paulo, mas que tem muita ressonância. É um pessoal que se julga internacionalista, mas é da ''geração Daslu'' - de um esnobismo altamente provinciano visto por um estrangeiro, mas que aqui dentro pegou muitos setores, inclusive da imprensa. Esse deslumbramento cresceu de uma forma muito ampla nesse período, em cima de um conjunto de colunistas muito próximos ao Fernando Henrique.

O grande pecado do Fernando Henrique, lá atrás, foi quando ele começou a desqualificar as críticas e começou a tratar tudo que não era internacional como caipira e provinciano. Ou seja, criaram-se ali as bases para essa visão entre modernos e anacrônicos. O fator Veja foi fundamental para trazer esse componente. A Veja já vinha num crescendo de grosserias e ataques pessoais, mas, no ano passado, explodiu. E veio até aquela capa absurda de que o PT emburrece o país...

Quando se entra nesse preconceito monumental, a crítica fica desqualificada. Aquele papel da mídia, de ser mediadora, deixa de existir. E o Lula fez uma coisa de gênio político. Quando começaram os escândalos, ele mandou apurar tudo. Na medida em que o pessoal acusado foi tirado do barco, passou a sensação de que era possível reconstruir o governo Lula sem os barras-pesadas que passaram por seu governo. Então você tem o Bolsa Família mudando a realidade brasileira, com a incorporação das massas excluídas.

O Lula não é salvo pela política do Palocci ou do Banco Central, mas pelo Bolsa Família. E não apenas pelos que são beneficiados - mas também por aqueles que estão de fora e percebem que esse programa vai mudar a história do Brasil. Os jornais não se deram conta disso.

Quando ficou claro que o Lula não ia cair, começaram a falar: ''Ah, mas o eleitor do Lula é nordestino, é analfabeto''. E quem fica com eles (os jornais)? Uma classe média muito paulistana, preconceituosa e anacrônica - porque quem é minimamente sofisticado não entra nesse jogo.

Você pega essa prepotência da Veja - esse negócio de ''eu sou imbatível''. Veja aquele rapaz, o diretor, que entrou um dia e disse: ''Hoje derrubamos o presidente!''

Quem?

O Eurípedes (Alcântara), né? Acho que foi quando saiu aquela matéria do Palocci. Ele (Eurípedes) é que é o grande responsável por toda essa mudança que teve - essa adjetivação, esse clima todo.

A sensação de poder se dá pelo seguinte: você tem canais de TV, jornais, revistas - todos falando a mesma coisa. Só que, quando abre a cortina, tem um monte de gente espiando atrás da cortina. É um olhando pro outro, é um negócio auto-referenciado. Poucas vozes ousaram investir contra esse clima.

Os jornais apostaram na beligerância entre PSDB e PT? Essa guerra acabou. Os jornais, com amadorismo, achavam que esse clima duraria até a queda do Lula. No dia seguinte às eleições, saem de cena Fernando Henrique, (Jorge) Bornhausen, (Tasso) Jereissati e os jornais e revistas que entraram nessa - eles só prosperam em tempos de guerra. As forças para pacificação são mais fortes do que as forças da guerra.

Fernando Henrique é outro que se queimou. Poderia ser um pacificador... Itamar e Sarney deram declarações, como ex-presidentes, com responsabilidade perante o país. E de repente vem o Fernando Henrique e solta a franga de uma maneira que deixa de ser referência.

Por que as irregularidades do governo Alckmin ficaram completamente fora da pauta da grande mídia, ao menos até as eleições?

A gestão dele em São Paulo, do ponto de vista administrativo, foi absolutamente medíocre e nunca foi avaliada. Então você pega a Secretaria de Educação. Numa entrevista, perguntei para ele: ''Governador, qual a sua proposta para as universidades federais?''. Ele respondeu: ''Vamos criar indicadores de acompanhamento''. E por que não criou nas universidades estaduais? ''Ah, porque isso poderia conflitar com o conceito de autonomia universitária''.

Olha o Rodoanel: quatro anos para resolver uma questão ambiental. Isso não existe. Mas, como precisava criar um anti-Lula, jogam o Alckmin como bom gestor - coisa que ele não era. Tem outras virtudes, mas não essa. E aí precisa vir o Cláudio Lembo e dizer que o estado está vendendo estatal para pagar contas. Imagina se isso fosse com o governo Lula? Aí começa a ficar explícita a perseguição da mídia.

sábado, novembro 25, 2006

América arranca empate heróico

Natal veste-se de vermelho novamente com Mecão na Série A

Aportei em Natal na metade da tarde de hoje. Com olhos fixos na TV e ouvidos no rádio, o torcedor do América é só alegria. O time natalense, num jogo heróico, arrancou empate dentro do Mineirão em Belo Horizonte contra o Atlético Mineiro (campeão da Série B) por antecipação. O jogo terminou há poucos minutos e a festa na capital está nas ruas. Vermelhou.

Depois de estar perdendo por 0 x 2, o time americano foi ao ataque e empatou a partida já aos 35 minutos do segundo tempo, com Max. Antes quem marcara foi Paulo Isidoro. O América banha Natal de vermelho outra vez. Antes, essa cor predominara no mês passado através da política, com a vitória à reeleição da governadora Wilma de Faria (PSB). Agora é no futebol que se sobressai.

Saiba detalhes sobre o jogo do América, classificado para a Série A de 2007, acessando este endereço abaixo:

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2006/11/25/ult59u107816.jhtm

Wilma também estará em Caico

Segundo alerta um webleitor, muito atento, na programação que Wilma de Faria (PSB) cumpre no Seridó hoje, está incluída - e não poderia faltar - a cidade de Caicó. Ela deverá chegar à noite à cidade, para comemorar sua vitória ao governo, o que não ocorreu até o momento.

Parlamentar do Ano será escolhido dia 6

O Comitê de Imprensa da Assembléia Legislativa marcou para o dia 6 de dezembro a eleição do Parlamentar da Legislatura e do Parlamentar do Ano, informa o jornalista Oliveira Wanderley (www.oliveirawanderley.zip.net).

Eleição ocorrerá na sala Alexis Gurgel, sede do Comitê, no horário das 10 da manhã às 17 horas.

Terão direito a voto os jornalistas associados ao Comitê e os que cobrem regularmente os trabalhos da Assembléia Legislativa.

A comissão eleitoral é formada pelos jornalistas Valdir Julião, Pinto Júnior e Bernadete Oliveira.

Além do Parlamentar de 2006, este ano será escolhido o Parlamentar da Legislatura, ou seja, o deputado que na visão dos jornalistas se destacou mais nos últimos quatro anos.

Wilma cumpre agenda hoje no Seridó

A governadora Wilma de Faria tem uma densa programação no Seridó, hoje. Em Currais Novos, participa do "Festival de Gastronomia Saboreando", realizado pelo Sebrae/RN.

À noite, Wilma estará em Cruzeta, na festa de emancipação do município. Cruzeta comemora 53 anos de existência.

Wilma ainda prestigiará o município de São Fernando, onde participará da Festa de Nossa Senhora do Patrocínio.

sexta-feira, novembro 24, 2006

COLUNA DO HERZOG (Segunda Edição)

BIG BLOG

PESQUISA – Pela pesquisa Consult divulgada ontem no Diário de Natal, Erick Pereira liderava a disputa à OAB com 43,39% das intenções de voto, enquanto Paulo Eduardo Teixeira, candidato da Chapa 1, aparecia com 32,23%. Maioria de 11,16% para Erick. Nas urnas, acabou prevalecendo o nome de Paulo Eduardo. Definitivamente, este não é o ano dos institutos de pesquisas no Rio Grande do Norte.

OPOSIÇÃO – No âmbito de Mossoró, a oposição numa campanha frenética conseguiu superar a chapa da situação, encabeçada por Severino Moura. O jovem advogado-professor universitário, Humberto Fernandes, obteve um feito: há mais de 30 anos que nomes tradicionais venciam pleitos à Sub-seccional da OAB. Agora, é transformar a enorme responsabilidade em trabalho produtivo, expurgando possíveis ressentimentos – naturais – de uma disputa democrática, vencida no voto.

ESPAÇO - Em Assu, tem causado grande impacto sobre a população a transmissão das sessões da Câmara Municipal. Por incrível que possa parecer, é um programa de grande audiência na tela da TV Cabo local, a Telecab. O eficiente “Big Brother” mostra para a comunidade aqueles especialistas em “nada consta” e os vereadores que realmente trabalham.

MORTE – Nossos pêsames à família do senhor Arnaldo Dunga, ex-vereador em Mossoró. Em tempos de verba zero, nada de subsídios, Arnaldo esteve no plenário da Câmara Municipal de Mossoró. Ele era pai de um nome bem conhecido e vinculado ao esporte potiguar, o ex-goleiro Miranda, com memoráveis atuações por Potiguar e Baraúnas, não obstante uma estatura mediana.

GERAIS

- A arquiteta natalense Maria Amélia Vasconcelos está com importantes compromissos de trabalho em Mossoró. Do seu talento está nascendo projeto imobiliário de peso na cidade, que promete ser um sucesso de vendas. Qualidade de vida em alta, pelo que vi.
- Uma bela e diversificada festa, a promovida a noite de hoje pela TCM (TV Cabo Mossoró) comemorando os seus quatro anos de vida.
- Lamentável a morte do humorista “Espanta”, ocorrida ao final da tarde dessa sexta, 24, na BR-304, sentido Natal-Mossoró (veja matéria abaixo). Cada vez que perdemos alguém que possui tamanho dom, o prejuízo é desmedido para a humanidade.

PENSANDO BEM...

"Política é a segunda profissão mais antiga do mundo, muito semelhante à primeira, aliás." (Ronald Reagan)

"Espanta" morre após várias capotagens

O acidente de carro que vitimou o humorista David Cunha (veja matéria mais abaixo), conhecido artisticamente como “Espanta”, aconteceu no KM 92,5 da BR-304 no sentido Natal-Mossoró.

Este Blog obteve informação de que o veículo de placas HXI-3456, um Astra, cinza, trafegava em altíssima velocidade, tendo à direção o próprio Espanta.

Ele teria morrido com múltiplas fraturas, mas nada pode ser afirmado decisivamente, em face do seu corpo – até a postagem desta matéria – não ter sido necropsiado. O filho do humorista, Kelson Cunha, 22, estava no mesmo veículo e teve apenas escoriações leves.

A avaliação inicial da Polícia Rodoviária Federal, é que David Cunha perdeu o controle do veículo, ocorrendo uma série de capotagens. O Astra ficou num matagal, distante mais de 100 metros da pista de rolamento bastante avariado.

OAB tem novos dirigentes eleitos pelo voto

Fim das eleições para presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seccional do RN e Sub-seccional de Mossoró.

No plano estadual, quem levou a melhor foi Paulo Eduardo Teixeira da Chapa 2, com 110 votos de maioria sobre Érick Pereira, o nome da Chapa 1.

Em Mossoró, a Sub-seccional da OAB tem êxito eleitoral de Humberto Fernandes da Chapa 1, derrotando Severino Moura da Chapa 2. A maioria de Humberto foi de 65 votos.

Humorista "Espanta" morre em acidente

O humorista David Cunha, conhecido por “Espanta”, morreu em acidente de carro na BR-304 ao final da tarde de hoje, 17h30, perto da comunidade de Palheiros.

Ele viajava em veículo próprio no sentido Natal-Mossoró. O artista faria show no Restaurante Cândidu’s (bairro Abolição I) à noite de hoje.

Até a hora desta postagem, o corpo de Espanta ainda estava preso às ferragens do veículo. Um filho do artista, que o acompanhava, escapou com vida.

Depois postarei mais informações sobre esse acidente.

Grupo Alves é focalizado no Página Certa

O jornal Página Certa (www.jornalpaginacerta.com.br) circulará a partir da tarde de amanhã, na região de Mossoró, com sua mais nova edição.

Entre as matérias especiais, uma é assinada por mim numa seqüência da série analítica das eleições deste ano, com conjectura sobre desdobramentos políticos para 2008 e 2010.

A abordagem é quanto ao futuro do sistema Alves e as conseqüentes perdas decorrentes do embate 2006.

Qualquer contato com o Página Certa, é só ligar este número: (84) 3314-0922

COLUNA DO HERZOG (Primeira Edição)

Com ou sem diploma

Está nas mãos do Supremo Tribunal Federal (STF) uma peleja que se arrasta há anos, em torno do diploma de jornalista. Preliminarmente, essa instância superior decidiu o seguinte até apreciação do mérito: os jornalistas não-formados e aqueles especialistas diversos, da arquitetura ao direito (no papel de colaboradores) etc, podem atuar nas redações.

Uma corrente fincada nos sindicatos e oligopólios poderosos de comunicação, há anos sustenta um purismo baseado na formação superior e na excelência de um ensino que eles não vêem nas faculdades. Noutra ponta, há os jornalistas empíricos, algumas empresas de comunicação e pensadores amparados na crença de que jornalista é uma atividade diferenciada, sem a necessidade do tecnicismo, ao contrário de ofício como o de médico. É assim no mundo moderno há décadas, dos Estados Unidos à Europa.

Particularmente, creio que a formação acadêmica – de qualidade – é meritória. Contudo, não-decisiva ao pleno exercício profissional. O mercado depura tudo.

Existem distorções profundas na concepção de luta dos defensores do diploma. Impressiona a naturalidade do raciocínio cartorial biruta que adotam. Um aluno de primeiro período de Jornalismo já pode atuar numa redação, mas quem labuta há dez anos ou mais nesse ambiente concorrido é satanizado, por não possuir diploma. A diferença entre o primeiro e o segundo é burlesca.

O estudante tem direito porque entrou na faculdade, enquanto o experiente jornalista nem como tal é visto, porque não fez o curso. Dá-se à academia o poder divinal de formar, apenas por alguém ter feito a matrícula ao curso. O prático de longo curso é ignorante e despreparado, sob essa mesma ótica cartorial.

Conheço exemplos de jornalistas de grande envergadura, que o são antes da formação acadêmica que tiveram. Cito, à guisa de ilustração, Cid Augusto (O mossoroense) e Nilo Santos (TCM) em Mossoró. Mesmo com considerável experiência prática e conteúdo intelectual, procuraram anos depois a faculdade para o acréscimo teórico, humildemente se postando como aprendizes.

Teoria e prática são complementares, não excludentes.

A bandeira sindical jornalística deveria estar centrada em liberdade real de expressão, respeito à cidadania e num corporativismo ampliado, nunca esse reducionismo pulha e hegemônico que só enxerga a capital. Ainda bem que a maioria não pensa assim.

No interior as pessoas também transpiram, doam-se ao jornalismo e muitas vezes são desdenhadas porque não conseguiram colocar um diploma dependurado na sala de casa. Mas o pior é a perseguição dos poderosos, que não aceitam o contraditório, acostumados ao elogio sob remuneração. Agem sabendo que o jornalista terá que se virar sozinho, pois sindicato o vê como uma nódoa.

Estão existindo vários choques e quebras de paradigmas nos últimos anos, também afetando a comunicação. Quem não estiver atento às mudanças vai terminar falando só. E aí, não há comunicação sem receptor. Com ou sem diploma.

PRIMEIRA PÁGINA

VALE E MOSSORÓ – A governadora Wilma de Faria (PSB) cumpre compromissos administrativos e sociais em nível de Assu e Mossoró hoje. À tarde, inaugura um centro de apoio à mulher, recuperação da RN-016 e reformas no Batalhão da Polícia Militar em Assu. Em Mossoró, entrega a Delegacia da Mulher e participa de festa de aniversário da TV Cabo Mossoró (TCM).

BALAIO DE BACURAUS – A festa que o Diretório Municipal do PMDB assuense prepara para amanhã, quando escolherá sua nova direção, pode não ser completa. Forças rivalizantes internamente promovem disputa por espaço, já visando as eleições municipais de 2008. A alta cúpula do peemedebismo que participa do evento, em especial com o senador Garibaldi Filho (PMDB), está tentando pacificar o ambiente, para evitar situações desagradáveis.

ESPAÇO – O grupo das deputadas Sandra e Larissa Rosado (PSB) vai ter espaço no primeiro escalão do governo estadual a partir de 1º de janeiro de 2007. Na verdade, o manterá. O professor Elpídio Carvalho vem segurando a pasta da Agricultura desde a saída de Laíre Rosado (PSB), marido de Sandra e pai de Larissa, em meados deste ano, dessa pasta. Hoje pela manhã, Sandra e Larissa conversaram demoradamente com a governadora na Governadoria sobre esse e outros temas políticos. Sabem que a Sethas é da cota direta e pessoal da própria Wilma de Faria.

CHEGANDO – Pelo menos dois deputados estão ensaiando vôo migratório antes da temporada 2006 terminar, no sentido oposição-governismo. O vôo sincronizado faz Nélter Queiroz (PMDB) e Ricardo Motta (PMN) rumarem ao acasalamento sazonal com o governo Wilma de Faria. Nélter cansou do peemedebismo e sonha numa disputa à Câmara Federal em 2010 representando o Seridó. Já Ricardo, sempre governo, está voltando para onde esteve quase todo o tempo desta gestão Wilma de Faria. Somente durante a campanha estadual deste ano fez vôo de reabastecimento de forças na campanha de Garibaldi Filho (PMDB). Com a derrotado de Garibaldi, nada mais lógico do que buscar a sombra frondosa do governo. E assim continua o vai-e-vém das aves políticas migratórias, mudando rotas ao sabor de suas necessidades de sobrevivência.

GERAIS

- Manoel-Wilma Wanderley e Jonathan Batista (TV União), Felinto Rodrigues Filho (FM 98), Jânio Vidal (Rede Tropical), Honório de Medeiros, Franklin Jorge, Ricardo Rosado, Alex Medeiros, Oliveira Wanderley e tantos outros amigos, aporto em Natal amanhã. Ah, a turma do Beco da Lama não perde por esperar. Vamos colocar a conversa em dia. Inté.
- Durante o dia de hoje, advogados de todo o RN participam de eleições à nova diretoria da Seccional da OAB e das subseccionais. São três chapas concorrendo em nível de Estado e duas no plano local, em Mossoró.
- Ah, Internert. Como é ruim esse serviço que dizem ser a rádio. Pra mim, à raiva.
- Todos os vivas do mundo à equipe da TV Cabo Mossoró, que faz festa por seus quatro anos hoje. Sucesso continuado.
- Quem aniversaria hoje é a assistente social Patrícia Leite, que tirando todos os defeitos, é gente boa. Saúde, Patrícia.
- Obrigado à leitura deste Blog a Miguel Rogério (Cosern), João Marques (Skill) e secretário de Planejamento do RN Vágner Araújo.

SÓ PRA CONTRARIAR

“Não deixe que o barulho da opinião dos outros cale a sua própria voz interior. (Steve Jobs)

quinta-feira, novembro 23, 2006

Vicente Serejo

Perseguição à cultura em Mossoró impressiona jornalista

Um assunto levantado por este Blog e que tem repercutido na imprensa do RN, é a demissão do poeta e contista Marcos Ferreira, que trabalhava na Biblioteca Municipal Ney Ponte, da Prefeitura de Mossoró.

Foi o “reconhecimento” do governo municipal a uma pessoa que recentemente ganhou prêmio em dois concursos nacionais de literatura e trabalhava de verdade. Um santo de casa que não faz milagre por pensar, em vez de apenas repetir loas aos inquilinos do poder.

Agora é o conceituado homem de cultura e jornalista Vicente Serejo que se entrega à questão, analisando-a com síntese e propriedade.

Leia abaixo, notas publicadas por Vicente Serejo no Jornal de Hoje:

INJUSTIÇA - A prefeita Fafá Rosado afastou o poeta e escritor Marcos Ferreira de Souza de suas funções junto à Biblioteca de Mossoró. Acredite: Gustavo Rosado aceitou cumprir a missão de comunicar o gesto.

ESTILO - Marcos, registre-se, além de poeta premiado nacionalmente, é assessor indispensável em qualquer biblioteca e tinha no vínculo seu único apoio. Quem sabe pagou o preço de ser um livre pensador.

ALIÁS - Certamente por ser morto todos os anos nas ruas de Mossoró é que a alma lampiônica renasce no país de Vingt-un Rosado. Esse tempo de intolerância é que Mossoró deveria enfrentar de verdade.

COLUNA DO HERZOG (Primeira Edição)

Obra e obra

A governadora Wilma de Faria aporta novamente em Mossoró. Será amanhã. Entre seus compromissos, inauguração da Delegacia da Mulher no bairro Nova Betânia.

A cidade ganha um equipamento necessário à valorização do gênero feminino, mas a obra pelas circunstâncias nebulosas com que nasceu, é um caso à parte. Há tempos eu não via tanto joguete com a lei, numa impressionante queda-de-braço do poder, onde se imiscuíram Estado, prefeitura, câmara de vereadores e Judiciário.

O cidadão e a cidadania foram usados como objeto de retórica, mas nunca estiveram no centro real do duelo que se travou. Valeu a força de quem pode. Independentemente de quem estivesse argüindo prejuízo e levantando argumentos apontando irregularidades quanto ao local da edificação, há uma perda quanto à crença nas instituições que deveriam zelar a lei.

Em qualquer Estado Democrático de Direito, a lei e a obediência à sua essência são primados ao fortalecimento da civilização. Por aqui, ainda convivemos com um leque de pessoas que insiste em exercitar o mando, para a glorificação estúpida de sua vontade.

Um terreno legal e originalmente destinado para construção de equipamento público, como praça etc, vira delegacia. Os bastidores desse lengalenga são inquietantes. As adoráveis mulheres não sabem o quanto foram ultrajadas, para receberem esse presente.

PRIMEIRA PÁGINA

JOSÉ – Leio no Jornal do Brasil, texto assinado por Tales Farias, apontando que o senador potiguar José Agripino teria conseguido fechar hermeticamente seu partido, o PFL, em torno do seu nome à disputa à presidência do Senado. O senador Jorge Bornhausen, um dos principais porta-vozes do pefelismo, avisa que haverá uma contenda renhida. “Vai ser pau a pau”, afirma ele à coluna de Tales.

PARTIDOS – Pelo menos à primeira vista não é possível identificar a partidarização da campanha da OAB, como alguns setores do meio andaram alardeando. As eleições amanhã prometem ser movimentadas, mas é esperar que se sobressaia o bom senso. E não custa dizer, num velho chavão, “que vença o melhor”.

MUDANÇAS – Não ficará somente na Gerência da Juventude a mudança no secretariado da prefeita Fafá Rosado (PFL). A entrada de Lupércio Luiz no lugar de Alexandre Capistrano não esvaziou poderes de ninguém. Foi decisão do grupo que comanda o governo, a partir da própria prefeita, mas por indicação direta do seu marido, o deputado estadual eleito Leonardo Nogueira (PFL). Outras peças sairão de cena. Na verdade, o governo precisa imprimir sua identidade própria. Por enquanto, é um arremedo do anterior e cometendo excessos imperdoáveis. Não é por acaso que o Ministério Público, mesmo que a grande maioria da imprensa não noticie, esteja pedindo reforço para apurar o amontoado de denúncias contra o governo.

TRI – A governadora Wilma de Faria (PSB) caminha para fechar o ano com outra vitória. Depois de dois turnos eleitorais, parte para outro teste, na Federação dos Municípios do RN (FEMURN). O nome do prefeito de Currais Novos, José Lins, marcha para se materializar como sucessor de Agnelo Alves, prefeito de Parnamirim, na direção da entidade. É o tri de Wilma. Vamos aguardar. Agnelo (veja matéria postada hoje, abaixo), anunciou que não vai topar briga pela Femurn.

GERAIS

- A segunda edição de ontem, desta coluna, não foi possível postar em tempo hábil. Participação num debate da TV Cabo Mossoró impediu-me de estar a postos aqui.
- A arquiteta Maria Amélia de Natal, com ousado projeto imobiliário, está esses dia em Mossoró cuidando de aspectos burocráticos para um lançamento em breve. Conheci a planta. Terá venda em escala superlativa e rápida, não tenho dúvidas.
- O grande Bartô Galeno é o entrevistado especial do programa Mossoró de Todos os Tempos, na TV Cabo Mossoró, canal 10, sob apresentação do professor Milton Marques. Será hoje às 19h com reapresentação no domingo em mesmo horário.
- Quem quiser saber detalhes sobre o debate promovido e transmitido pela TV União ontem, com os candidatos a Seccional RN da OAB, é clicar neste endereço: www.blogdoluis.com.br.
- Meu sinal da internet, pela Mikrocenter, continua devastador. Impossível se trabalhar a contento. Às vezes levo horas para postar uma simples matéria ou passar um e-mail.
- Obrigado à leitura deste Blog aos advogados Jerônimo Rosado, Severino Moura e Olavo Hamilton.

SÓ PRA CONTRARIAR

Quem se propõe a ser candidato a presidente da Femurn, contra Wilma de Faria?

Wilma almoça com Lula em Brasília

A governadora Wilma de Faria participa hoje, no Blue Tree Park de Brasília, de um almoço com o presidente Lula.

O encontro, que reunirá os aliados do presidente, foi organizado pelos governadores eleitos da Bahia, Jacques Wagner e de Sergipe, Marcelo Deda, além dos reeleitos Blairo Maggi, de Mato Grosso e Wellington Dias, do Piauí.

Wilma estará acompanhada em Brasília dos secretários Vagner Araújo, do Planejamento e Lina Vieira, da Tributação.

Do Blog de Thaísa Galvão

Aguarde ainda esta manhã, a Primeira Edição da Coluna do Herzog.

Érick Pereira lidera pesquisa à OAB/RN

A Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do RN tem o candidato Érick Pereira (chapa 2) em primeiro lugar na intenção de votos, segundo o Instituto Consult.

A pesquisa foi feita entre os dias 13 e 17 deste mês, ouvindo 242 advogados. O Diário de Natal de hoje publica a informação.

Erick Pereira lidera a disputa com 43,39% das intenções de voto, enquanto Paulo Eduardo Teixeira, candidato da Chapa 1 possui 32,23%. Maioria de 11,16%.

Já o terceiro colocado é Marcílio Mesquita, Chapa 3, com 13,22%.

Agnelo fica fora das eleições na Femurn

O prefeito de Parnamirim, Agnelo Alves (sem partido), garantiu em entrevista hoje pela manhã à FM 96 no programa “Jornal 96”, que está fora do processo eleitoral sucessório na Federação dos Municípios do RN (FEMURN). As eleições serão no dia 15 de dezembro.

Presidente da entidade, Agnelo comentou até que não revelaria em quem votará para sucedê-lo. Também voltou a assinalar, que “não disputarei mais qualquer cargo público”.

Mas, adiante, deixou a porta entreaberta: “A gente não tem certeza de nada (...) o futuro é incerto”.

Debate da OAB é marcado por civilidade

Apesar de existirem momentos pontuais de elevação de ânimo, no debate promovido ontem à noite, ao vivo, pela TV Cabo Mossoró (TCM), entre os candidatos a presidente da OAB/Mossoró, sobressaiu-se a civilidade.

Conversei com os candidatos Humberto Fernandes e Severino Moura logo após o duelo de idéias, propostas e estilos.

Disse a Humberto, por exemplo, que ele tinha sido deselegante em sua apresentação inicial. Protocolarmente desejou boa noite a várias pessoas e segmentos, não o fazendo em relação ao oponente. Ponderou, porém, que fora um “lapso de memória”. Nas considerações finais o candidato oposicionista reparou a gafe deselegante.

Severino Moura, um pouco mais leve após o programa, parecia confiante e satisfeito com sua performance. Sistematicamente sitiado pelo opositor como integrante de um grupo letárgico e cheio de “vícios”, ironizou: “Para estar há 38 anos na OAB como diz meu oponente, eu seria um Matuzalém”.

Um paradigma da educação no Estado, o professor e sacerdote padre Sátiro Dantas comentou sobre o debate: “Acho que poderiam ter sido mais incisivos, tocando em temas mais delicados como a corrupção de Estado etc”.

No programa, estudantes de faculdades de Direito de Mossoró e jornalistas pré-escolhidos fizeram perguntas aos candidatos. Num dos blocos, Severino e Humberto tiveram prerrogativa da indagação com os mecanismos da réplica e tréplica sendo amparados pelas regras da disputa. Uma comissão moderadora atuou discretamente agindo como filtro de eventuais excessos.

Nota 10 para a TCM, OAB e participantes em geral da iniciativa.

Procuradoria une os candidatos à OAB

No debate de ontem à noite pela TCM, entre os candidatos à presidência da OAB – Severino Moura e Humberto Fernandes – um ponto comum foi de defesa de pressão legal para realização de concurso para Procuradoria do Município de Mossoró.

Para Severino, a questão precisa contar com a mobilização da OAB. Humberto afirmou que vencendo as eleições de amanhã, partirá para defesa intransigente da seleção por concurso. Há anos os governantes municipais ignoram isso, optando por engrossar o cabide de empregos.

Saiba mais sobre esse assunto em poucos minutos.

Debate da OAB mostra estilos diferentes

O debate promovido à noite dessa quarta, 22, pela TV Cabo Mossoró (TCM) com os candidatos a presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)/Mossoró Humberto Fernandes e Severino Moura foi revestido de êxito. A emissora oportunizou um confronto de idéias e estilos entre ambos, no auditório da Faculdade de Medicina da Universidade do Estado do RN (UERN),

O programa ao vivo começou com a apresentação de cada um dos oponentes, sob a mediação da jornalista Regina Cunha. Humberto apostou no ataque à gestão atual da entidade, da qual Severino faz parte como vice-presidente. Esse, por sua vez, optou por advogar a continuidade com dinâmica.

- Esse grupo está há 38 anos comandando a OAB (...) com vícios que colocam a entidade distante da sociedade – asseverou Humberto.

Já Severino, com voz mais pausada, argüiu que o contendor já integrara os quadros da gestão que criticava. Para ele, não existiria esse conceito de mando centralizador e autocrático.

Saiba mais sobre o debate em poucos minutos

quarta-feira, novembro 22, 2006

COLUNA DO HERZOG (Primeira Edição)

A Sudene de novo

Um elenco de deputados, senadores e outros políticos oriundos da região Nordeste está reunido desde o início da manhã no Auditório da Confederação Nacional da Indústria (CNI) em Brasília. Em debate, a recriação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE).

A proposta em discussão é louvável. A Sudene desde sua criação há mais de 40 anos se revelou como importante locomotiva para o desenvolvimento do Nordeste, mas com o passar do tempo ganhou ares de uma autarquia para acomodação de apaniguados do poder. Gente que adorava não fazer nada e ganhar bem.

A exumação da Sudene, morta durante a era do presidente Fernando Henrique Cardoso, é significativa e a região espera por ela. Contudo, sem os vícios e desvios de finalidade que terminaram caracterizando boa parcela de sua existência “noutra vida”.

Que venha a Sudene!

PRIMEIRA PÁGINA

ANTÍDOTO – O prefeito de Pau dos Ferros, Leonardo Rego (PFL), regularmente ouvindo seu principal conselheiro, o pai e deputado estadual Getúlio Rego (PFL), estuda antídoto para o enfrentamento que o aguarda em 2008: a candidatura oposicionista à prefeitura do ex-prefeito Nilton Figueredo (PP). Nilton saiu bastante fortalecido dos dois turnos das eleições estaduais em Pau dos Ferros, levando apoio à governadora Wilma de Faria (PSB), ex-aliada de Leonardo. Foram duas vitórias de larga envergadura. Leonardo experimentará o gosto contrário do suporte da máquina do Estado, que esteve com ele nas eleições municipais de 2004.

BOTA FORA – Com duas derrotas acachapantes nas eleições deste ano no município, o prefeito assuense Ronaldo Soares (PP) agenda seriamente uma reformulação considerável em sua equipe de governo. Ronaldo não admite de público as alterações, mas o comentário no círculo íntimo do poder aponta para essa renovação já de olho em 2008, sucessão municipal. Pelo visto, não tem ninguém “imexível”.

LEGISLAÇÃO – O webleitor Ricardo Carvalho lembra que o filho da prefeita Fafá Rosado (PFL), Jerônimo, não poderá ser candidato a vereador em 2008, com sua mãe no exercício do cargo. Obrigado, Ricardo, por corrigir minha desatenção primária. A proibição é em face do parentesco de primeiro grau, como bem assevera a lei eleitoral. Mas seu grupo não ficará sem candidatura preferencial a vereador em 2008. A idéia, comenta uma pessoa próxima ao casal, é fechar uma bancada ‘própria’ (essa a expressão que ouvi ontem). Não sei para que esse esmero. A bancada que existe atualmente na Câmara de Vereadores, sem ninguém próximo, só perde em docilidade e servilismo para um eunuco chinês da Dinastia Ming.

PROBLEMA – O prefeito de Parnamirim, Agnelo Alves, estava no estúdio principal da FM 96 hoje em Natal, esperando para ser entrevistado no “Jornal 96”, quando teve que sair às pressas. Sua mulher e mãe do prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PSB), Celina, teve uma crise de hipertensão e foi levada com urgência para atendimento médico-hospitalar. Saúde para dona Celina.

GERAIS

- Hoje é dia de debate através do canal 10 da TV Cabo Mossoró (TCM), envolvendo candidatos a presidente da OAB mossoroense. Começa ao vivo às 20h, direto do auditório da Faculdade de Medicina.
- O vetusto jornal O Mossoroense vai pegar a onda dos blogs. Em seu saite (http://www.omossoroense.com.br/) em breve vão figurar nomes de sua equipe com essa ferramenta de mídia interativa. Quanto mais gatos, gatinhos. Pra frente. Sempre.
- Todos os aplausos à prefeita Fafá Rosado (PFL). A escolha de Lupércio Luiz, sem que isso se revele demérito para o exonerado Alexandre Capistrano, deixa a pasta da Juventude e do Esporte em boas mãos. Se receber condições de trabalho, o que não possuiu Alexandre, vai arrebentar. Sucesso, Lupércio.
- Obrigado à leitura deste Blog a Ricardo Victor (Brasília), Sérgio Vicente (São Gonçalo) e professor Marcelo Roberto (UNP Mossoró)

SÓ PRA CONTRARIAR

Cá para nós: não tem coisa mais edificante para um homem de bem do que ser tratado levianamente pela escória que em vez de biografia ostenta rico prontuário. O perigo é ser elogiado por essa récua. Deus me livre e guarde. Continuem falando mal.

Laíre Rosado evita disputa e lança Lahyrinho

O ex-deputado federal-estadual Laíre Rosado (PSB) não pretende abandonar a vida pública. Entretanto, não pensa – a princípio - em uma candidatura pessoal para 2008. Mas lança em primeira mão através deste Blog a postulação de seu filho caçula Lahyrinho Rosado a vereador.

Em depoimento agora pela manhã, ele é conciso e translúcido na abordagem do tema:

- Carlos Santos, agradeço seus comentários sobre a possibilidade de eu disputar uma cadeira à Câmara Municipal. Sem dúvida, isso em muito me honraria. Confesso que cheguei a pensar nessa hipótese – afirma Laíre.

E continua em sua exposição: “Acontece que é preciso dar vez aos novos. Lahyre Neto, que pretendeu disputar esse cargo, foi atropelado pela determinação de Vingt Neto (eleito vereador em 2000) em ingressar na vida pública. Depois, abriu mão para a candidatura de Larissa”.

Segundo o ex-deputado, “agora, chegou o momento dele realizar seu projeto, qual seja, disputar um mandato eletivo”.

Laíre Rosado, assinala, entretanto, que mesmo assim, “estarei sempre por perto da política”.

Nota deste Blog: lançamos a idéia sobre candidatura de Laíre Rosado a vereador, que ele entendeu o sentido, na Coluna do Herzog, Primeira Edição, ontem.

Agripino concorre a prêmio do melhor do ano

O concorrido saite Congresso em Foco promove este ano o “Prêmio Congresso em Foco”, para deixar em relevo parlamentares em destaque na Câmara Federal e Senado.

O senador potiguar José Agripino é o único parlamentar do RN – entre os três senadors e oito deputados - a constar da lista prévia. A votação acontece através da própria página na internet desse saite jornalístico.

Em solenidade a se realizar em Brasília no dia 19 de dezembro, os vencedores serão publicamente apresentados e premiados.

Saiba mais detalhes acessando este endereço:

http://www.congressoemfoco.com.br

Candidatos à OAB debatem hoje na TCM

Os candidatos à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em nível de Mossoró, Humberto Fernandes (OAB de Todos) e Severino Moura (Pela Ordem) debatem propostas e questões da entidade hoje às 20h. Será pelo canal 10, na TV Cabo Mossoró (TCM).

O programa será transmitido ao vivo pela TCM a partir do Auditório da Faculdade de Medicina.

Seis estudantes de faculdades de Direito da cidade e quatro jornalistas farão perguntas aos candidatos. Pelas regras, Humberto e Severino poderão fazer indagações entre si. A jornalista Regina Cunha, diretora da TCM, será a mediadora.

As eleições à OAB/RN serão realizadas sexta, 24, de 8 às 17h.

terça-feira, novembro 21, 2006

COLUNA DO HERZOG (Segunda Edição)

BIG BLOG

ESPERA – Pelo menos 132 suplentes de vereador em nível de Rio Grande do Norte estão roendo unhas, esperando que entre em pauta no Congresso Nacional, o Projeto de Emenda à Constituição (PEC), que versa sobre mudanças na composição das câmaras municipais no país. Se a matéria for aprovada por acordo de lideranças, Mossoró voltará a ter 21 vereadores em vez de 13, no próximo ano.

LEITOR – “Uma bela aula de civilidade. A leitora se declara assídua, envereda em uma opinião contrária ao blog e finaliza agradecendo pelas informações recebidas.O titular do blog valoriza a contribuição da leitora, faz uma réplica bem-embasada e termina com um abraço, saúde e paz. Ahhh! Como seria bom se tivéssemos mais discussões civilizadas como essa”. A mensagem é do webleitor Samuel Júnior, em referência ao diálogo travado por este blogueiro com a webleitora Camila Pimentel (veja matéria postada nesta terça, 21, sob o título “A palavra de quem nos ler”). Obrigado pela contribuição.

BAMBINOS – Como a política mossoroense nunca se renova e sempre consegue o feito de copiar seus vícios, a "novidade" corrente prevê duelo bipolarizado para 2008. De um lado, no rosadismo, o jovem Lairinho Rosado, filho do casal Laíre-Sandra Rosado (PSB). Na outra extremidade, Jerônimo Leonardo, rebento da prefeita Fafá Rosado (PFL) e do recém-eleito deputado estadual Leonardo da Vinci Nogueira (PFL). A idéia é criar um clima de rivalidade, para proporcionar a eleição de ambos à Câmara Municipal. Eureca.

FORÇA-TAREFA – Uma numerosa equipe de auditores da Saúde Federal está de malas afiveladas para aportar em Mossoró. Será mais uma etapa de trabalho minucioso na Gerência da Saúde da Prefeitura de Mossoró. As investigações têm a ver com o escândalo que pipopou há pouco mais de dois anos, denominado de “A máfia dos homens de branco”, envolvendo a fina flor da medicina e do poder público local.

DA REDAÇÃO

- Vai ser no próximo dia 25, às 23h, a “I Calourada da Comunicação”, na Boate Etnia em Mossoró. Festa dos estudantes de Comunicação da Uern.
- Uma equipe de produção do SBT-São Paulo circulou por Mossoró hoje. O pessoal é do “Programa Legal”, apresentado por Gugu Liberato. O diretor de externas do programa, Walter Wanderley, e a repórter Silvana Kieling fizeram trabalho sobre uma pessoa desaparecida, focalizando um quadro apresentado por Gugu.

PENSANDO BEM...

“Se me fosse dado a escolher entre o ódio e a ingratidão, preferiria mil vezes odiar a ser ingrato”. (Dom Nivaldo Monte)

Demissão de poeta é associada à 'arte'

Os registros que este Blog fez há poucos dias, sobre a demissão da Prefeitura de Mossoró do escritor e poeta Marcos Ferreira, continua repercutindo.

O fato de Marcos ocupar cargo na Biblioteca Municipal, ser premiado nacionalmente e, de verdade, significar um lampejo de cultura num ambiente de faz-de-conta, mostra como as autoridades municipais tratam seus valores. Como trabalhava, cumpria expediente, era competente e não afeito à bajulação endêmica, acabou expurgado.

Um webleitor, que conhece como poucos os meandros do poder, mas pede para não ser anunciado, escreve um texto que retrata bem por que Marcos não ganha prestígio e reconhecimento em sua terra. Leia o texto abaixo:

A vida imita a arte

"Carlos Santos, quando vi a notícia da demissão de Marcos Ferreira, me veio logo à mente a remota lembrança de uma peça encenada lá no auditório da Facem, no começo dos anos oitenta, cujo titulo, honestamente, não recordo.

A personagem, interpretada pela genial Tony Silva, lá para as tantas, numa interação com a platéia, descia do palco e perguntava a um espectador onde ele trabalhava. Fazendo de conta que tinha obtido como resposta a Esam (hoje Ufersa), ela aumentava o tom da voz e com espanto dizia: ‘Na Esam? Você tão branco assim.... Se fosse pelo menos rosado!’

Então, amigo, repito a personagem, depois de tantos anos: ‘Marcos, você tão moreno... Se fosse pelo menos rosado.’Ainda, por riba de tudo, para desvantagem do poeta, ele dava expediente... Se pelo menos ele morasse em Natal, Fortaleza ou Alemanha, tudo bem. Saudaçoes"

Nota deste Blog: mais claro, impossível. Além de verdadeiro.

Betinho vê crise "forjada" nos aeroportos

Para o deputado federal Betinho Rosado (PFL), a crise nos aeroportos brasileiros é “forjada”.

A opinião ele emitiu hoje no programa “Primeira Página” da TV Câmara dos Deputados.

Na ótica do deputado mossoroense, o impasse entre controladores de vôos e governo federal “é possível de ser superada”. Em sua avaliação, “A infraero precisa ter uma intervenção mais decisiva”.

Prefeitura dá posse a Lupércio Luiz

O ex-vereador e comentarista esportivo (Rádio Globo de Natal) Lupércio Luiz de Azevedo assumiu agora há pouco a Gerência Executiva da Juventude da Prefeitura de Mossoró.

A solenidade de posse aconteceu no Palácio da Resistência, sede do governo municipal, sob a presidência da prefeita Fafá Rosado (PFL).

Residindo há vários anos em Natal, Lupércio foi convidado para substituir o ex-candidato a vereador Alexandre Capistrano (PFL), filho do ex-prefeito Antônio Capistrano (PC do B).

Segundo a justificativa governista, à saída de Alexandre, a mudança ocorreu porque o seu pai apoiara a governadora Wilma de Faria (PSB) ao governo este ano, em vez de Garibaldi Filho (PMDB), nome preferencial do sistema de Fafá.

COLUNA DO HERZOG (Primeira Edição)

Por que não?

O ex-deputado federal Laíre Rosado (PSB), que muitos dizem ter dependurado as ‘chuteiras’ à disputa político-eleitoral, não pode ser descartado para 2008. Entretanto, seu papel poderá ser bem mais estratégico do que simplesmente figurar numa cabeça de chapa majoritária. Não se deve ignorar, que Laíre possa surgir como puxador de votos numa chapa à Câmara de Vereadores.

Ninguém veja isso como demérito, para um homem que já foi deputado estadual, deputado federal e secretário de Estado. Em sociedades mais avançadas, políticos que atingiram elevados postos na nação costumam retornar à terra-nativa, cumprindo mandatos de menor envergadura na escala de poder. É a ratificação do laço afetivo com seu lugar.

De outro lado, Laíre enriqueceria produtivo-intelectualmente um poder que há anos decepciona a sociedade.

A Câmara de Vereadores não apenas diminuiu numericamente seus quadros: saiu de 21 para 13 componentes. Há uma pobreza famélica em termos de espírito público e trabalho voltado à comunidade. Não se consegue fazer o básico, como fiscalizar e fazer leis. É apenas sala contígua da sede do governo municipal.

É descabido que em profundo decréscimo no capital de votos, tanto nas eleições municipais como proporcionais (vejam os exemplos deste ano), o rosadismo continue fazendo política em âmbito caseiro. Laíre pode levar consigo vários nomes da confiança do seu sistema político à Câmara de Vereadores, encabeçando chapa proporcional.

Os números são grandiloquentes, revelando o esvaziamento continuado do rosadismo – que eu vinha preconizando há tempos em comentários. Os fatos falam por si. A oposição rosadista contou com seis vereadores eleitos em 2004 e hoje não tem um. Isso não ocorria desde 1948, ou seja, há quase 60 anos.

Se as eleições municipais fossem hoje, não haveria sequer uma opção interna em condições de disputar a prefeitura, a não ser – de novo – alguém da própria família. O rosadismo resume-se à própria casa do ex-deputado, com sua mulher Sandra (deputado federal) e a filha Larissa (deputada estadual). O encolhimento o empareda, deixando-o com a obrigação de se reciclar, ou admitir que o fim é iminente.

Se meu arrazoado for pobre demais, posso ainda acrescentar um detalhe histórico: o grande líder Vingt Rosado (falecido em 1994), sogro de Laíre e pai de Sandra Rosado, debutou na política como vereador Foi eleito em 1948, enquanto o irmão Dix-sept ganhava a prefeitura.

Por que não Laíre a vereador?

PRIMEIRA PÁGINA

ALTO LÁ – Ninguém espere uma postura incisiva da senadora eleita Rosalba Ciarlini (PFL), na tribuna do Senado, seguindo a receita bate-estaca do líder estadual do PFL, senador José Agripino. A orientação do seu marido e mentor, ex-deputado Carlos Augusto (PFL), é para assumir um comportamento light quanto ao governo Lula. José Agripino tem tudo para ficar falando sozinho contra o governismo, na chamada Alta Câmara. E ninguém veja como impossível que Rosalba migre para uma legenda da base aliada do governo Lula. Impossível, em política, “é elefante voar”, dizia um político mineiro.

PARA LIBERAR – As emendas ao Orçamento Geral da União (OGU) pretendidas pela governadora Wilma de Faria (PSB) terão alento maior para serem operacionalizadas em 2007. Em sua conversa com o presidente Lula recentemente, onde revelaram extrema afinação, ela adiantou parte considerável desses pleitos, como a duplicação da BR-304 entre Natal e Mossoró. O grande dificuldade não é botar a emenda no OGU e, sim, fazê-la acontecer no cofre do Estado.

MENOS – A governadora Wilma de Faria superou-se. A promessa de fim do analfabetismo no RN em quatro anos que ela fez, em entrevista à imprensa da capital, deixaria até o ex-ministro José Dirceu ruborizado. O Zé, em seminário realizado pelo Jornal de Fato este ano, quase leva as pessoas sérias ao riso frouxo, quando afirmou que o governo continuado do PT alcançaria essa meta em dez anos. Não conheço um único caso, em qualquer tempo, de uma civilização obter esse feito em tão curto período. A menos que se produza da junção da informática e da nanotecnologia, algum chip para encaixe cerebral, que gere tal maravilha da ficção científica.

PARA 2008 – O PMDB de Assu está em ebulição. No próximo sábado a sigla realizará convenção municipal, quando formará seu novo diretório. O empresário Hélder Alves poderá continuar na presidência. O partido se organiza para novas lutas. Internamente, o vice-prefeito dissidente Zeca Abreu, que não conseguiu se eleger a deputado estadual, almeja indicação a prefeito em 2008. O sobrinho Arnóbio Júnior (filho do falecido deputado estadual Arnóbio Abreu) também é muito citado. Rachado, o governismo municipal - do qual o PMDB faz parte - sofreu duas derrotas humilhantes ao governo estadual, em dois turnos, este ano.

GERAIS

- A lendária banda de rock, Deep Purple, vai se apresentar no dia 1º de dezembro no Rio Centro no Rio de Janeiro. Imperdível, logicamente para quem pode e gosta. No meu caso, só preencho o segundo requisito.
- Segundo me confirma a jornalista Regina Cunha, dirigente do setor jornalístico da TV Cabo Mossoró (TCM), está tudo afiado para o debate amanhã, ao vivo, direto do auditório da Faculdade de Medicina de Mossoró, com os candidatos à OAB local. A transmissão será ao vivo a partir das 20h
- Obrigado à leitura deste Blog ao escritor e ex-bancário Gilbamar Oliveira, advogado Jefferson Simão e ao empresário Patrício Português.

SÓ PRA CONTRARIAR

Será que vão produzir novas emendas “cruzadas” beneficiando fundações de políticos para o Orçamento Geral da União 2007?