CARLOS SANTOS ON LINE

Blog jornalístico editado e postado no Rio Grande do Norte (Brasil)

Minha foto
Nome:
Local: Mossoró, RN, Brazil

Jornalista, atuando profissionalmente há mais de 21 anos, com experiência em jornal impresso, TV, revista, rádio, webjornalismo e mídias alternativas, além de assessorias político-empresariais. CONTATOS: herzogcarlos@gmail.com

segunda-feira, novembro 06, 2006

COLUNA DO HERZOG (Primeira Edição)

Uma cota de lembrança para Raimundo Soares

Ontem no jornal O Poti, a viúva Iolanda e filhos do ex-prefeito e ex-deputado mossoroense Raimundo Soares de Souza publicaram uma modesta nota. Em reduzido espaço, numa página secundária, lembraram os 10 anos de sua morte no distante 30 de outubro de 1996.

Lamentável que a família de um vulto como Raimundo precise se cotizar para não deixar morrer sua imagem. Raimundo reunia qualidades raras nos políticos contemporâneos: era culto, inteligente, probo e detentor de enorme espírito público. Fez da política um fim, nunca um meio de enriquecimento para si, familiares e lacaios.

De sua mente nasceu o que hoje conhecemos como Universidade do Estado (UERN) e Universidade Federal (UFERSA). Só por isso, Raimundo deveria ser permanentemente lembrado. Entretanto, Mossoró adora exaltar valores menores, subprodutos morais e uma borra política – com exceções honrosas - que não teria condições de se ombrear com esse personagem.

Advogado brilhante, tribuno arrebatador, intelectual, pai extremoso e um cidadão de bom trato, Raimundo foi prefeito num tempo em que o normal era deixar o cargo público para trás, sem que uma parte do bem coletivo fosse anexada ao patrimônio privado. Hoje, essa mistura contábil é tão comum, que muitos a vêem como normal. A exceção ao hábito é que seria uma anomalia.

Numa sociedade que faz festa a uma suposta vocação libertária, além de brincar de querer ser Capital Brasileira da Cultura, é patético o esquecimento nesse caso. Mas tenho cá minhas dúvidas se, na verdade, não estamos diante de mais um fato comprovado de “queima de arquivo”. Da destruição da biblioteca de Alexandria à inquisição medieval, passando pelo extermínio dos Romanov na Rússia bolchevique, a imaginação dos dominadores nunca mudou. Só a forma. Cada um faz sua fábula e trata de apagar o que não lhe convém.

O procedimento é comum em regimes ficcionais, totalitários e menores, que precisam gerar lendas capazes de enaltecer feitos duvidosos, em detrimento da saga de heróis de verdade e benfeitores de carne e osso. Produz-se um modelo laboratorial de cultura, onde mocinhos e bandidos são previamente escalados em papéis estanques, mutilando-se a verdade no primeiro ato teatral. Daí por diante a mentira vira regra compulsória.

Temos em evidência, a sistemática intenção de apagar da memória do povo o relevo de biografias como a de Raimundo. Outros nomes também estão proscritos e mais alguns o serão adiante. Em muitas situações, um leque de lorotas é empurrado goela abaixo – em especial da juventude -, como se fora feito homérico.

Esse aparato todo mascara uma vigarice ultrajante. Lembra, sem a graça do original, “Tartufo” de Molière. Seu jeito polido, no fundo, apenas escondia um fariseu sem escrúpulos. Essa hipocrisia no tablado é digerível, mas na vida real precisa ser tratada com ferocidade purificadora. Salve, mestre Raimundo Soares!

PRIMEIRA PÁGINA

PORTUGUÊS – Num momento em que a indústria da especulação começa a produzir nomes de pré-candidatos a prefeito dos mais variados municípios do RN, é bom se incluir o do empresário “Patrício Português”, do grupo industrial Multdia. O sofrido e espoliado município de Tibau, pertinho de Mossoró, sistematicamente arrasado pelos seus administradores, merece o bem-sucedido Patrício. Se ele for convocado, não tenho dúvidas, abraçará a luta.

BRECHA – Ninguém fique a proclamar a morte política do resistente deputado estadual não-reeleito Francisco José (PMN). Seu desempenho eleitoral modesto, que não o levou à reeleição, ainda assim o credencia a se manter no tabuleiro político de Mossoró e com olhos no futuro. Quando muitos acreditavam que afundaria, resistiu heroicamente e obteve 11.550 votos em Mossoró, além de 15.120 no Estado. De quebra, em nível de Mossoró, ajudou a Fábio Faria (PMN) a alcançar 4.134 a deputado federal. O “irmãozinho” está muito vivo. Pode anotar. Tem um pé no governo Wilma de Faria (PSB) e outro no da prefeita mossoroense Fafá Rosado (PFL).

SECRETÁRIO – O deputado federal e vice-governador eleito Iberê Ferreira (PSB) deverá ser o próximo secretário da Agricultura do RN, substituindo a Elpídio Fernandes, espécie de lugar-tenente do rosadismo no governo Wilma de Faria. Um bom sinalizador da mudança no próximo governo é a viagem que Iberê tem marcada para Barcelona (Espanha), onde participará da Feira Mundial de Agricultura e Agronegócios. Na verdade, pelo prestígio reforçado durante a campanha, Iberê está à vontade – em alta – com a governadora reeleita.

SINAIS – Ninguém precisa se fazer de desentendido, se 'por acaso', só se for por acaso, lógico, o rosalbismo e o núcleo do rosadismo se unirem um pouquinho adiante. Em sua TV Mossoró, a deputada Sandra Rosado (PSB) lamentou a não-eleição do primo e adversário Betinho Rosado (PFL), mas se pôs a serviço novamente de Mossoró “ao lado da senadora Rosalba”. Noutra emissora, a senadora eleita Rosalba Ciarlini (PFL) avisou que dará as mãos com Sandra, advogando as aspirações do município, em face da não-reeleição do cunhado Betinho. E assim caminha a humanidade...

GERAIS

- A seção “A palavra de Dorian Jorge Freire”, publicada dominicalmente em “O mossoroense”, precisa ser lida pelos estudantes de comunicação, novos e calejados jornalistas. A mais recente crônica, “Triste retorno”, talvez ajude muito de nós a descer do pedestal, onde muitas vezes nos colocamos por vontade unilateral e inflados pelo ego desmedido.
- A TV Cabo Mossoró promoverá debate entre os candidatos a presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em nível de Mossoró. Será no próprio estúdio da emissora, ao vivo, às 20h do dia 22 próximo.
- DJ com uma das maiores audiências da radiofonia mossoroense, Gilson Cardoso (FM 93) capotou em seu carro, no sábado, 5, em estrada carroçável a 3 Km de Mossoró, mas só contabilizou prejuízos materiais. Está inteiraço. Saúde, amigo.
- Toda a saúde do mundo para o repórter social Sérgio Chaves, do Jornal de Fato, que passou por seriíssimo problema renal. Fé em Deus e na vida, meu caro.
- Obrigado à leitura deste Blog a José Otávio Freire Diógenes, Eduardo Nonato Campos e Ricardo Rosado (Faz Propaganda).

SÓ PRA CONTRARIAR

Não confundir política cultural com incultura política, por favor.

6 Comentários:

Anonymous Ricardo Borges disse...

Prezado Carlos Santos,

Ao acessar o seu "Blog" hoje, 06/11/2006, deparei-me com o relato de tão notável jornalista que é você. Tive o prazer de conviver com a família de Raimundo Soares, onde tive relação de amizade com os seus filhos: José Walber, Silvério e Arlan. O jornalista narrou muito bem a atual situação da "cota de lembrança" de tão importante e culto político do nosso torrão natal, Mossoró. A atual geração política da cidade oriunda dos "Monxorós", não pode desprezar, esquecer e esnobar àqueles que no passado deram a sua saúde pelo desenvolvimento de nossa cidade. Parabéns amigo pela matéria exposta em seu "Blog", mantenha astutamente o seu ponto crítico aos acontecimentos na região Potiguar.


Abraços,
Ricardo Borges

4:15 PM  
Anonymous Jorge Vital disse...

Raimundo Soares merece mais respeito e ser lembrado por todos os mossoroenses de bem.

Jorge Vital

4:22 PM  
Anonymous José freire disse...

Carlos santos vocë nao poderia ser mais feliz num comentário como esse aí, eu conheci o doutor raimundo, era adolescente e vi e ouvi muito de sua inteligencia.
Parabéns jornalista carlos Santos.

José Freire de Brasília

4:34 PM  
Anonymous Amadeu Marques natal disse...

raimundo,doutor duarte filho, mota neto, edilson moura e outros políticos que nao sao rosdados sao esquecidos de proposito mesmo.

Amadeu marques

4:43 PM  
Anonymous Franco Pádua de Melo disse...

Concordo em genero e a grau. Parabe'sn.

Franco pádua de melo

4:45 PM  
Anonymous Jurandir firmino disse...

Raimundo é o mais brilhanrte dos prefeitos que tivemos, pode ter certeza.

Jurandir firmino São Paulo-SP (sou mossoroense da gema e estou com saudades daí)

4:56 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial