CARLOS SANTOS ON LINE

Blog jornalístico editado e postado no Rio Grande do Norte (Brasil)

Minha foto
Nome:
Local: Mossoró, RN, Brazil

Jornalista, atuando profissionalmente há mais de 21 anos, com experiência em jornal impresso, TV, revista, rádio, webjornalismo e mídias alternativas, além de assessorias político-empresariais. CONTATOS: herzogcarlos@gmail.com

domingo, dezembro 31, 2006

A você, meu webleitor

Crônica do nosso tempo; a vida não é virtual

O comum, nessa desembocadura do calendário, é nos apegarmos a um inventário formal ou informal. Na vida contábil intitula-se “fazer balanço”. Como pessoa natural, não importa a expressão em evidência que utilizemos. O exercício anual de perdas e ganhos copia a relação de ativos e passivos da figura jurídica.

Há sempre perdas e ganhos. Eis uma verdade incontestável.

A leitura fria que fazemos de cada fato, está centrada no impacto instantâneo que ele provoca em nós. Respeito as oferendas ao mar, não tenho por que desdenhar das simpatias e crendices que fixam o homem na terra, de olhos focados nos céus. Todos os gestos exaltam a mesma fé, pelos labirintos que podem nos levar a Ele.

Creio, entretanto, que é fundamental nesse levantamento um mergulho no ‘eu’, com a frieza de uma pergunta: o que fiz de melhor ao meu tempo?

Numa época em que os valores primários estão cada dia mais esgarçados, se volatizando entre nossos dedos, ficamos em dúvida ou mesmo tentados à ruptura. Vale o vale-tudo? Que modelo de felicidade estou construindo? O ter continuará sendo o motivo do ser, numa convivência planetária de tantas contradições e injustiças?

Em entrevista a determinada emissora de rádio, ladeio e ouço atentamente um amigo falando sobre administração pública. Em certo momento, ele vai ao paroxismo da didática. Exuma a essência universal que se encontra do budismo ao cristianismo: “Não faça a outrem o que não queres que façam a ti”. Simples.

Se na pragmática relação de números e contas da gestão estatal, a pregação tem tamanho peso, ela deveria ser mais simplificada e usual entre homens e homens, gente e gente. Mas não é assim que acontece.

O que fiz de melhor ao meu tempo em 2006? Pergunto-me secamente nessas horas que antecedem à ‘virada do ano’.

Espalhado no universo da Internet, essa infovia sem limites e tão impactante como um big-bang celestial, vejo-me recomeçando. A gênese é a vontade de viver, acrescentar, de oferecer uma contribuição que não represente apenas um passatempo pessoal ou ofício de suposta inspiração intelectual. Estou novamente no jogo. Na área. Era o mínimo que precisava. Agora é comigo.

De novo borbulha a vida. Não me perco nos escaninhos do desconhecido porque me reencontro fazendo o que me destinei a realizar há mais de 20 anos. Não tenho a veleidade de mitificar a labuta, de esperar dela a fortuna pecuniária ou o reconhecimento universal. Está em paz com a consciência, é a bússola que preciso para continuar renascendo a cada dia e descobrindo que ao contrário do que se proclama, não vivemos num mundo virtual.

Foi através do Blog, da Internet, que a interação solidificou uma imensa relação entre jornalista e webleitores, muitos dos quais transformados em amigos. O melhor que levo para o amanhã é isso. Aí do outro lado e também diante de um visor encandecente de computador, a alta tecnologia que turva a vista, não conseguiu embaçar a fraternidade nem oprimir a existência. Somos gente, máquinas não. Há humanidade aqui.

Feliz 2007, meu webleitor de carne e osso.

Wilma toma posse no Alberto Maranhão

A governadora Wilma de Faria, reeleita em 29 de outubro, será empossada no próximo dia 1° de janeiro de 2007, juntamente com o vice-governador Iberê Ferreira de Souza. A solenidade está marcada para as 18h no Teatro Alberto Maranhão. De lá, a governadora seguirá em carro aberto até o Palácio da Cultura.

Wilma de Faria foi a primeira mulher a governar o Rio Grande do Norte. Também foi a primeira deputada federal, eleita em 1986, cuja atuação recebeu nota 10 do Diap, órgão que avalia o desempenho dos parlamentares.

Em 1988, marcou mais um capítulo da história política do Estado ao ser eleita a primeira prefeita de Natal, cidade que administrou por três mandatos, em 1988, 1996 e 2000, quando se reelegeu no primeiro turno.

Elegeu-se governadora, a primeira do Rio Grande do Norte, em 2002, liderando uma frente de pequenos partidos. Recebeu 61% da votação no segundo turno: 820 mil votos, com 300 mil de maioria.

Wilma de Faria nasceu em Mossoró e cresceu no Seridó. Tem quatro filhos e é professora. Licenciou-se em letras na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, com especialização em sociologia e mestrado em Educação.

Entrou na vida pública priorizando o trabalho pela mudança social. Em 1979, assumiu a presidência do MEIOS (Movimento de Integração e Orientação Social)e, em 1983, a Secretaria de Trabalho e Bem-estar Social. Começou ali o trabalho voltado para os trabalhadores, as crianças, as mulheres, os jovens e os idosos. (Texto da Assessoria de Comunicação do RN)

Rosalba prestigia posse na capital

Com estada em sua casa de praia (Tibau, a 42 km de Mossoró) há vários dias, a senadora eleita Rosalba Ciarlini (PFL) passa o reveillon à beira-mar como costuma fazer. Entretanto, no dia 1º de janeiro, tem compromisso na capital.

Ela adiantou que estará presente à solenidade de posse da governadora Wilma de Faria (PSB) e do vice-governador eleito Iberê Ferreira (PSB), às 18h dessa segunda, não obstante a condição de adversária política de ambos.

Wilma avisa que equipe é escolha sua

Entrevistada pelo jornal Tribuna do Norte, edição deste domingo, 31, a governadora Wilma de Faria (PSB), deixou claro que ocorrerão “ajustes” e não uma reforma administrativa para o segundo governo, que começa nesse dia 1º, amanhã, data de sua posse.

Esclareceu ainda, que sua equipe é eminentemente escolha sua, pessoal. Cá pra nós: só duvida disso quem não a conhece.

Veja esse trecho da entrevista onde diz o perfil da nova equipe:

“Todos os secretários têm de ser políticos. O que é importante é que eles não estejam na secretaria pensando na sua eleição. Eles têm de estar na Secretaria pensando politicamente no governo. E eles têm de ter um perfil técnico para exercer aquele cargo. Isso é fundamental. Mesmo indicados pelos partidos, quem vai escolher os secretários sou eu. Eles (os partidos) darão as opções e eu vou ver a questão do perfil”.

Wilma vê preconceito contra a mulher

A governadora reeleita Wilma de Faria (PSB) é destaque hoje na edição dominical da Folha de São Paulo. Ela encarna reportagem especial com três governadoras, que consensualmente admitem – ou observam – ter sido vítimas de preconceito dentro do contexto político.

Veja abaixo a íntegra da matéria:

Eleitas governadoras de Estados de diferentes regiões do país, as únicas três mulheres que foram alçadas ao posto nestas eleições dizem que sofreram discriminação durante a campanha eleitoral.

Ana Júlia Carepa (PT), eleita no Pará, Yeda Crusius (PSDB), eleita no Rio Grande do Sul, e Wilma de Faria (PSB), reeleita no Rio Grande do Norte, afirmaram à Folha terem sido alvo de preconceito e ataques machistas de seus adversários.

Ana Júlia Carepa, 49, diz que enfrentou uma campanha eleitoral violenta por parte do adversário, o ex-governador Almir Gabriel (PSDB). "Fui muito atacada, principalmente no segundo turno, pelo fato de ser mulher e separada. Fui chamada de vagabunda, puta, tinha até adesivo "xô galinha'", diz a governadora eleita, que iniciou a carreira política em 1992 como vereadora de Belém.

Divorciada há oito anos e mãe de dois filhos, ela conta que o preconceito tinha como objetivo desqualificá-la. "Não casei de novo, tenho namorado. Isso foi usado. Tinha músicas me parodiando, me chamando de burra."

Por meio de sua assessoria, o ex-governador Almir Gabriel (PSDB) negou discriminação contra Ana Júlia. "Durante a campanha não houve solicitação ou questionamento de direito de resposta por discriminação [por parte da candidata]. Não tem cabimento dizer agora que teve discriminação ou ofensa com relação a esta questão de ser mulher."

Yeda Crusius, 62, também diz ter enfrentado uma campanha agressiva, principalmente no segundo turno contra Olívio Dutra (PT), em um Estado considerado "machista". "Os ataques foram de um cunho totalitarista porque eu escolhi morar no Rio Grande do Sul com um marido gaúcho. Aqui tive meus filhos e meus netos. Fui atacada por ter nascido em São Paulo. Isso me lembrou um pouco do viés totalitarista, não ser da raça gaúcha", diz.

Ela ingressou na política como ministra do Planejamento, Orçamento e Coordenação, em 1993, durante o governo de Itamar Franco.Wilma de Faria, 61, mãe de quatro filhos e divorciada, diz que o preconceito que sofreu também foi motivado por ter se separado.

"Desde que ganhei minha primeira eleição, eleita prefeita de Natal, em 1988, sofro discriminação. Hoje, é subliminar. As pessoas me aceitam porque me consideram boa administradora. Como me divorciei [em 1990], sofro preconceito. As mulheres que estão na vida pública, quando se separam, são consideradas pessoas fora do tradicional."As governadoras eleitas dizem que conseguiram reverter as discriminações e que ser mulher ajudou a contra-atacar adversários, sem utilizar, no entanto, "as mesmas armas".

Para Ana Júlia, os ataques do adversário atingiram mulheres que são chefes de família -o que é comum no Pará. "Isso, então, foi contra ele", afirma.

Já Yeda afirma que foi premiada por ser mulher. "Neste ano [ser mulher] fez a diferença, porque a mulher política foi olhada com dupla análise. Primeiro, por ser mulher vencedora na política e candidata competitiva. Em segundo, porque nesse período em que o Brasil foi sacudido e indignado por permanentes denúncias de corrupção não houve associação com a mulher na política. E o eleitorado quis premiar isso."

Poesia e Música (Oswaldo Montenegro)

A lista

Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais
Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar
Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar
Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora
Hoje é do jeito que achou que seria?
Quantos amigos você jogou fora
Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber
Quantas mentiras você condenava
Quantas você teve que cometer
Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você
Quantas canções que você não cantava
Hoje assobia pra sobreviver
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você

Oswaldo Montenegro – Cantor e compositor

Acesse este endereço abaixo e veja clip da música:

http://www.youtube.com/watch?v=WeLCRqoq2rU&mode=related&search=

sábado, dezembro 30, 2006

Wilma pode importar nome para Turismo

A governadora Wilma de Faria poderá trazer um nome de fora do estado para comandar o Turismo no Rio Grande do Norte. Wilma não estaria contente com os resultados obtidos pelo turismo nos últimos quatro anos.

Um dos nomes cotados é do atual secretário de Cultura e Turismo da Bahia, Paulo Renato Dantas Gaudenzi. É um nome respeitado nacionalmente na área do turismo.

Um dos que defende a nomeação de um nome de peso para a área de turismo é o deputado Robinson Faria, presidente da Assembléia Legislativa.

Em conversas com colegas na Assembléia, Robinson manifestou-se favoravelmente à escolha de um especialista de fora, como uma solução capaz de alavancar o turismo no Rio Grande do Norte em todos os seus aspectos.

Saiba mais acessando este endereço: www.oliveirawanderley.zip.net

Hotel Villa Oeste faz reveillon especial

O Hotel Villa Oeste em Mossoró promete fazer um reveillon especial nesse dia 31, domingo.

O Espaço Villa que tem 50 mil metros quadrados e amplo estacionamento privativo, abriga a festa onde até um carro 0 km será sorteado.

As atrações musicais ficam com o Dj Jack Banana, instrumentista Chrystian Pinheiro e a Banda Blue Star, além de show pirotécnico, bufê especial e um leque de bebidas.

O hotel ainda inclui no pacote um passeio turístico por salinas e praias da região, com deslocamento por balsas.

sexta-feira, dezembro 29, 2006

COLUNA DO HERZOG (Segunda Edição)

BIG BLOG

TUDO EM CASA – A posse do novo presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheiro Paulo Roberto Alves, o “Papau”, reuniu inúmeros familiares do novo dirigente da instituição. Apareceu do irmão e ex-chefe no governo estadual Garibaldi Filho (PMDB), atual senador, ao primo e prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PSB). É bom lembrar, que José Gobat, tio de Papau, já fora integrante do próprio TCE, tendo se afastado por invalidez em face de um grave acidente de carro.

UNHA E CARNE – Para manter a mística de que a união do “azeite e da água” é para sempre, o senador Garibaldi Filho e a senadora eleita Rosalba Ciarlini (PFL) prestigiaram a posse de Papau no TCE na manhã desta sexta, 29, em Natal. Os dois exaltam a todo instante que a aliança política que PFL e PMDB firmaram este ano, não é chuva de verão.

BETINHO – Recebo e-mail do atento radialista mossoroense Jacó Morais, que há décadas reside e trabalha em Brasília. Em sua atenta avaliação, o RN perde considerável inteligência e capacidade de trabalho, com a não-reeleição de Betinho Rosado (PFL) à Câmara Federal. Jacó entende que o parlamentar mossoroense teve um papel profícuo na Capital Federal.

PRESSA – Para os mais apressados, a governadora Wilma de Faria já mandou avisar: toma posse no dia 1º, mas a equipe de auxiliares de primeiro e segundo escalões só será anunciada depois. Os apressados podem comer cru e sequer participarem da ceia do poder.

DA REDAÇÃO

- O radialista Diassis Linhares vai estrear no dia 14 de janeiro o seu “Musibol” nas manhãs dominicais da Rádio Rural de Mossoró. Diassis tem essa marca há ‘apenas’ 31 anos. Portanto, não precisa afirmar que será um sucesso. De novo.
- Na Barraca do Sol em Tibau, o reveillon alternativo terá rock and roll até chegar o primeiro dia de 2007.
- Em Ponta Negra, o ótimo cantor Rodolfo Amaral e Banda, Banda de Frevo de Cá e Carlos Zens e Banda fazem o reveillon dentro da programação multicultural promovida pela Prefeitura de Natal. Excelente pedida, principalmente Rodolfo Amaral.
- O governo estadual vai inaugurar na quinta, 4, às 19h, em Apodi, a Central do Cidadão do município. É a oitava unidade na gestão Wilma de Faria e do secretário de Justiça, ex-deputado Leonardo Arruda.

PENSANDO BEM...

“A atitude de recomeçar é todo dia é toda hora”. (Gonzaguinha)

Wilma 'fuma cachimbo da paz' com oposição

Parece que as queixas e reprimendas que setores da oposição fizeram à postura da governadora Wilma de Faria (PSB), que em sua diplomação impôs discurso áspero e provocativo, aos adversários, a fez refletir. Pelo menos ficou essa impressão a ouvindo hoje em entrevistas a TV’s da capital.

O tom da fala da governadora foi de conciliação, de um pacto tácito.

Na TV Ponta Negra, por exemplo, no início da tarde, conclamou a classe política a se unir em defesa do Rio Grande do Norte.

Wilma de Faria será empossada na segunda, 1º, para o segundo mandato consecutivo ao governo estadual. Em campanha, derrotou em dois turnos o até então imbatível senador Garibaldi Filho (PMDB).

COLUNA DO HERZOG (Primeira Edição)

A droga que alimenta

O “modus operandi” do Primeiro Comando da Capital (PCC), organização criminosa que vem intimidando o Estado paulista e exportando o crime para outros cantos da federação, é uma realidade incontestável agora no Rio de Janeiro. Atentados em série, violência sistemática e sistêmica, mortes e a barbárie em si revelam como é fragilizada a segurança pública nacional.

Por trás de tudo isso, há um emaranhado de explicações desencontradas, tentando lançar compreensão sobre o que está ocorrendo. Não é preciso muito exercício intelectual ou levantamento estatístico aprofundado, para que se observe a origem dessa sanha, onde bandido é quem manda. É a lei.

Há uma indústria bancando tudo isso. O narcotráfico é o mais próspero e socialista empreendimento nacional, envolvendo cifras bilionárias e presente em todos os estamentos da sociedade. Entretanto, a classe média alta e os ricaços são os maiores responsáveis pela prosperidade do negócio. Compram e bancam.

A partir dos interesses desse contingente, é que temos uma degeneração do tecido social em escala geométrica, deixando o noticiário repleto de sangue.

O quadro é ruim e vai piorar. Infelizmente.

Faz-se um combate confuso às conseqüências e não às fontes geradoras. Quem aparece na fotografia é o mané do morro que bota o peito à frente como pára-balas. O verdadeiro traficante está em uma cobertura de luxo e os financiadores transitam entre nós, engravatados, com as narinas entupidas de pó, achando todo esse pandemônio “lamentável”, ignorando sua responsabilidade. Ficam até perplexos.

A hipocrisia de nossa civilização, que acha o neguinho da favela culpado de tudo, ajuda a consolidar o terror na ordem do dia. O Estado, ele próprio com sua atuação espasmódica, superficial e focada na repressão à ralé, assegura que a droga continue sendo o alimento básico de um país sem-vergonha, que não encara de frente suas mazelas. Por isso é tão banal cocaína em festa chique, na piscina do condomínio elegante ou no iate luxuoso.

Do pó viemos e por ele estamos indo embora.

PRIMEIRA PÁGINA

PMDB – O PMDB de Mossoró, depois que foi jogado fora pelo rosadismo, ala da deputada federal Sandra Rosado (PSB), continua sem se encontrar. Mas é certo que caminha para ser uma colcha de retalhos. Diversos interessados em seu controle objetivam indicação à vice na chapa da atual prefeita Fafá Rosado (PFL). Bem que a sigla poderia se chamar Partido de Muitos Desejosos à Bonança. A aliança estadual com o PFL está fermentando e fomentando indução à escolha de alguém da legenda para compor a chapa à reeleição de Fafá. Como diz um amigo meu: “Bobinhos!”

PLACAR – Até o início da próxima legislatura na Assembléia Legislativa, em fevereiro de 2007, a governadora Wilma de Faria deverá emplacar uma maioria da ordem de 14 x 10 na Casa. Os mais apressados chegam logo agora. Os mais acanhados ou difíceis, vão aguardar mais um tempo até revelarem motivos já conhecidos, à travessia da oposição para o governismo. A história sempre se repete.

NOME – No peemedebismo, o nome da deputada eleita Micarla de Sousa (PV) não está descartado para receber apoio à disputa à Prefeitura de Natal em 2008. Mas uma corrente advoga que saia um nome próprio do partido, que há algumas eleições só tem servido de arrimo a outras postulações. Mas tudo ainda está no campo das digressões, longe de um ponto consistente. Há quem creia que o prefeito Carlos Eduardo (PSB) não se afine com a governadora Wilma de Faria na hora da montagem da chapa governista. Se houver a fissura, haverá um cenário novo.

LÁ – Mesmo afirmando reiteradas vezes que não exigia nada, não pedia nada etc, o ex-senador Geraldo Melo (PSDB) caminha para emplacar um nome de sua confiança na equipe da governadora Wilma de Faria. Henrique Santana, que esteve na gestão do ex-governador Fernando Freire, é o mais cotado. “Mas Geraldo não pediu nada”, reitera um geraldista de carteirinha, aqui ao meu lado. O.K, claro, sem dúvidas, com certeza...

GERAIS

- É curioso ouvir relatos de pessoas se queixando da estrutura de Tibau, município praiano a 42km de Mossoró, satanizando o prefeito Nilo Nolasco (PFL) e prevendo aborrecimentos ainda maiores. Assim mesmo, todos se encaminham à praia, sobretudo um elenco de emergentes, que acreditam ter tirado a sorte grande ao comprar uma casa por lá. Ouro de tolos.
- O desembargador Osvaldo Cruz, que será empossado na presidência do Tribunal de Justiça do Estado (TJE) no próximo dia 8, comentou ontem em estada em Mossoró, que deseja inaugurar o novo fórum da cidade na sua gestão.
- A grande pedida de reveillon na região de Mossoró é o Hotel Villa Oeste, com seu espaço ao ar livre impecável, amplo estacionamento e até o sorteio de um veículo de porte da GM. Sucesso garantido pelas mãos do empresário Rútilo Coelho.
- Natal não é só praia e batuque nas praias e hotéis. Sentinelas da resistente Ribeira e Cidade Alta garantem-me que ao lado do Palácio da Cultura teremos Rock and Roll e outros estilos – tudo grátis – esperando 2007 chegar. Ótimo.
- Obrigado à leitura deste Blog ao advogado Carlos Sérvulo (Natal), engenheiro Cantídio Neto (Construtora Metro Quadrado) e empresário Dias Filho (Ótica Finesse).

SÓ PRA CONTRARIAR

Em época de chegada de novo governo, “virada do ano” tem duplo sentido.

Irmão de Garibaldi Filho assume o TCE

Irmão do ex-governador e senador Garibaldi Filho (PMDB), alem de ex-secretário de seu segundo governo em duas pastas, o conselheiro Paulo Roberto Alves assume daqui a pouco a presidência do Tribunal de Contas do Estado (TCE). O evento está marcado para as 10h na sede do TCE.

A solenidade interna é aberta a diversos convidados. Paulo Roberto ou “Papau”, apelido que o alcança no círculo familiar e de amigos, ficará na presidência no biênio 2007/2008. Ele foi eleito no dia 5 último, ficando o conselheiro Renato Dias (irmão do deputado estadual eleito Álvaro Dias-PDT) como vice-presidente.

O TCE é responsável técnico pela fiscalização das contas de Estado, municípios e câmaras municipais.

Secretário de Segurança é exonerado

Como já tinha sido anunciado anteriormente pela governadora Wilma de Faria, foi exonerado hoje (29), no Diário Oficial do Estado, o secretário de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, Francisco Glauberto Bezerra. Para responder pelo expediente da SDS, foi nomeada Kalina Leite Gonçalves.

O promotor paraibano Glauberto Bezerra, ficou impedido de exercer a função, com a decisão do Conselho Nacional do Ministério Público de proibir os promotores públicos e procuradores de assumirem cargos em governos.

Apesar de nomeada, o Diário Oficial diz também que Kalina Gonçalves irá responder pela Secretaria de Segurança e Defesa Social até ulterior deliberação. Segundo informações repassadas ao Blog, o nome que deverá ocupar a cadeira da SDS será o Cel. Marcondes Pinheiro, atual Comandante Geral da Polícia Militar.

Do saite www.agorasei.com.br, Blog www.marcosdantas.zip.net

quinta-feira, dezembro 28, 2006

COLUNA DO HERZOG (Segunda Edição)

BIG BLOG

MAIS – O Partido dos Trabalhadores (PT) passou a afunilar discussões em torno da sua participação no novo governo Wilma de Faria (PSB). A porção que deve lhe caber no latifúndio do poder é a Secretaria de Saúde. Mas o partido quer mais e até ampla autonomia e ocupação de espaço no governo. Sonhar não paga nada.

DUALIDADE – Profundo conhecedor da cabeça política da governadora Wilma de Faria, com quem trabalhou na Prefeitura do Natal e governo estadual, o ex-secretário de Recursos Humanos do RN Honório de Medeiros é claro em sua opinião sobre o modelo de governo para a segunda gestão. “Ela vai fazer uma fusão entre técnicos de sua confiança e políticos. Não será governo com esse ou aquele se sobressaindo”, diz. “Dona Wilma costuma montar equipes com pessoas de sua absoluta confiança em postos técnicos e fazer a política comum, cooptando e mantendo aliados”, complementa.

SÓ FESTA – Nossa elite política continua dando “exemplos” a não serem seguidos. Foram empenhados R$ 9 milhões para aquisição de equipamentos Sony destinados à ampliação do sistema de captação, distribuição e armazenamento de áudio no Senado. Isso, fora os 40 fones de ouvido, agora da Philips, que custaram R$ 1,7 mil. Eles devem ter muitos motivos para comemorações e festas. Já o povo...

CULTURA – Um amigo que há anos reside em Natal, empolgado com a luminosidade da propaganda da Prefeitura de Mossoró, em torno de ‘nossa cultura’, passando uns dias na cidade andou se assustando. Descobriu o que qualquer pessoa mais atenta percebe em poucas observações: “A política cultural aqui é uma balela!” Para conseguir conhecer a Capela de São Vicente por dentro precisou ir à missa natalina (a capela só abre em dia de missa), a Biblioteca Municipal é um belo prédio e o museu está destroçado. E ainda inventaram a história de Capital Brasileira da Cultura.

DA REDAÇÃO

- Pelo que me comentam, via celular, eu aqui diante da tela do computador, o show de “pré-reveillon” organizado pela Prefeitura de Mossoró ganhou bom público na Avenida Presidente Dutra, Ilha de Santa Luzia.
- Aviso ao meu webleitor fiel e mesmo àqueles ocasionais, que o reveillon não alterará o trabalho nessa relação entre blogueiro e você. Somente no dia 1º de janeiro é que o ritmo da labuta será mais light. E em poucas semanas estréio novo Blog, com lay-out moderno e conteúdo mais dinâmico, além de maior interatividade.
- Humberto Moreira de Aquino, morador do Bairro Alto de São Manoel, é o ganhador da promoção de aniversário dos 4 anos da TV Cabo Mossoró (TCM). O sorteio foi à noite dessa quinta, 28. Ele ganhou uma TV 29" plasma que vai ser entregue no programa Manhã TCM, desta sexta, dia 29.

PENSANDO BEM...

“Quando todos pensam a mesma maneira, ninguém pensa grande coisa”. (Walter Lippmann)

Ex-auxiliar de Wilma não crê em avanços

Ex-secretário de Administração e Recursos Humanos no início da atual gestão da governadora Wilma de Faria (PSB), o advogado Honório de Medeiros não nutre esperança de que ela promova um “choque de gestão” ou mesmo “reforma de Estado” a partir de janeiro.

Entrevistado na Rádio Difusora de Mossoró nessa quinta, 28, programa “Política em Debate”, Honório falou com propriedade sobre política e administração pública. Experiência e conhecimento de causa não lhe faltam.

- Reforma de Estado é um novo pacto social e não vejo as condições para isso na segunda gestão de dona Wilma, que é um nome político excepcional – disse. “O choque de gestão que chegou a ser citado pela imprensa, é algo de menor porte, mais no âmbito orgânico do próprio governo, com mudanças internas, como fez com sucesso o governador mineiro Aécio Neves (PSDB-MG)”. exemplificou.

Segundo Honório, “a administração do bem público tem que ter metas e limites”. Mas isso não ocorre. Em sua opinião, apesar do fenômeno político pessoal que representa, a governadora não conseguiu até aqui sair do convencionalismo em termos gerenciais. Para o segundo governo, não previu idéias e ações de vanguarda.

“Uma reforma desse porte implica em colocar os poderes de Estado juntos, na costura de um acordo para catapultar o RN ao futuro”, argumentou. Ele acrescentou que Executivo, Legislativo e Judiciário não assumiram esse entendimento cívico, e cada um vive “sem freio”, ocasionando forte impacto financeiro no erário. Isso resulta num serviço precário do Estado ao cidadão.

Saiba mais sobre a entrevista de Honório na Coluna do Herzog, Segunda Edição, ainda hoje. Ele fala sobre perfil da equipe para segunda gestão de Wilma.

Disputa na AL envolve comissões técnicas

As negociações em torno da formação da futura Mesa Diretora da Assembléia Legislativa podem envolver a composição das novas Comissões Técnicas da Casa, a partir de fevereiro de 2007.

Das seis Comissões existentes na Assembléia, duas são muito disputadas pelos partidos: Comissão de Constituição, Justiça e Redação e Comissão de Finanças e Fiscalização. As duas são tidas como as mais importantes da Assembléia.

Saiba mais acessando este endereço: www.oliveirawanderley.zip.net

Eleitor faltoso tem último prazo à Justiça

Terminou nesta quinta-feira (28), o prazo de 60 dias para o eleitor justificar a ausência do voto no segundo turno das eleições, que foi realizado no dia 29 de outubro último.

O eleitor que não havia votado no primeiro turno (1º/10) teve até o dia 30 de novembro para justificar a falta.

Para a justificativa, o eleitor deve comparecer ao cartório eleitoral munido de documentos que comprovem o motivo da ausência à votação. Não é necessário que seja o cartório no qual está inscrito. É importante lembrar que a justificativa não é mais realizada nas agências dos Correios.

Quem não justificou o voto incorre em multa que será arbitrada pelo juiz eleitoral. A multa é uma ninharia. Ela tem por base de cálculo o valor de 33,02 Ufirs (R$ 35,13) e é fixada entre o mínimo de 3% e o máximo de 10% desse valor, ficando entre R$1,06 e R$ 3,51. Saiba mais acessando o saite www.agorasei.com.br.

Todavia, a falta pode acarretar, inclusive, o cancelamento do título eleitoral de quem não votar ou justificar o voto em três turnos consecutivos de eleições. E os problemas não param por aí.

COLUNA DO HERZOG (Primeira Edição)

A PF importante

A Polícia Federal está dinamizando um programa que há anos estava latente, mas sem ser executado, de fortalecimento de seus quadros e expansão geopolítica do seu papel. A autarquia nos últimos anos se credenciou como uma das mais importantes instituições do país.

Em nível de Rio Grande do Norte, foi inaugurada há poucos dias a delegacia da área regional do Seridó em Caicó. Em Mossoró, a expectativa é que tenhamos um contingente da ordem de 200 homens e cerca de 12 delegados.

O que a sociedade pode esperar da presença da Polícia Federal de modo mais efetivo, no RN, é uma atuação voltada para os interesses do cidadão e do Estado. Mesmo sendo acusada em alguns momentos de excessos, não resta dúvida que a PF é uma necessidade no Estado Democrático de Direito.

Na prática, a PF só impõe medo a quem é afeito à delinquência. O homem de bem deve louvar o recrudescimento do seu trabalho, que tem incomodado sobretudo a uma casta criminosa, que se situa no topo da pirâmide social.

PRIMEIRA PÁGINA

INVERSÃO – A Prefeitura de Mossoró está com um esboço de projeto para construir o “Memorial da Resistência”, lembrando os 80 anos de luta contra o bando de Lampião, ocorrido em 1927. Pelo que vi, numa propaganda antecipada, haverá grande mural destacando efígie de cangaceiros, em vez de exaltar imagem dos heróis. A mentalidade de quem produz a história distorcida e a cultura festiva, do governo municipal, continua invertendo papéis. Talvez seja porque nenhum Rosado figure no elenco de resistentes. Todos afluíram para abrigo seguro em 13 de junho de 1927.

SÚDITOS – O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PSB), recebe cumprimentos de final de ano hoje a partir das 15h30 no Palácio Felipe Camarão. Já às 16h30, a poucos metros dali, no antigo Palácio Potengi, o Palácio da Cultura, a governadora Wilma de Faria (PSB) tem igual tratamento. Cá pra nós: esse tipo de liturgia é de um provincianismo a toda prova, além de exaltar um modelo de casta, só comparável a algum sultanato ou republiqueta discricionária. Está na hora das autoridades acordarem para a realidade e dispensarem essa tolice.

SANTA CRUZ – Em entrevista ontem em Mossoró, o senador Garibaldi Filho (PMDB) apontou que se sentia triste, pelo não-aproveitamento econômico-social da Barragem Santa Cruz, “feita por meu governo”. Na sua opinião, a gestão de Wilma de Faria ignorou a obra, sem lhe dar sentido prático em favor das populações em seu entorno.

VICE – A movimentação de bastidores, quase imperceptível à maioria, já revela algumas estratégias visando a formação de chapas à disputa municipal de Mossoró em 2008. A posição de vice na chapa da atual prefeita Fafá Rosado (PFL), é um posto extremamente cobiçado. A atual vice-prefeita Cláudia Regina (PFL) que se cuide. Ex-deputado, vereadores e empresários estão mexendo os ‘pauzinhos’.

GERAIS

- Hoje à noite, a partir das 20h, tem o pré-reveillon da Prefeitura de Mossoró ao lado do espaço Arte da Terra, na Ilha de Santa Luzia. Marina Elali é a principal atração.
- O ex-advogado Genaro Mota foi flagrado pela Polícia Rodoviária Federal com mais de 400 kg de crack. Ele já fora condenado por outros crimes há alguns anos. Lamentável.
- Os cantores Zé Carlos e Edmilson Nascimento apresentam-se hoje às 20h no Teatro Dix-huit Rosado em Mossoró, com o show “O encontro”. Boa pedida.
- Obrigado à leitura deste Blog ao radialista mossoroense radicada há décadas em Brasília, Jacó Morais; ao reitor da Uern, professor Milton Marques e radialista José Antônio (Difusora Mossoró)

SÓ PRA CONTRARIAR

Depois de mudar data de reveillon e carnaval, além da própria data de emancipação política do município, o poder em Mossoró só falta nomear outra padroeira. Deve aparecer aí alguma “Santa Rosado das Causas Da Gente”, quase imaculada.

Senador ratifica apoio a José Agripino

A coluna Painel da Folha de São Paulo continua sendo permanente fonte de notícias sobre a disputa à presidência do Senado. Na edição desta quinta, 28, do poderoso impresso paulistano, de novo o senador José Agripino (PFL-RN) é focalizado.

Hoje, o senador piauiense Heráclito Fortes aparece assegurando que está firme e forte com a postulação do senador potiguar. Veja abaixo:

Outro lado - Na contramão do que dizem os tucanos, Heráclito Fortes (PFL-PI) afirma ter "compromisso firme" com o candidato de seu partido à presidência do Senado, José Agripino (RN). Acrescenta que Renan Calheiros (PMDB-AL), por conhecer sua posição, nem sequer o procurou para pedir voto.

quarta-feira, dezembro 27, 2006

COLUNA DO HERZOG (Segunda Edição)

BIG BLOG

PERDER FAZ BEM – Na entrevista que concedeu ao radialista e ex-deputado estadual J. Belmont, pela Rádio Difusora de Mossoró (veja matérias abaixo desta coluna), o senador Garibaldi Filho (PMDB) avisou que digeriu bem as duas primeiras derrotas eleitorais de sua carreira, no primeiro e segundo turnos deste ano. “Eu não achei tão ruim. Estou bem”, disse. Adiante ainda assinalou: “Eu lamento pelo povo que confiou em mim, que votou em mim...” O Senador garantiu que continua fazendo política como sempre exercitou, da forma como “eu sempre fazia antes”.

COMO SAIR – O senador José Agripino já sabe que a cadeira de presidente do Senado não deverá acomodá-lo. O que está sendo discutido agora é se há mais lógica numa renúncia de candidatura ou ir à disputa para contar os votos. Renan Calheiros (PMDB-AL) tem todos os poderes possíveis e inimagináveis para se reeleger. O principal, é ser aliado canino do Planalto.

POR CIMA – Presidente da Câmara de Natal e da Federação das Câmaras do RN (FECAM), o deputado federal eleito Rogério Marinho (PSB) está saindo por cima da entidade e do mandato legislativo municipal. Entre essa quarta e sexta ele entrega mais seis telecentros, totalizando 74 em todas as regiões do RN. Hoje ganharam o benefício (núcleo de informática) os municípios de São Tomé e Santo Antônio do Salto da Onça. Nessa quinta, 28, é a vez de Campo Grande, São Vicente e São Rafael. Na sexta, 29, será Baraúna. Os telecentros são mantidos pelas câmaras de vereadores de cada município.

DICKSON – Caberá ao vereador Dickson Nasser (PSB) ocupar o lugar do presidente Rogério Marinho na presidência da Câmara de Natal, com a assunção desse à Câmara Federal em fevereiro de 2007. O suplente que se efetiva na Casa, composta por 24 vereadores, é Osório Jácome (PSB), irmão do deputado estadual eleito Antônio Jácome. Nasser caminha para assumir também a presidência da Fecam, haja vista que o vice – Júnior Escóssia (PFL) -, presidente da Câmara de Mossoró, avisou que não pretende ficar como titular do cargo.

DA REDAÇÃO

- O advogado e ex-secretário da Prefeitura de Natal e do Estado, Honório de Medeiros, é o entrevistado especial dessa quinta, 28, no programa “Política em debate” pela Rádio Difusora, a partir do meio-dia e meia em Mossoró.
- O reitor da Uern, professor Milton Marques, reuniu a imprensa e auxiliares diretos hoje ao meio-dia num buffet de Mossoró, para confraternização de final de ano.
- O jornal Gazeta do Oeste prepara uma programação monumental, do tamanho de sua história vitoriosa, para saudar seus 30 anos de vida no próximo ano. Ave, Canindé Queiroz!
- O colunista Chrystian de Saboya desembarca em Mossoró, com link para Tibau a 42 km, disposto a organizar uma festa de final de ano pra lá de especial. Será na casa de praia do casal Zuíla-doutor Vasconcelos Neto.
- As agências bancárias têm expediente externo até essa quinta, 28. Na sexta é dia de balanço e o retorno ao trabalho ao público só acontecerá no dia 2 de janeiro de 2007.
- Faleceu hoje em Pau dos Ferros o radialista Souza Neto, um dos pioneiros da radiofonia no Alto Oeste. Que descanse em paz.
- Obrigado ao pessoal da Personal Marketing pela lembrança. Sucesso em seu evento “Amar É”, reveillon em Tibau.

PENSANDO BEM...

“A vida está nos olhos de quem sabe ver”. (Gabriel Garcia Márquez)

Rosalba será municipalista, pensa Garibaldi

A estimativa do senador Garibaldi Alves Filho (PMDB), é que “a senadora Rosalba Ciarlini (PFL) será uma municipalista”.

Ele defendeu uma postura voltada para os municípios, a base do tecido federativo brasileiro, no exercício do mandato de Rosalba, ex-prefeita de Mossoró. Garibaldi a apoiou na campanha deste ano, em que ela conseguiu vitória ao Senado.

Ouvido pelo radialista e ex-deputado estadual J. Belmont, à tarde de hoje através da Rádio Difusora de Mossoró (veja matérias abaixo), Garibaldi advogou uma causa comum. “Precisamos ser mais unidos, como bancada do Nordeste.”

Em sua ótica, a passagem de Rosalba pela Prefeitura de Mossoró em três gestões lhe dá um cabedal de conhecimento, fundamental, à aplicação de uma conduta política em Brasília dirigida ao municipalismo.

Noutra vertente da entrevista, tratou de modestamente reduzir seu papel como força de decisão em favor da eleição da ex-prefeita. “Não é bem assim”, desconversou.

Veja outro enfoque sobre a entrevista ainda hoje na Coluna do Herzog, Segunda Edição.

Lula peca por "falta de ética", diz Garibaldi

O senador Garibaldi Filho (PMDB) afirmou hoje em entrevista ao programa do ex-deputado J. Belmont (veja matéria abaixo), que só tem uma divergência com o primo e presidente estadual do PMDB, deputado federal Henrique Alves.

Ele apontou que o conflito está no plano federal, com sua postura de oposição ao governo Lula e Henrique de apoio.

- É uma questão de convicção – comentou Garibaldi.

O senador afirmou, em depoimento a Belmont pela Rádio Difusora de Mossoró, que a gestão Lula “pecou pela falta de ética e de honestidade”.

Saiba mais sobre a entrevista do senador ainda hoje, neste Blog.

Garibaldi vê chance remota para Agripino

Na avaliação do senador Garibaldi Filho (PMDB), neo-aliado do senador e ex-adversário José Agripino (PFL), “é difícil” que o colega de Congresso Nacional consiga se eleger presidente do Senado.

Em entrevista ao radialista e ex-deputado estadual J. Belmont agora há pouco, na Rádio Difusora de Mossoró, Garibaldi praticamente jogou a “toalha” quanto às pretensões de Agripino. Entretanto, manteve a palavra-chave da esperança: “É possível”.

Segundo Garibaldi, o atual presidente Renan Calheiros (PMDB-AL) reúne maiores condições de vitória, pois tem boa parcela do peemedebismo e o PT o apoiando.

- O senador José Agripino não está numa situação que gostaríamos – choramingou.

Garibaldi passou parte do dia em Mossoró fazendo visitas a setores da imprensa e mantendo outros contatos políticos.

Saiba mais sobre a entrevista de Garibaldi Filho ainda hoje, em outras matérias, além da Coluna do Herzog, Segunda Edição (se o sinal da Internet à Raiva permitir).

COLUNA DO HERZOG (Primeira Edição)

Na mão

“A equipe está definida. Faltam pequenos ajustes”. A informação que recebo de credenciada fonte do governo Wilma de Faria (PSB), refere-se à montagem do secretariado para a segunda gestão estadual dela.

Enquanto nós continuamos a produzir noticiário especulativo, em alguns casos de indução à escolha e às vezes sendo ‘usados’ por ‘fontes confiáveis’, a governadora Wilma mantém seu estilo: ela faz. Ela escolhe.

Outra vez a governadora tem uma equipe sendo montada ao seu gosto, conforme sua visão administrativa. Versões do tipo ‘fulano pressiona’, não casam com a realidade.

A governadora deve partir para uma administração mais ousada. Setores como educação e desenvolvimento econômico exigem providências mais dinâmicas e fora do compadrio politiqueiro. Se não for assim, repetirá a atual gestão, que tem sido convencional, com espasmos de inteligência e visão de futuro.

PRIMEIRA PÁGINA

DE CHOQUE – A Procuradoria Geral de Justiça do RN percebeu que precisará reforçar sua equipe de promotores em Mossoró, focando um alvo em específico: a prefeitura. Por isso, é que em 2007, vários promotores em Mossoró vão trabalhar em regime full-time e divisão de tarefas, apurando denúncias e material já farto, sobre nepotismo, sinecura, desvio de finalidades do ente público, problemas no relacionamento com a Câmara de Vereadores e outros casos ainda mais cabeludos. Mas claro que isso não interessa à Grande Imprensa potiguar.

CADA UM NA SUA – Ainda empacados diante do outro, depois das eleições deste ano, os irmãos Betinho Rosado (PFL) – que não se reelegeu deputado federal – e o ex-deputado Carlos Augusto (PFL) – passam o veraneio em Tibau, a 42km de Mossoró. Mas em ambientes separados. Betinho preferiu alugar uma casa na Praia de Manoelas, em vez de ficar no endereço conhecido como Tibau Velho, residência da família há décadas, o ‘bunker’ à beira-mar de Carlos e a senadora eleita Rosalba Ciarlini (PFL).

EM ALTA – Depois de alguns meses conturbados, o deputado estadual eleito Antônio Jácome (sem partido) deverá começar 2007 em alta. Além do retorno à Assembléia Legislativa, depois de ser vice-governador do RN nessa primeira gestão Wilma de Faria (PSB), ele ainda tem outra conquista; seu irmão Osório Jácome (PSB) estreará na Câmara de Natal, como vereador efetivo, com a eleição do presidente da Casa, Rogério Marinho (PSB), à Câmara Federal. Jácome parece só não ter definido ainda seu novo rumo partidário, apesar de existir inclinação para o PMDB.

DESTROÇANDO – A falta de entendimento entre órgãos públicos de todas as instâncias continua fazendo estragos no erário, ou seja, o dinheiro nosso de cada dia. A Caern terá que destroçar pavimentação em torno de um shopping e do campus da UNP em Mossoró, que são vizinhos, empreendimentos em construção. Para a Caern atender a ambos será necessário esburacar tudo. O que falta é espírito público, respeito ao contribuinte e diálogo.

DESTROÇANDO II - Em vários pontos da cidade de Mossoró é comum a prefeitura fazer pavimentação e em seguida a autarquia estadual esburacar tudo. Em qualquer país civilizado, nenhuma obra é tocada sem antes de proceder todo o estudo sistemático de serviços (telefonia, água, esgoto, energia etc). Neste país acostumado ao desperdício e à roubalheira, o certo é fazer errado. A Câmara de Vereadores, que passou mais um ano de profunda improdutividade, poderia projetar legislação pertinente, produzindo pesada sanção àquelas empresas prestadoras de serviços que destroem o patrimônio público. Em vários municípios do país existe algo do gênero.

GERAIS

- Os cantores Edmilson Nascimento e José Carlos vão se apresentar amanhã, 28, no Teatro Dix-huit Rosado, mostrando sua arte, a partir das 20h. O show é denominado de “O encontro”. Vale a pena. Ingressos na loja “Trento viagem e turismo”, no Boulevard Central.
- Já Marina Elali e outros artistas terão, na mesma noite, palco na bifurcação das pontes Jerônimo Rosado e Costa e Silva na Ilha de Santa Luzia, perto do complexo Arte da Terra. É o “pré-reveillon” bancado pela Prefeitura mossoroense.
- É preocupante o estado de saúde de dona Francisca Rosado, mãe octogenária do ex-deputado federal Laíre Rosado (PSB). Ela está internada em Natal. Nossa torcida para que saia de mais essa dificuldade.
- Para quem sonha em ficar milionário, um aviso: a mega-sena está acumulada e pagará mais de R$ 22 milhões. Faça suas apostas. E lembre-se de quem o alertou ao jogo: eu.
- Obrigado à leitura deste Blog ao engenheiro Nilton Rego (DER), psicanalista Graça Sabino (Natal) e ortodontista Paulo Roberto (Mossoró).

SÓ PRA CONTRARIAR

Se nem os governantes agüentam carnaval e reveillon em Mossoró, o jeito é ‘a gente’ defender a cidade que eles ‘adoram’ usar em benefício próprio..

Wilma empossa dirigentes escolares hoje

Depois de uma curta folga da agitação do trabalho administrativo, passando uns dias em Pernambuco, descansando, a governadora Wilma de Faria retorna hoje ao Estado com programação muito especial nesta manhã.

Às 9h, ela dirige solenidade no auditório do Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet), empossando novos diretores e vice-diretores de escolas estaduais eleitos na segunda etapa do processo de gestão escolar.

São 360 dirigentes escolares de unidades de ensino de Natal e do interior do Estado.

As eleições foram realizadas no período de 7 a 23 de novembro passado, em 256 escolas pertencentes às 16 Diretorias Regionais de Educação (Direds). Em Natal, o pleito alcançou 47 escolas.

A disputa eleitoral nas escolas teve a participação direta de mais de 62 mil eleitores entre alunos, pais de alunos, professores e funcionários dos estabelecimentos de ensino.

Os eleitos cumprirão um mandato de dois anos, com direito a uma reeleição. A eleição da primeira etapa para a escola da rede estadual foi realizada em novembro de ano passado em 298 escolas espalhadas pelo Estado.

terça-feira, dezembro 26, 2006

COLUNA DO HERZOG (Segunda Edição)

BIG BLOG

“CONSENSO” – Apesar de anunciada como de “consenso”, a chapa à nova mesa diretora da Assembléia Legislativa não tem essa conotação. A primeira vice-presidência e a primeira secretaria estão provocando disputas acirradas nos bastidores, em alguns casos sendo até duelo antropofágico. Na cabeça de chapa não há dúvida. Robinson Faria (PMN) parte para o terceiro mandato presidencial consecutivo.

JANEIRO – Quando janeiro chegar, pelo que se conversava hoje ao final da última sessão extraordinária de 2006, da AL, em janeiro teremos mais trabalho. A governadora Wilma de Faria (PSB) deve enviar leque de projetos de uma pequena reforma administrativa. Daí, mais sessão extraordinária.

LÁ E CÁ – O deputado estadual Francisco José (PMN), que está encerrando seu mandato, está ainda sem destino a partir de 2007. Seu grupo também não está à deriva, apesar das dificuldades. Ele tem ligação umbilical com o presidente da Assembléia, Robinson Faria. Ao mesmo tempo, está em conexão com o grupo da prefeita mossoroense Fafá Rosado (PFL) e ainda há plano com vistas à Prefeitura de Tibau, a 42 quilômetros de Mossoró.

ADORANDO – A elite política mossoroense realmente adora essa cidade. No período de Carnaval, ela ‘inventou’ festejos de momo que se encerram na sexta carnavalesca, para poder brincar e descansar em outras cidades e até fora do país. Agora, em se tratando de reveillon, repete a fórmula. Promove no dia 28, quinta, um jocoso “pré-reveillon” para poder fugir de Mossoró no dia 31. Um dia essa terra ainda vai cumprir seu ideal. Enquanto isso, os cargos de confiança na prefeitura continuam sendo preenchidos e mantidos com sobrenomes bastante conhecidos. Depois retorno.

DA REDAÇÃO

- O ex-vice-prefeito de Baraúna e atual vereador nessa cidade, José Ivan, um político à moda antiga, com palavra, está internado no Hospital Wilson Rosado em Mossoró. O coração andou lhe pregando um susto. Que se recupere.
- Vários municípios do interior do RN estão mergulhados numa grossa contradição: queixam-se da falta de recursos, mas organizam consideráveis carnavais. Outros mais realistas, já avisam que vão puxar o freio-de-mão.

PENSANDO BEM...

"Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto, hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e, principalmente, viver!"
(Dalai Lama)

Ex-reitor da Uern fará cirurgia delicada

O presidente da Fundação de Cultura de Mossoró e ex-reitor da Uern, professor Gonzaga Chimbinho, passa por cirurgia delicada nessa quarta, 27, em Natal.

Doente há vários meses, Chimbinho fará cirurgia em combate a câncer de próstata. O procedimento médico ocorre ao meio-dia no Natal Hospital Center, adianta um auxiliar próximo de Chimbinho.

* Com informação do Blog Rapadura News de Emerson Linhares (www.emersonlinhares.zip.net)

Nilton Figueredo é peça-chave de Wilma

O ex-prefeito de Pau dos Ferros Nilton Figueredo (PP), atual secretário de Esporte e Lazer da Prefeitura de Natal, faz segredo. Mas há evidências de que a governadora Wilma de Faria (PSB) cuida com esmero de projeto político em que ele é figura-chave.

Nilton participou de longa reunião na Governadoria na terça, 19, ao lado do deputado estadual Raimundo Fernandes (PSB).

Da reunião, Nilton saiu repetindo que apenas conversaram sobre amenidades e comentários gerais sobre a campanha deste ano.

Contudo, sabe-se que a governadora tem Pau dos Ferros como um caso pessoal no campo político: quer vencer a disputa municipal, como ocorreu em 2004 e as duas vitórias obtidas este ano à sua reeleição.

Em, 2004, com seu apoio ostensivo, o ‘azarão’ Leonardo Rego (PFL) derrotou a vice-prefeita Maria Rego (PMDB), apoiada por Nilton. Agora, os papéis estão invertidos. Nilton é aliado de Wilma e vice-versa, enquanto Leonardo preferiu continuar afinado com o agripinismo, sob a liderança regional do pai, deputado estadual Getúlio Rego (PFL).

Na campanha eleitoral de 2006, o deputado estadual Raimundo Fernandes anunciava e bradava, em palanque, que teria um presente especial para Nilton. “Eu farei dele um secretário de Estado” (...). “Eu vou pedir diretamente a governadora que Nilton seja secretário” (...).

COLUNA DO HERZOG (Primeira Edição)

O fator Iberê Ferreira

O noticiário sempre carregado de especulações e, em muitos casos, de indução, está listando uma série de nomes potenciais à sucessão da governadora Wilma de Faria (PSB). Parece muito cedo, diriam alguns. Não é. Política é um processo contínuo de conversas, articulações e certa dose de premonição. É fundamental enxergar na frente.

O que a maioria parece estar relegando a um segundo plano ou mesmo esquecendo, é o vice-governador diplomado e deputado federal Iberê Ferreira de Souza (PSB). Político na essência, habilidoso e em alta cotação perante a governadora Wilma de Faria, Iberê caminha no mínimo para ser governador do RN por quase um ano. Isso precisa ser levado em conta.

O currículo de Iberê Ferreira o credencia, inclusive, a pleitear a indicação para ser o candidato ao governo da governadora em 2010. Quem conhece de perto a história da formação de chapa, aliança e condições para a vitória de Wilma este ano, sabe que Iberê teve um papel preponderante.

O pós-eleitoral também o fortalece. Cabe a Iberê Ferreira, até aqui, tarefa que normalmente Wilma de Faria não delega a ninguém, em face do seu perfil centralizador. Ele costura a montagem do secretariado e acomodação dos mais variados interesses conflitantes, comuns às estruturas de poder.

Portanto, inclua aí na lista de ‘governadoráveis’ o vice Iberê Ferreira. O ‘fator Iberê’ não deve ser tratado com desdém.

PRIMEIRA PAGINA

AFASTADOS – Os irmãos ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado (PFL) e deputado federal não-reeleito Betinho Rosado (PFL) andam amuados. Depois das eleições deste ano, em que Carlos diagnosticou pouco empenho pessoal do próprio Betinho para se reeleger, eles andam distanciados. A equipe de trabalho de Betinho, por exemplo, já foi avisada que não será aproveitada no gabinete da senadora eleita Rosalba Ciarlini (PFL), mulher de Carlos. “Fizeram parte de um projeto derrotado”, comenta secamente Carlos Augusto.

MÍDIA – O Ministério Público está de posse do volumoso processo - que retorna do Judiciário - envolvendo a fina flor do universo da propaganda do RN, em face de licitação da Prefeitura de Natal. Nos primeiros meses de 2007 é provável que o MP comece a distribuir representações e denúncias. A questão é delicada, visto que contém depoimentos elucidativos e densos, quanto à concorrência da milionária conta da prefeitura natalense. No centro do caso está o publicitário e marqueteiro da governadora Wilma de Faria, Alexandre Macedo, da Base Propaganda. Retorno ao assunto.

DA PAZ – A briga entre a Prefeitura de Natal e o segmento imobiliário e de construção da capital promete novos rounds. O abraço heterogêneo ao Morro do Careca no sábado, 23, ficou aquém do esperado pelas partes litigantes. Entretanto, há um pelotão de moderados de lado a lado agindo, para produzir armistício conveniente às partes. O duelo até aqui, com estardalhaço, não tem sido salutar. O prefeito Carlos Eduardo Alves (PSB), por enquanto, contabiliza dividendos em imagem até fora do Estado e na imprensa do exterior.

PRESSÃO – O disse-me-disse em torno da formação do secretariado da governadora Wilma de Faria não coloca em evidência, como algo atrativo, a Secretaria da Educação. Quem assumir a pasta e tiver qualquer projeto político, estará diante do mais vigilante e organizado movimento sindical do RN. Embutido, ainda, existe a corrida eleitoral de 2008 em Natal e as eleições de 2010. Não é por acaso que o recém-eleito deputado federal Rogério Marinho (PSB) quer distância da pasta. Ele sabe que enfrentará uma militância petista interessada em transformar a deputada federal Fátima Bezerra (PT) em prefeita de Natal. Rogério é preparado para mesmo fim pelo wilmismo.

GERAIS

- O poeta Laélio Ferreira virou blogueiro, sem perder a verve. O seu endereço mordaz é este: www.glosandoomundo.blogspot.com.
- A jornalista Lúcia Rocha sofreu uma crise de ‘trombose venosa’. Depois do susto, passou a se cuidar mais. Saúde, querida.
- A Câmara Municipal de Assu vota às pressas o projeto de Plano Diretor do município no apagar das luzes de 2006. O documento, primordial à organização urbanística da cidade, é tratado com pouco caso pelo poder público. Algo criminoso. Vereadores e população desconhecem a matéria.
- O jovem advogado mossoroense Almeida Júnior cumpre nova etapa em concurso para procurador federal. Caminha, sem dúvidas, para galgar novas vitórias, em face da forte aplicação e foco profissional. Sucesso.
- A torcida do América entra o ano novo com mais um motivo para sorrir: o meia e craque Souza assinou contrato por mais uma temporada com o clube.
- As unidades do Itep/RN registraram 20 mortes violentas no Estado durante o período de final de semana e feriado. Pelo menos dez delas como resultado de uso de armas de fogo.
- Obrigado a todas as manifestações de Feliz Natal e Próspero Ano Novo. A recíproca é verdadeira. Aos que silenciaram ou esqueceram, nenhum problema. Pra todos, indistintamente, tudo de bom que houver nessa vida. Sejam tão felizes quanto tenho sido.

SÓ PRA CONTRARIAR

Viagem aérea no Brasil virou um Tamdemônio.

Poderes em família

Filho promete "fiscalizar" governo do pai em Governador

O vereador Anaximandro Vale (PSB) é o novo presidente eleito da Câmara de Vereadores de Governador Dix-sept Rosado.

Anaximandro venceu Neto da Pedra (PMDB) por cinco votos contra quatro, em eleição realizada à manhã de hoje. Ouvido agora há pouco pela Rádio Difusora de Mossoró, o vereador eleito prometeu um legislativo “fiscalizador e independente”.

Minutos depois de entrevistado, Anaximandro ouviu ao seu lado o prefeito Adail Vale (PSB), seu pai, garantindo que o fato de ter um presidente de câmara como filho, não implicará em relação promíscua entre os dois poderes.

Política nesse sertão velho de guerra continua sendo negócio de família.

Veja em poucos minutos, a Primeira Edição da Coluna do Herzog desta terça, 26.

"Natal do Bem" acontece nessa quarta, 27

Os jornalistas Freire Neto e Simone Silva promovem o “Primeiro Natal da Imprensa do Bem", no Espaço América, em Petrópolis, Rua Rodrigues Alves, Natal. Será nessa quarta, 27, às 23h.

O evento é dirigido a todos os segmentos que fazem parte da imprensa, de estudantes de Comunicação a jornalistas, da capital ao interior, levantando fundos para a “Casa do Bem”, instituição social encetada pelo também jornalista Flávio Rezende.

Senhas podem ser adquiridas no local e, antecipadamente, nas lojas AM/PM do Posto 1002 (Prudente de Morais em cruzamento com a Bernardo Vieira).

A banda Belina Mamão e o DJ Luís Couto têm a responsabilidade pela a animação da festa, além de Eugênio Cunha.

Fernando Bezerra se encontra com prefeitos

O senador Fernando Bezerra tem encontro hoje, às 18 horas, no espaço Versailles, em Natal, com os prefeitos que o apoiaram na última eleição.

Na ocasião, Bezerra irá agradecer o apoio dos prefeitos e dizer a eles que contem com o seu apoio no pleito de 2008 e se preparem para apóiá-lo novamente em 2010.

Fernando já anunciou que será candidato ao Senado em 2010, informa o blogueiro Oliveira Wanderley (http://www.oliveirawanderley.zip.net/).

Assembléia faz última reunião do ano

Acontece na manhã de hoje, terça, às 10h, mais uma sessão extraordinária da Assembléia Legislativa do RN.

Os deputados irão votar projeto sobre a prorrogação para janeiro de 2011 dos prazos referentes à utilização de créditos fiscais relativos à energia elétrica, serviços de comunicação e bens destinados ao uso ou consumo.

Houve leitura da matéria na primeira sessão extraordinária, realizada na quinta, 21. Só compareceram 14 dos 24 deputados. Um dos desestimulantes à baixa presença parlamentar em plenário deve ser o fato de que não há pagamento de ‘jeton’ (gratificação).

O projeto é uma adequação à legislação federal sancionada há quase dez dias pelo presidente Lula (PT).

Rosalba é entrevistada especial da TCM

A senadora diplomada Rosalba Ciarlini (PFL) tem compromisso hoje à noite com a TV Cabo Mossoró (Canal 10) e seus telespectadores.

Rosalba é a última entrevistada do ano do programa “TCM Debate”, apresentado pelo jornalista Nilo Santos na emissora, a partir das 19h.

Na pauta da entrevista, temas como a relação de forças políticas no RN, a aliança com o PMDB, o impasse judicial que fustiga seu mandato conquistado nas urnas e as eleições municipais, bem como o perfil do mandato que deverá exercer.

Wilma programa curto descanso em PE

Como niguém é de ferro, a governadora Wilma de Faria (PSB) resolveu “desplugar” por alguns dias.

Somente amanhã, 27, retoma agenda normal de trabalho na Governadoria.

Depois de passar a véspera do Natal na capital com um grupo fechado de familiares e amigos, embarcou nessa segunda, 25, para descanso em Recife (PE).
Por lá, logicamente, não custa nada se afinar mais ainda com o governador eleito Eduardo Campos (PSB), uma das principais lideranças pesebistas do país.

segunda-feira, dezembro 25, 2006

Comunicação

Blog e ‘Web Social’, as tendências da mídia para 2007

“Os blogs, espaços para a exposição de idéias e multimídias pessoais em diários virtuais, podem alcançar o seu ápice em 2007”. A informação é apresentada em reportagem especial de hoje no jornal O Globo do Rio de Janeiro.

Segundo estudos divulgados em relatório pela consultoria internacional Gartner, “o ano de 2007 deve ser dominado pelas inúmeras faces da Web Social, nome dado para a segunda geração de serviços baseados na Internet; a Web 2.0.”

Continua a reportagem: “Os investidores anunciaram que devem colocar seus dólares em iniciativas centradas na Web Social, ao ponto de no Vale do Silício (Califórnia) – berço de grande parte das empresas de Internet e tecnologia dos EUA – começarem a aparecer sinais que lembram o ’boom’ e posterior colapso da área ocorrido em 1999”.

Como ocorre em qualquer atividade humana, o ambiente virtual é também um espaço baseado na eficiência, no profissionalismo e na qualidade. “Executivo da Gartner, Daryl Plummer comenta: “Muitas pessoas apostaram e desistiram da interação. Todos pensam que têm algo a dizer, até serem postos nesta posição e serem solicitados a fazê-lo”.

O consultor assevera que a maioria das pessoas que começam blogs não os mantêm. O ano de 2006 se encerra com mais de 200 milhões de ex-blogueiros. Mesmo assim a consultoria aposta que serão publicados pelo menos 100 milhões de blogs em 2007.

Para se ter uma idéia do aquecimento do setor, veja essa informação adicional: O Google pagou 1,65 bilhão de dólares pelo You Tube, companhia criada por jovens do Vale do Silício há menos de dois anos.

Natal brilha em reportagem especial

Natal, belíssima, foi destaque agora há pouco no Jornal Nacional da Rede Globo de Televisão.

Em tempo de festas natalinas, a reportagem feita pela jornalista Michele Rincon, repórter de rede da emissora, focalizou a história da capital, sua decoração de época e a cultura.

O Auto de Natal, promovido durante alguns dias na arena da UFRN, fundindo elementos regionais e a essência cristã, ganhou justíssima importância.

Viva Natal e o Natal.

domingo, dezembro 24, 2006

Só Rindo (Folclore Político)

Ai, tonha!

Passando férias em Nova Iorque, a chamada “capital do mundo”, nos Estados Unidos, um mossoroense cumpre roteiro obrigatório para quem chega à megalópole norte-americana: passear pela Quinta Avenida. O final de ano não poderia ser mais luminoso.

Temperatura siberiana, vitrines estonteantes e um fluxo intenso de gente deixam o conterrâneo encantado. Nova Iorque, antes do atentado de 11 de setembro de 2001, era realmente tudo o que ele imaginava. Mas, nem tudo era perfeito.

Sozinho naquele mar de gente, falta-lhe um fundamental bate-papo no ‘mossoroês’ castiço. “Mas encontrar alguém conhecido aqui é impossível”, pensa em voz alta.

De repente, nosso personagem ouve um bordão inconfundível: “Ai, tonha!!”

Olhando para trás, seus olhos saltam de alegria e estupefação. Depara-se com o advogado Olímpio Rodrigues e o deputado Francisco José, batendo dentes de frio, friccionando as mãos e repetindo: “Ai, tonha!!”

História (Luiz Gonzaga Cortez)

Cascudo apoiou o regime militar

A revista Continente Multicultural (Documento), editada pelo Governo do Estado de Pernambuco, publicou em agosto de 2006, uma edição especial sobre Luís da Câmara Cascudo, tratando da vida e a obra do maior folclorista do Rio Grande do Norte. Uma edição belíssima com 46 páginas, com ensaios escritor por três professores da UFRN.

A revista tem uma edição impecável, textos agradáveis e concisos, sem os “rames rames” e elucubrações muitos comuns nos sítios acadêmicos do país. A publicação traz dois textos que registram a participação de Cascudo na Ação Integralista Brasileira, entre 1933/1937, as suas posições políticas conservadoras e a sua adesão ao regime militar instaurado em abril de 1964.

Aqui, no tocante ao apoio aos militares, é necessário reparos ao texto intitulado “O conservadorismo político” (p.18), onde o autor escreveu o seguinte: “É verdade que Cascudo não se manifestou explicitamente a favor do regime militar, mas no clima dos anos 70/80, para a esquerda e para aqueles que faziam parte da frente de redemocratização do país, aceitar, com a satisfação com que Cascudo aceitava, os agrados dos militares no poder, era algo imperdoável”. Não, quem assistiu e/ou tomou conhecimento de alguns acontecimentos pós-abril de 64, em Natal, quem freqüentou a Praça das Cocadas, no Grande Ponto, sabe muito bem que Luís da Câmara Cascudo se manifestou, explicita e publicamente, diversas vezes a favor do regime militar, em 1964, 1965 e anos seguintes.

A esquerda natalense sabia disso, desde os primeiros meses da implantação do regime discricionário. Cascudo cortejou e foi cortejado. Cascudo apoiou a campanha de arrecadação de ”ouro para o bem do Brasil”, comandada pelo jornalista Assis Chateaubriand, através da cadeia de jornais e rádios Associados, que, em Natal, teve a instalação festiva em pleno centro da cidade, num palanque armado na frente do prédio onde funcionou o antigo Hotel Ducal.

Cascudo discursou na solenidade (ou estou equivocado?) No dia 27 de novembro de1966, o Instituto Histórico e Geográfico do RN, comemorou o aniversário da “Intentona Comunista” de 1935 com uma conferência do general Antonio Carlos da Silva Muricy sobre “A guerra revolucionária no Brasil e o Episódio de Novembro de 1935”. A homenagem do IHG foi salientada pelo presidente da entidade, Enélio Lima Petrovich, pelo fato do general Muricy ter sido o autor, em 1963, da primeira insurgência pública “e em documento assinado, contra a agitação subversiva nos campos do Rio Grande do Norte”.

A saudação oficial foi de Luís da Câmara Cascudo, de improviso e está gravada, conforme informa a plaquete editada pelo Departamento de Imprensa do Estado. O general foi recebido com honras da tradicional casa de cultura, tornando-se, na ocasião, sócio honorário concedido na sessão de 9 de maio de 1964. Eu estava lá, levado pelos meus pais, ex-integralistas como Cascudo. E quem saudou o general? Foi Cascudo. O IHG publicou uma plaquete com a palestra do general e a saudação do maior intelectual potiguar ao homem forte do novo regime.

No dia 9 de agosto de 1973, na fase mais dura do regime militar, Cascudo discursou de improviso, como sempre o fez, no Salão Vermelho do Hotel Nacional de Brasília, para um seleto público e as maiores autoridades militares e civis da capital da República. Motivo: Cascudo recebia, na ocasião, o Prêmio “Henning Albert Boilesen” e fascinou, segundo uma testemunha feminina, as personalidades ali presentes, como o Almirante Hamann Rademacker Grünewald, Vice-Presidente da República, senador Jarbas Passarinho, Ministro da Educação e Cultura e o general João Baptista de Oliveira Figueiredo, chefe do gabinete militar da Presidência da República.

Boilesen, rico e poderoso empresário, dono do Grupo Ultra, teria sido um dos maiores financiadores da repressão policial aos comunistas que aderiram à luta armada contra a ditadura. Há ex-presos políticos que diz que Boilesen fiscalizava as instalações do DOI-CODI e da Polícia Civil de São Paulo, onde se torturavam os presos políticos, para verificar a aplicação dos recursos financeiros que angariava nos meios empresariais.

Nada demais para o “papa da cultura potiguar”, um homem da direita suave, que apoiou o regime militar assim como milhares de brasileiros apoiaram a derrubada do presidente João Goulart por causa do temor ao comunismo. Em Natal, apoiaram o golpe militar o governador Aluízio Alves, Dinarte Mariz, a Igreja, os evangélicos, maçonaria, empresários, prefeitos, vereadores, deputados estaduais e federais, senadores, agricultores, jornalistas (dos militares, a categoria recebeu um terreno para a sua sede, na rua Felipe Camarão, Centro). Quer mais? Pára, pára.

Luiz Gonzaga Cortez é jornalista e pesquisador.

Derrota de Agripino é vista como iminente

O influente Jornal do Brasil do Rio de Janeiro, em sua coluna “Informe JB“, dá como definida a disputa à presidência do Senado.

Segundo o artigo de abertura da coluna, na página 3 de hoje, 24, Primeiro Caderno, a reeleição do atual presidente Renan Calheiros (PMDB-AL) é certa.

“No Senado a situação está resolvida: Renan Calheiros já tem votos para se reeleger presidente da Casa. Só resta saber se o adversário, José Agripino Maia (PFL-RN), irá desistir ou insistirá na derrota em plenário”, comenta o JB.

Em entrevista ao final de semana, à imprensa de Natal, Agripino procurou minimizar o noticiário desfavorável. Garantiu que continua firme e em condições de vencer.

Crônica (David Leite)

Valdemar dos Passarinhos

Mudam as estações, mudam cenários. Com a chegada do inverno — além do frio que açoita impiedosamente — perdermos cá um cenário que a mim, particularmente, agrada bastante: os artistas de rua, com suas apresentações. Aos poucos eles se afastam de seus pontos. Sempre que podia, parava um pouco para observá-los. Alguns tocam instrumentos, outros fazem show com bonecos mamulengos. Enfim, na essência, são parecidos com os nossos. Mas, em verdade, em meio a essas similaridades, ainda não encontrei nada parecido com o nosso Valdemar dos Passarinhos...

Conheci Valdemar nos alpendres de Zé da Volta e tia Francisquinha, casal que sempre acolheu o artista com muito carinho e atenção. No entanto, não posso fazer referência a ele, Valdemar, sem associá-la à nossa ida ao Rio de Janeiro, quando o acompanhei para sua apresentação na Rede Globo de Televisão. Mesmo já tendo se passado um tempo considerável, vez por outra amigos me fazem contar a memorável viagem. Já nem consigo precisar bem a data, mas, aos aficionados por televisão, relembro que foi no primeiro programa Domingão do Faustão. Isso mesmo. Valdemar dos Passarinhos dividiu o palco de estréia do referido programa com Xuxa Meneguel, Gilberto Gil, Wando, além de outras atrações.

Tudo começou com um telefonema que, de início, pensei até que fosse brincadeira. Alguém, identificando-se como da produção da Rede Globo, disse que gostaria de saber se, por meu intermédio, poderia falar com Valdemar dos Passarinhos. Respondi que sim, mas que necessitaria de um tempo para localizá-lo. Uma hora depois já estávamos em novo contato. Houve um pequeno problema quando o pessoal da emissora falou que a viagem teria que ser feita por via aérea, pois o fato de um programa piloto haver sido agendado para dois dias depois, inviabilizava o ônibus, como meio de transporte, reivindicado por Valdemar. Acompanhei-o, portanto, como solução para o impasse.

Ficamos no aprazível hotel Glória. Tivemos, à disposição, carro e motorista para o artista conhecer os pontos turísticos desejados. Apenas dois pedidos: Cristo Redentor e a praia de Copacabana. Nos intervalos dos ensaios e gravações, fomos aos passeios. No Cristo não houve nada de extraordinário, além do alumbramento. Já no calçadão de Copacabana, temos registros. O primeiro foi o comentário dele (Valdemar), em forma de lamento, de não ter levado, seus instrumentos, para uma apresentação. O local e a grande circulação de pessoas foram avaliados como propícios para o evento.

— Rapaz, dava muito certo, não era não? Dava para ganhar um dinheirinho...

Seguimos caminhando e, em mera coincidência, encontramos o ex-governador Tarcísio Maia, que, com o ar de riso e de espanto, foi logo perguntando:

— O que esse artista mossoroense está fazendo por aqui?

— Vim me apresentar na Globo, doutor - respondeu o intrépido Valdemar.

De forma solícita, Dr. Tarcísio nos deu o seu endereço, disse que estava à nossa disposição e seguiu. Como Valdemar ficou meio calado depois da despedida, eu perguntei se ele realmente tinha reconhecido aquele com quem tínhamos conversado. Ele, meio cabisbaixo, respondeu:

— Claro que sim, era o “governador”, só tô achando ruim porque ele não me deu nem dez ...”.

Na Globo, encerrada sua apresentação, com imitações de pássaros de nossa fauna, tais como bem-te-vi, galo-de-campina, graúna, seguida da caracterização de sons de outros animais, com especialidade para o jumento, o bode, cachorro, e as imperdíveis imitações dos choros de meninos filhos de ricos e pobres, houve, pelo menos, dois pitorescos episódios de bastidores. O primeiro deles foi o diálogo travado entre Valdemar e Gilberto Gil. O cantor baiano contornou todo o teatro Fênix para abraçar efusivamente o nosso “rei dos pássaros”, e cobri-lo de elogios.

— Parabéns, Valdemar, o senhor é artista nato. Que beleza de apresentação...

Valdemar, que até então somente respondia com repetitivos, “sim, sim”, depois que o hoje ministro afastou-se, virou-se para mim e perguntou:

— David, quem é esse neguinho tão contente que veio falar comigo?

Outro comentário feito por ele, Valdemar, que me fez rir, disfarçadamente, foi em relação à beleza da então jovem e festejada Xuxa , que, em certo momento, ficou a poucos metros da gente. Em tom desdenhoso, disparou:

— Ela não é essas coisas, não...

Antes do Domingão do Faustão, vale ressaltar, levado pelos irmãos Expedito Amorim e Amorim Filho, ambos dos quadros da Rádio Bandeirantes de São Paulo, Valdemar já tinha tido oportunidade de participar de outros programas de audiência nacional, tais como Sílvio Santos, Som Brasil, Perdidos na Noite, além de uma histórica apresentação no Memorial da América Latina, que teve na platéia ninguém menos que o velho dirigente cubano Fidel Castro. De volta a Mossoró, questionado sobre suas impressões do El comandante, Valdemar não tergiversa para descrever seu assistente ilustre: “Ele é um soldadão dessa altura”, diz, estendendo o braço para cima.

Hoje, Valdemar não mais imita os passarinhos... Credita tal impossibilidade à “falta dos dentes”. As apresentações rareiam, com o peso da idade. Ainda circula pelas ruas de Mossoró na inconfundível bicicleta, que antes servia de transporte para ele percorrer as feiras de muitos municípios da região Oeste, como autêntico artista popular. Valdemar Gomes da Silva, esse paraibano da cidade de Patos, nascido em 1932, e incorporado, desde muito tempo, à geografia humana potiguar, é, indiscutivelmente, uma “figura folclórica” associada ao imaginário coletivo da multifacetada terra da Santa Luzia.

David Leite é professor da Uern e advogado - davidmleite@hotmail.com

Crônica (de Natal)

Obrigado, Papai Noel

Não tenho compulsão consumista. Menos mal. Por isso, nenhum estresse em perambular entre lojas diante de vitrines na meca do capitalismo: um shopping center.

Dou a mão à palmatória, porém, no encanto que mexe comigo ao ver uma criança em plena era da internet, vídeo-game, celular e outras maravilhas tecnológicas, se derramar de entusiasmo diante do bom velhinho. Há poucos dias fiz volver, para testemunhar de perto um encontro assim.

Excluindo-se o “oh, oh, oh!” tudo me pareceu mágico. Guardando distância, comovi-me com um inocente tchauzinho de quem tinha acabado de falar com o bom velhinho, em pleno Midway Mall, em Natal. Quanta sorte daquele garoto! Um sorriso daqueles não tem preço.

Na despedida, o olhar inundado de felicidade e o aceno que pareceu guardar toda a graça do mundo por aquele encontro. Integro discretamente o ambiente, pelo menos em alegria. Depois sigo em frente, carregando o peso da volta à realidade, mas agora fertilizado pela humanidade que às vezes falta ao meu cotidiano adulto, sem Papai Noel.

Não vou questionar a inadequação da veste encarnada, renas, trenó e chaminés à realidade sertaneja. Isso não interessa. Bobagem uma discussão nesse nível. O que salta aos olhos de uma criança é aquela magnificência, até que alguém denuncie sua verdadeira identidade ou o desmascare numa madrugada de Natal.

Comigo foi assim, meio chocante.

Descobri da pior forma possível que Papai Noel não era tão verdadeiro como Zorro, Tarzan, Batman e outros heróis. Meus ídolos eram imortais, povoavam o imaginário ilimitado e me faziam acreditar numa aldeia claramente dividida entre mocinhos e bandidos. Nesse universo, era fácil perceber quem representava o bem e quem se constituía no mal.

Sei lá que idade abrigava aquele corpo franzino, cabelo escorrido, olhos vivos e a esperança de ser lembrado por Papai Noel em mais uma noite de Natal. A inquietude serelepe desse menino ia se rendendo ao cansaço. À noite, nada do espocar de champanhes ou o estardalhaço da publicidade de massa que hoje testemunhamos. Parecia realmente existir um clima diferente no ar.

Minha preocupação era saber se Papai Noel entenderia as preces que eu fizera. Um parêntese: eu sabia orar? Bem, deixa pra lá. Não é hora também de se questionar a fé imberbe, tão remota, perdida no tempo.

- Vai dormir, Carlinhos... A ordem era expressa. Compreendi. Toque de recolher.

Autorama, Forte Apache... Huum! Será que tinham deixado a porta aberta, ou mesmo alguma janela, por onde Papai Noel entrasse com o presente? Quanto drama: suor frio, ansiedade, fala sincopada. Dormir? Eu? Nem pensar. Vou fingir. Cubro-me e fico na tocaia. Aguardo-o assim, encolhidinho, pensava.

O silêncio é entrecortado espasmodicamente. Vruuum!!! Mais um carro que passa à rua. E o trenó?

Desabei. Acho que tanta angústia pela espera me derrubara.

Passadas cadenciadas, tateando a escuridão, me acordam e denunciam que ele chegou. Com meu presente, claro. O coração, acuado, acelera. Os olhos teimam em não arriscar o flagrante tão esperado, rasgando a escuridão. Quanto medo, incompreensível temor. Paralisado, músculos enrijecidos, ouço sua respiração e um corpo quase se chocando contra o meu. Ossos estalam no movimento. Penso: bastava deixar meu brinquedo em cima da mesa. Quanto trabalho!

Relaxo o físico mirrado e passo a liberar lentamente os olhos... Ah, que droga! O vulto que forma um espectro, conhecido, se distancia de mim. Meu presente? O que importa agora? Durante mais alguns meses ou anos, continuei fazendo de conta que era filho de Papai Noel. Assim mesmo, obrigado pelo presente, meu pai.

Feliz Natal!

Carlos Santos

Poesia (Luís Campos)

Carta a Papai Noel

Seu moço eu fui um garoto
Infeliz na minha infância
Que soube que fui criança
Mas pela boca dos outo.
Só brinquei com os gafanhoto
Que achava nos tabuleiro
Debaixo dos juazeiro
Com minhas vaca de osso
Essa catrevage, sêo moço
Que a gente arranja sem dinheiro.

Quando eu via um gurizin
Brincando de velocipe
De caminhão e de jipe
Bola, revólver e carrin
Sentia dentro de mim
Desgosto que dava medo
Ficava chupando o dedo
Chorando o resto do dia
Só pruquê eu num pudia
Pegar naqueles brinquedo.

Mas preguntei uma vez
A uns fio de dotô
Diga, fazendo um favô
Quem dá isso pra vocês?
Mim respondeu logo uns três
Isso aqui é os presente
Que a gente é inocente
Vai drumí às vêis nem nota
Aí Papai Noé bota
Perto do berço da gente.

Fiquei naquilo pensando
Inté o Natá chegá
E na Noite de Natá
Eu fui drumi mim lembrando
Acordei fiquei caçando
Por onde eu tava deitado
Seu moço eu fui enganado
Que de presente o que tinha
Era de mijo uma pocinha
Que eu mermo tinha botado

Saí c’á bixiga preta
Caçando os amigos meu
Quando eles mostraram a eu
Caminhão, carro e carreta
Bola, revólver, corneta
E trem elétrico, até
Boneca, máquina de pé
Mas num brinquei, só fiz vê
E resolvi escrevê
Uma carta a Papai Noé.

Papai Noé, é pecado
Os outro se matratá
Mas eu vou le recramá
Um troço que tá errado
Que aos fio de deputado
Você dá tanto carrin
Mas você é muito ruim
Que lá em casa num vai
Por certo num é meu pai
Que num se lembra de mim.

Já tô certo que você
Só balança o povo seu
E um pobe qui nem eu
Você vê, faz qui num vê
E se você vê, porque
Na minha casa num vem?
O rancho que a gente tem
E pequeno mas le cabe
Será que você num sabe
Qui pobe é gente também?

Você de roupa encarnada,
Colorida, bonitinha
Nunca reparou que a minha
Já tá toda remendada
Seja mais meu camarada
Prêu num chamá-lo de ruim
Para o ano faça assim:
Dê menos aos fio dos rico
De cada um tire um tico,
Traga um presente pra mim.

Meu endereço eu vou dá,
Da casa que eu moro nela
Moro naquela favela
Que você nunca foi lá
Mas quando você chegá
Que avistá uma paióça
Cuberta cum lona grossa
E dois buraco bem grande
Uma porta véia de frande
Pode batê que é a nossa.

Luis Campos, poeta mossoroense

Reflexão

Oração do Século

Senhor, fazei de mim um instrumento da vossa comunicação.

Onde tantos enviam bombas e destruição, que eu leve uma palavra de união!

Onde tantos procuram ser servidos, que eu leve a alegria de servir!

Onde tantos fecham a mão para bater, que eu abra meu coração para acolher!

Onde tantos adoram a máquina, que eu saiba venerar o homem!

Onde tantos endeusam a técnica, que eu saiba humanizar a pessoa!

Onde a vida perdeu os sentidos, que eu leve o sentido de viver!

Onde tantos me pedem um peixe, que eu saiba ensinar a pescar!

Onde tantos me pedem um pão, que eu saiba ensinar a plantar!

Onde tantos estão sempre distantes, que eu seja alguém sempre presente!

Onde tantos sofrem de solidão que faz morrer, que eu seja o amigo que faz viver!

Onde tantos morrem na matéria que passa, que eu viva no espírito que fica!

Onde tantos olham para a terra, que eu saiba olhar para o céu!

Padre Atílio Hartmann. S. J.

sábado, dezembro 23, 2006

Wilma e Garibaldi têm encontro formal

Depois da solenidade da Justiça Eleitoral na terça, 19, no Centro de Convenções em Natal, a governadora reeleita Wilma de Faria (PSB) e o seu adversário Garibaldi Filho (PMDB), senador da República, voltaram a se encontrar.

O fato registrou-se em uma casa de recepções na capital nessa sexta, 22. Wilma e Garibaldi trocaram cumprimentos cordiais e conversaram por poucos minutos.

Eles eram convidados de casamento de um filho do deputado federal e vice-governadora eleito Iberê Ferreira de Souza (PSB).

Na solenidade de terça, um mal-estar pairou no ar com discurso da governadora, considerado inoportuno no seu conteúdo, para o evento protocolar. Ela demarcou sua vitória como superação contra recalcados. À imprensa, Garibaldi avaliou o enfoque como desnecessário.

Manoel de Brito é sondado à Segurança do RN

O ex-titular da Segurança Pública do RN e ex-deputado Manoel de Brito, natural de Jardim do Seridó, foi sondado para ser o próximo titular da pasta no RN. A governadora Wilma de Faria (PSB), segundo fontes do Centro Administrativo do Estado, fizera a sondagem diretamente.

Brito não aceitou integrar o governo Wilma na segunda gestão, a partir do próximo ano. Ele foi secretário durante gestão do governador José Agripino (PFL). Na mesma velocidade, está surgindo a cartada do coronel Marcondes Pinheiro, atual comandante Geral da Polícia Militar.

O atual secretário, Glauberto Bezerra, não continuará na pasta. Ele está impedido por recomendação do Conselho Nacional do Ministério Público, do qual faz parte. O colegiado não quer nenhum componente do MP assumindo cargos nessa esfera.

Com informações do www.agorasei.com.br (www.marcosdantas.zip.net)

Situação de José Agripino está complicada

Pelo que noticia a Folha de São Paulo, o tempo fechou realmente para o senador José Agripino (PFL), candidato à presidência do Senado.

Veja dois registros sobre o assunto, afixados hoje na Coluna Painel, da Folha:

Cálculo 1. O PSDB está com um pé fora da candidatura de José Agripino (PFL-RN) à presidência do Senado. Alega que respeitará a tradição de destinar o cargo à maior bancada. No caso, a do PMDB de Renan Calheiros (AL).

Cálculo 2. Tasso Jeireissati (CE) e Arthur Virgílio (AM) foram incumbidos de informar a posição do PSDB ao pefelista. Com as pretensões de Agripino dificultadas uma vez anunciado o apoio do PDT a Renan, os tucanos apostam agora na manutenção de seus quatro cargos na Mesa.

Papangu em festa

Revista cultural e de humor acontece antes do Natal

Feliz ano velho. Exatamente. Feliz ano velho. Este o título do Troféu Papangu de dezembro que aparece nas bancas antes do Natal, no número 35 da revista de humor e cultura "Papangu". Feliz ano velho. Dedicado à velha prática dos políticos sabidões deste país e Estado. Mais especificamente àqueles nada bestas parlamentares que tentaram o golpe do aumento salarial próprio de 91%.

Enquanto isso o povo continua com o pé na lama. O trabalhador brasileiro se afundando na miséria com trezentos e cinqüenta reais. Feliz ano-novo apenas para esses espertalhões da política, profissionais da mentira. Caras-de-pau. Tudo continua como dantes. Por isso feliz ano velho. Perfeitamente. Feliz ano velho.

No rol de colaboradores fixos o mesmo nível de excelência. Tem Alexandro Gurgel em seu Grande Ponto. Túlio Ratto com a Ratoeira, A Radiola do doutor Damião Nobre, Autores & Obras do Carlos Meireles, A Sétima Arte de Raildon Lucena, O Contraponto de Antônio Alvino, Pei-Bufo com Amâncio e Edmar Viana e muito mais.

Feliz Papangu.

Saúde quer efetivação de agentes

O Sindicato dos Servidores da Saúde em Mossoró articula movimento de pressão contra a Câmara Municipal.

A entidade defende interesses dos Agentes de Endemias, contestando projeto para realização de concurso público empinado pela Câmara Municipal.

A indignação que move esse segmento é justificável. Ele quer tratamento isonômico aos 13 servidores não-concursados do legislativo, que através de projeto do presidente Júnior Escóssia (PFL), garantiram efetivação no quadro funcional da câmara, sem concurso. Um porém: o Ministério Público está reagindo à decisão e pode embaraçar legalmente esse poder.

Esse tipo de movimento era esperado. E é provável que aconteça com outras categorias, em face do flagrante favorecimento, ilegal, promovido pela Câmara Municipal de Mossoró recentemente.

Estádio Nogueirão deve ser municipalizado

O estádio Manoel Leonardo Nogueira, “Nogueirão”, campo oficial de futebol que desde o final dos anos 60 é o principal endereço esportivo de Mossoró, deverá ser municipalizado.

Entre dirigentes de clubes profissionais e amadores, que fazem parte da Liga Desportiva Mossoroense (LDM), entidade gestora do estádio, o assunto é dado como certo e há ponto consensual para a decisão.

Uma assembléia da LDM já está marcada para o dia 26, terça, às 19h, na própria sala da diretoria da entidade, no estádio. A municipalização está em pauta.

Na Prefeitura de Mossoró, governo Fafá Rosado (PFL), não existe bloqueio à idéia da municipalização. Desde a gestão anterior da senadora eleita e ex-prefeita Rosalba Ciarlini (PFL), que o município investe no estádio.

Com a chegada à Gerência Executiva da Juventude, do Esporte e Lazer, cronista esportivo Lupércio Luiz, a municipalização tem mais uma voz de apoio. O próprio marido da prefeita, deputado eleito Leonardo Nogueira, filho do patrono do estádio, Manoel Leonardo, é simpático à proposta.

Sem o apoio da prefeitura, a LDM não tem como manter o Nogueirão, que já recebeu cerca de R$ 2 milhões de aporte financeiro desde 2004. Restauração, conservação e melhorias do equipamento esportivo não param, sob a batuta do governo municipal.

Assu brinca com seu Plano Diretor

Seguindo a linha pouco caso que norteia parte considerável dos administradores públicos do país, só ontem à noite, o prefeito assuense Ronaldo Soares (PP) protocolou na Câmara Municipal o projeto de Plano Diretor para o município.

Segundo o Estatuto da Cidade, esse é um documento necessário e obrigatório, para o pleno desenvolvimento planificado das maiores comunas do país. Com data para ‘apreciar’ e votar a matéria até o final do ano, o legislativo é encurralado com algo de enorme seriedade, devendo aprová-lo sem sequer conhecê-lo de verdade.

Assu, que está com crescimento empacado há anos, ignora a importância do Plano Diretor. Deve pagar um preço alto por tamanha irresponsabilidade.

Em sessões extraordinárias na próxima semana, a Câmara de Vereadores vai votar às pressas o projeto. Difícil será algum vereador dissertar sobre o assunto, após a votação. Pobre Assu!

sexta-feira, dezembro 22, 2006

PMDB costura fortalecimento em Mossoró

Verdadeira grife no leque partidário brasileiro, não obstante sua afeição doentia pelo poder a qualquer preço no plano nacional, governo a governo, o PMDB continua atraente.

Em Mossoró, a legenda está à deriva desde a metade de 2005. Quando o grupo da deputada federal Sandra Rosado (PSB) resolveu se livrar da sigla, para aderir ao governo Wilma de Faria (PSB), o PMDB ficou sendo “reparado” por históricos e noviços ávidos pelo comando.

Mas passadas as eleições deste ano, a tendência é que o Diretório Estadual do partido dessa feita evite o erro crasso de “arrendá-lo”, como fez durante cerca de 20 anos em favor dos Rosados.

Há uma corrente histórica querendo sua direção, mas o comando estadual pensa mais alto. Deseja alguém à sua frente que possa representar apetite e habilidade a fortalecê-lo, com vistas às eleições municipais e às disputas de 2010. O PMDB aposta, no mínimo, na indicação do vice na chapa da atual prefeita Fafá Rosado (PFL).

A acomodação PFL/PMDB em Mossoró não enfrenta tantos problemas como num sem-número de municípios no RN, onde a arenga histórica não pára. Pefelistas e peemedebistas mossoroenses revelam muita afinidade.

Nessa acomodação de interesses, o que não deverá faltar é novo contingente de chorões, gente sem peso eleitoral a ser descartada na hora das conversas e montagens de chapas. É aguardar e conferir o que este Blog preconiza.
Anote, por favor.

"Abraço" em Natal causa apreensão

A mobilização que o prefeito natalense Carlos Eduardo Alves (PSB) prepara para amanhã, às 9h, em Ponta Negra, promete causar muito mal-estar.

O “abraço ao Morro do Careca”, contra a construção de edifícios no entorno desse símbolo do RN, está causando rebuliço nos intramuros do poder em Natal.

Em contraponto, os construtores que duelam na Justiça contra a prefeitura, avisaram que farão um abraço também. Há temor de que ocorram confrontos entre as duas alas.

Milhões de dólares estão em jogo. E quando a parte mais sensível do corpo é afetada, ou seja, o bolso, saia da frente.

Chances de Agripino vão desaparecendo

A candidatura do senador José Agripino Maia a presidente do Senado está inviabilizada. Agripino contava com os votos dos partidos de oposição ao Governo Lula para se eleger. Conseguiu o apoio do PSDB, mas não obteve o apoio do PDT nem do PMDB, lembra o blogueiro Oliveira Wanderley (www.oliveirawanderley.zip.net).

Mas nem mesmo o PSDB manterá seu apoio a Agripino. Muitos tucanos tendem a votar em Renan Calheiros. Dentro da própria bancada do PFL, partido de Agripino, existem senadores que votarão em Renan Calheiros.

É que alguns senadores pefelistas querem garantir algum lugar na Mesa Diretora e sabedores que as chances de Agripino são mínimas já se movimentam para garantir espaço junto a Renan.

José Agripino, no entanto, ainda acredita em milagre. Ele declarou à Tribuna do Norte, edição desta sexta-feira, que sua candidatura não esta inviabilizada. Mas reconhece que a decisão do PDT e do PSB de votar em Renan Calheiros enfraquece sua postulação. “Mas isso não inviabiliza minha candidatura”, frisou o senador potiguar.

TCM mostra diplomação de eleitos

A TV Cabo Mossoró (TCM) apresenta a partir das 19h de hoje, programa especial focalizando a diplomação dos eleitos no RN – e seus suplentes – nas eleições deste ano.

O material foi coletado durante a solenidade de diplomação na terça, 19, em Natal, no Centro de Convenções.

Discursos, entrevistas e imagens em geral do evento marcam o programa no Canal 10.

quinta-feira, dezembro 21, 2006

COLUNA DO HERZOG (Segunda Edição)

BIG BLOG

CANDIDATURA – Dirigente do Detran em Mossoró, o ex-vereador Nogueira de Dodoca avisa que está ensaiando retorno à Câmara de Vereadores. Entretanto, em conversa com este blogueiro, pondera: “Se ‘Tia Ciça’ for candidato, eu não serei”. Ele se refere à atual interina na Câmara Municipal, Cícera Nogueira (PSB), sua tia. Na última campanha, com a numerosa família dividida, ninguém se elegeu.

EXAGERO – A Rede Globo fez estardalhaço com operação da Polícia Federal, em Pernambuco, que prendeu um prefeito e seu irmão, acusados de desvio de pouco mais de R$ 2 milhões. Uma merreca. No dia que enxergarem o RN com mais atenção, é que veremos a realidade que não chega às primeiras páginas da mídia.

RINCÃO – O atraso a que Mossoró está submetida, no quesito mentalidade político-administrativa, chega ao nível do ridículo. Um barzinho no centro da cidade recebe cadeiras ‘emprestadas’ de um empreendimento de ‘turismo’ do município, além de dois cavaletes interditando a rua, com a informação seguinte: “Homens trabalhando”. Esse tipo de procedimento não combina sequer com rincões sertanejos, imagine com um município com mais de 230 mil habitantes e receita/mês acima dos 13 milhões de reais. A gente merece. Bem feito.

NO EMPURRA – É fácil perceber na cobertura de setores da imprensa da capital, que o processo de “empurra”, forçando a barra para a governadora nomear esse ou aquele indivíduo, está ficando quixotesco. Parece que não conhecem Wilma Maria de Faria o suficiente. Ela não costuma engolir ‘corda’.

DA REDAÇÃO

- O nível de aluguel de imóveis em Tibau, a 48km de Mossoró, está chegando a valores irreais. Temporada com menos de dois meses, há quem pague até R$ 5 mil. Essa turma gosta de sofrer. Bem feito.
- A TV Tropical está ampliando sua cobertura na região de Mossoró. Está há algum tempo com dois repórteres fixos na sucursal.
- Natal está em festa com seu “Auto de Natal”, apresentado no Anfiteatro da capital pela primeira vez nessa quinta, 21. De “lambuja”, ainda houve show de Fagner. Na sexta, outra apresentação, além da cantora Simone. Demais! Sábado será a vez de Elba Ramalho.
- Mais de dois anos sob construção e o consumo de mais de 25 milhões de reais, o Presídio Federal de Campo Grande, em Mato Grosso, foi inaugurado nessa quinta. O secretário de Justiça do RN, Leonardo Arruda, foi um dos convidados presentes à inauguração. O de Mossoró sairá no primeiro semestre de 2007. Excelente obra.

PENSANDO BEM...

"A ação nem sempre traz felicidade, mas não há felicidade sem ação". (Benjamin Disraeli)

Municípios se esforçam para pagar 13o salário

A Confederação Nacional dos Municípios realizou pesquisa em todo o Brasil para avaliar o número de municípios que devem atrasar o 13º salário.

No Rio Grande do Norte, a pesquisa constatou que das prefeituras que pagam o 13º em uma única parcela, 79,31% disseram que o pagamento seria efetuado até o dia 20 de dezembro como determina a lei.

Pelo menos 10,34% admitiram que iria haver atraso em conseqüência da queda no repasse de recursos do Fundo de Participação. No caso do pagamento em duas parcelas, 4,3% admitiram que pagariam com atraso.

Quanto à folha de pagamento de dezembro, 77,27% dos municípios consultados pelos pesquisadores informaram que o pagamento seria feito em dia e 22,73% admitiram atrasar.

Do saite www.agorasei.com.br

Rogério depois assumirá secretaria de Wilma

O deputado federal eleito e presidente da Câmara de Natal, Rogério Marinho (PSB), nome inclinado à disputa à Prefeitura da capital em 2008, vai mesmo assumir o mandato em Brasília.

No almoço que ofereceu à imprensa e demais vereadores num restaurante de Natal, ontem, Rogério disse em reservado grupo de interlocutores, de sua disposição de ser deputado. Não descartou que venha a assumir uma secretaria de Estado mais adiante.

Na verdade, Rogério conseguiu dobrar a governadora Wilma de Faria (PSB) para esse primeiro momento. Ele é seu nome preferencial para concorrer à Prefeitura de Natal em 2008. Wilma ensaiava convocá-lo para uma pasta no novo mandato. Tende a fazê-lo, mas somente um pouco além dos primeiros meses de 2007.

Nota deste Blog: Rogério, com quem conversei, tem razões naturais para querer ser deputado federal. Afinal de contas, participou de uma campanha disputadíssima com esse fim. Além disso, há um componente adicional o levando à Capital Federal. Seu avô, já falecido, Djalma Marinho, foi por longos anos detentor de mandado na chamada Baixa Câmara.